quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Protesto contra aumento do salário "para lamentar" teve repercussão em todo o país

O que era para ser uma simples solenidade de entrega de comenda transformou-se num enorme constrangimento para os parlamentares presentes no plenário quando o bispo emérito de Limoeiro do Norte, Dom Manuel Edmilson da Cruz, recusou-se a receber a Comenda dos Direitos Humanos Dom Hélder Câmara, em protesto contra o aumento de 61,8% aos parlamentares aprovado pelo Congresso Nacional. O público presente à sessão aplaudiu a decisão.

O episódio pelo qual o bispo confrontou os congressistas com suas mazelas tem, pela sua grandeza, enorme valor simbólico. Que dom Edmilson se sinta laureado pelos brasileiros com uma comenda de direitos humanos e integridade. E que a atitude do bispo tenha o poder de inspirar outros gestos, civilizados e democráticos, contra essa e outras afrontas de ocupantes de cargos públicos.

3 comentários:

José María Souza Costa disse...

Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Natal agradável, harmonioso e com sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Um abraço e fique com DEUS.

http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

LINA disse...

Agradecemos humilde e profundamente, eu e minha mãe, pela atitude de D. Manuel Edmilson diante dos maus brasileiros, a quem ele repreendeu.

marcos disse...

Temos que nos mirar no exemplo, nos fazer erguer a voz..O Brazil precisa de pessoas justas se queremos melhorar este País. Se ficarmos inertes continuara como se esta essas mazelas contra o povo brasileiro.Comenta mas pouco se age.