terça-feira, 30 de setembro de 2008

Movimentos sociais de luto

A utilização de agrotóxicos por agricultores no Interior do Estado reflete um antigo modelo de manejo do solo.
Os movimentos sociais do Vale do Jaguaribe estão de luto.
Faleceu no último fim de semana o ex-agricultor José Valderi Rodrigues, considerado o símbolo na luta contra a utilização indiscriminada de agrotóxico no Estado.
Conforme denunciado há seis meses pelo Diário do Nordeste, havia mais de três anos que o agricultor, supostamente contaminado pelos venenos de agrotóxicos da empresa onde trabalhava, tinha perdido uma das pernas e intensificava o estado de deterioração de seu corpo. Segundo a denúncia acompanhada pelo Ministério Público do Trabalho, a empresa agrícola na Chapada do Apodi, em Limoeiro do Norte, não havia fornecido Equipamento de Proteção Individual (EPI).
Valderi faleceu sem saber de uma solução judicial para o seu problema trabalhista. Em 2005, com menos de um mês de trabalho em uma fazenda produtora de banana para exportação, o agricultor, vestido de camisa, bermuda e chinelas, trabalhava no setor de aplicação de agrotóxicos. Na terceira semana, um ferimento apareceu no seu pé.
Conforme seu relato e suposição dos laudos médicos (nunca conclusivos), ele teria sofrido uma infecção no pé causada por uma bactéria contida nos coquetéis de veneno. Em um intervalo de poucos meses foram seis cirurgias – cinco para extrair cada dedo do pé, e a última para retirar metade da perna direita. A alegativa da empresa de que o agricultor sofria de diabetes e havia sido acometido por algum “simples” ferimento não-relacionado ao veneno caiu por terra com exame, no início deste ano, comprovando negatividade para essa doença.
“Eu não recebi meus diretos, até minha carteira não foi dado baixa”, alegou José Valderi, na última visita da reportagem, em abriu deste ano, para reportagem especial do Caderno Regional sobre o uso indiscriminado de agrotóxicos, em 29 de abril de 2008.
Após tomar conhecimento do caso pela matéria, o Ministério Público do Trabalho no Ceará decidiu acompanhar individualmente o caso de Valderi – geralmente são acompanhados casos trabalhistas coletivos. Com carteira de trabalho na mão e vários laudos e receitas médicas atestando o seu problema de saúde, Valderi concedeu ao jornal a última foto em vida.
Negligência dos poderes
Para Maria Pastora, da Cáritas Diocesana em Limoeiro do Norte, “a morte de Valderi representa a negligência do poder público, desde os órgãos de saúde, que não deram a devida importância, de investigar o caso da doença dele, à negligencia da Justiça, pelo tempo que passou com a carteira retida na empresa. Ele é uma vítima do agrotóxico, e para que isso seja provado é necessário que verifiquem os exames”, concluiu. A preocupação dos militantes sociais nos imbróglios agrícolas é que o laudo do óbito de Valderi não esclareça a real “causa mortis”.
A assessoria jurídica do Movimento dos Sem-Terra (MST) acompanhava de perto o caso do agricultor morto no último fim de semana. “Ele falece, mas o símbolo existe. A gente via o sofrimento dele como uma forma de mostrar que a luta de denúncia de tudo o que ocorre com trabalhadores relacionado a agrotóxicos é urgente e necessária”, afirmou o advogado Francisco Cláudio.
A médica e professora do Departamento de Saúde Comunitária da Universidade Federal do Ceará (UFC), Raquel Rigotto, disse lamentar profundamente a perda de Valderi Rodrigues. Rigotto, com sua equipe de pesquisadores, desenvolve há mais de um ano pesquisa no acompanhamento do impacto dos agrotóxicos na saúde do trabalhador e dos consumidores de frutas no Ceará, com ênfase na Chapada do Apodi, em Limoeiro do Norte. O trabalho é patrocinado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). “Tô vendo a hora morrer e não ver meus direitos”, afirmou Valderi, que deixa a esposa Maria da Conceição Gomes e dois enteados.
Agroecologia
A utilização indiscriminada de agrotóxicos por agricultores nos municípios do Interior do Estado ainda reflete um antigo modelo de manejo do solo, onde são consideradas as condições ambientais de cultivo dos recursos naturais. No entanto, é crescente na zona rural, experiências consideradas como ambientalmente corretas. A agroecologia é um desses exemplos, onde cultiva-se sem a utilização do adubo químico, mas de insumos naturais, feitos a partir de plantas, não ofensivos aos solos, à fauna, flora, água e aos trabalhadores rurais.
Relatório aponta problemas agrícolas
Em 2006, um relatório da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária apontou vários problemas de produtores agrícolas na aplicação de agrotóxicos, com casos letais à saúde. Conforme o relatório, 79% dos irrigantes declararam a utilização dos agrotóxicos. Destes, apenas 10% afirmaram ter e seguir o receituário agronômico. Apenas 3% faziam a calibração do pulverizador; 7% utilizavam Equipamentos de Proteção Individual (EPI) completo; 20% aplicavam em horário inadequado; 96% não conheciam a tríplice lavagem. Análise dos dados do Instituto de Combate ao Câncer (ICC) referentes ao período de 2000 e 2006 apontam que ser agricultor confere maior risco de ter câncer, com destaque para as localizações no mieloma múltiplo, na bexiga urinária, nos testículos, no pênis e a leucemia (sangue).
Fonte: Diário do Nordeste - Reportagem: Melquíades Júnior
*Imagem: Fac-smile do Caderno Regional, do dia 29 de abril de 2008.
Mais informações:
Cáritas Diocesana em Limoeiro do Norte, (88)3423.3222
Universidade Federal do Ceará (UFC)
Raquel Rigotto, (85) 3366.8044

Orkut: Limoeiro do Norte-A Política teve todos os seus tópicos apagados

Quem acessou na manhã desta terça-feira (30/09) a comunidade no site de relacionamento Orkut, Limoeiro do Norte-A Política, ficou surpreso quando viu que todos os tópicos haviam sido apagados.
Não se sabe ainda o motivo que levou o moderador da comunidade a tomar essa atitude, mas, pelo rumo que os debates haviam tomado, espera-se que daqui pra frente haja um pouco mais de bom senso por parte dos membros desta comunidade, e do próprio moderador, em relação aos comentários postados.
Alguns membros que, utilizando de codinomes e imagens de exibição que não suas fotos pessoais, os chamados “Fake’s”, aproveitavam para agredir verbalmente uns aos outros e aos candidatos, fazer comparações maliciosas, divulgar informações duvidosas como números de pesquisas eleitorais, criar enquetes tendenciosas, entre outros absurdos.
Fanáticos, cabos eleitorais e, até mesmo, os próprios candidatos usam desse artifício para denegrir a imagem uns dos outros, e gerando uma disputa entre eles para descobrir na realidade quem seriam esses membros.
Leia mais:

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Vestibular 2009.1: UECE oferece 1.938 Vagas

A Universidade Estadual do Ceará (UECE) abre inscrições para o primeiro Vestibular de 2009.
Ao todo são oferecidas 1.938 vagas, sendo 1.203 para os cursos da Capital e 735 para as unidades da UECE no interior do estado. Os candidatos poderão optar neste vestibular pelo curso de psicologia.
A primeira fase do exame acontecerá no dia 16 de novembro, no horário das 9h às 13 horas, com uma prova de conhecimentos gerais, de múltipla escolha, e a segunda fase será nos dias 07 e 08 de dezembro, com provas específicas de acordo com o curso de opção do candidato.
O presidente da Comissão Executiva do Vestibular, Prof. José Maria Santiago, recomenda o candidato a fazer a inscrição pela Internet no site www.uece.br, por ser mais prático e cômodo.
Em Limoeiro do Norte, os candidatos se inscreverão na Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (FAFIDAM), localizada na Av. Dom Aureliano Matos, n° 2058, Centro, Limoeiro do Norte-CE, a partir do dia 29 de setembro até 10 de outubro, no horário das 8h às 17h.
A taxa de inscrição é de R$ 75,00, que poderá ser paga nas diversas agências bancárias de preferência do candidato, através de Boleto Bancário emitido pela INTERNET ou retirado nos locais de inscrição.
A documentação exigida consta de ficha de inscrição preenchida, fotocópia de documento de identificação, duas fotos 3x4 recentes, fotocópia do documento de conclusão do ensino médio ou equivalente. Não será aceita inscrição por procuração. O candidato que não puder se dirigir aos locais de inscrição, deverá inscrever-se via INTERNET.
Realização das Provas
A primeira fase do vestibular de 2009.1 se realizará no dia 16 de novembro, domingo, das 9h às 13 horas, com uma prova de Conhecimentos Gerais de múltipla escolha: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Geografia, História, Matemática, Física, Química e Biologia.
A segunda fase acontecerá nos dias 07 e 08 de dezembro, com a realização de quatro provas: uma de Redação e três Específicas.

Violência compromete campanhas eleitorais

Ministério Público e Justiça Eleitoral aumentam o rigor contra a corrupção eleitoral e o fanatismo político.
Dinheiro e poder. A campanha eleitoral no Interior do Estado esquenta do litoral ao sertão. Atentados à vida, brigas nas praças e até de candidatos dentro de delegacia, sabotagem em comícios, divulgação de pesquisas falsas, perseguições ao voto dos eleitores na calada da madrugada, muitos são os artifícios usados por candidatos a prefeitos e vereadores em cidades do Interior para vencer as disputadíssimas eleições.
Contrariando a lógica matemática, municípios menores são a maior preocupação dos juízes eleitorais. Pelo menos 4.407 policiais militares e outras centenas de federais e civis estão nas cidades na Operação Eleições. Destes, 919 são da Capital, 383 do Interior e 3.193 das próprias companhias. Mas faltam viaturas. Temerosos, moradores da Capital que votam no Interior já pensam em justificar a ausência no dia do pleito em outubro.
Desafiando a lei e o bom senso, grupos políticos tentam comprar, antes do voto, a coragem do eleitor. Apesar da coligação de partidos, não é a linha ideológica destes, mas a combinação de nomes de peso e interesses nas alianças locais que define os lados da disputa.
O acirramento político, comum em qualquer lugar do País, no Interior do Estado tem faceta própria. Os municípios pequenos – com entre seis e dez mil eleitores – são geralmente divididos em dois grupos, notadamente o que já está no poder disputando com uma coligação de oposição. Mais do que em qualquer outra eleição municipal já realizada, Ministério Público e Justiça Eleitoral aumentam o rigor contra a corrupção eleitoral e o fanatismo político das militâncias e dos simpatizantes. Os excessos continuam. “A nossa maior preocupação ainda é no município menor, onde é culturalmente mais forte o acirramento entre os grupos, mas é possível observar que o clima está mais tranqüilo”, afirma Luciana Teixeira, juíza eleitoral responsável por Limoeiro do Norte e São João do Jaguaribe, este com apenas 8.344 habitantes e pouco mais de sete mil eleitores.
Carros de som
“Isso aqui é um barril de pólvora”, afirmou um policial militar de São João do Jaguaribe. Mas dois dias após uma confusão entre candidatos do PSDB e do PT dentro da delegacia da cidade, com trocas de acusações e, por sua vez, socos e tapas, a Justiça Eleitoral impôs rigor contra os carros de som que vociferassem acusações e incitassem o embate. A reportagem flagrou uma cidade calma, pelo menos por enquanto. “Existe intimidação de eleitores por parte do outro candidato, as pessoas não denunciam porque falta confiança nas instituições, mas é dever da imprensa e das autoridades ficarem alertas, mas sem fomentar a violência ou assustar a população. Aqui já está muito tranqüilo”, afirma Marilack Chaves, integrante do comitê do candidato Antônio Carlos (PT).
Para Júlio Vernes, coordenador da campanha do outro candidato, Zé Carlos (PSDB), “não existe intimidação da nossa parte, fazemos uma campanha de propostas e sem ameaças, ocorreu o incidente da delegacia, mas da nossa parte a campanha sempre foi de paz, dentro da lei”.
Aliada ao Ministério Público, a Justiça Eleitoral em Limoeiro do Norte e São João do Jaguaribe realizou Termos de Ajustamento de Conduta com coligações partidárias, imprensa e polícias civil e militar, para definir as infrações e assegurar que os espaços para comícios e passeatas fossem respeitados. Tem dado certo. Ainda assim, ações misteriosas e “sem culpados” têm atrapalhado o pleito. Duas semanas atrás, em um comício do candidato a reeleição João Dilmar, faltou energia elétrica minutos antes do pronunciamento do governador Cid Gomes, apoiador político da candidatura. O blecaute atingiu milhares de residências.
Um laudo preparado pela Coelce está em fase de conclusão, mas já assegura que houve sabotagem na rede elétrica, conforme o engenheiro da Coelce, Ronildo Carlos de Sousa, que alertou para os danos materiais que uma atitude dessa pode causar aos consumidores. Enquanto se descobria o ponto de falha na rede elétrica, hospitais ficaram sem luz por até 40 minutos.
Funcionários da companhia energética encontraram cerca de dois metros de fiação — com parafusos fazendo contrapeso, enroscados em um trecho da rede elétrica no Bairro Cidade alta, local do comício. O material está apreendido até agora na delegacia da cidade.
Um dia depois, igual artefato — pendurado até hoje — foi encontrado na rede elétrica em outro bairro onde também havia comício. Sorte da população que não houve blecaute e prejuízos mais graves.
Mais informações:
Operação Eleições 2008: (85) 3101.4956 / 3101.4958
Ministério Público de Limoeiro do Norte: (88) 3423.4272
Fórum Eleitoral: (88) 3423-4262
Fonte: Diário do Nordeste - Foto: Melquíades Júnior
Leia mais:

domingo, 28 de setembro de 2008

Novos prefeitos terão acesso a recursos já

Ministério do Planejamento diz que uma estrutura de apoio institucional será montada para que equipes de transição conheçam as possibilidades de parcerias ainda em 2008. Hipótese de privilégio a aliados também é rechaçada.
Os prefeitos que forem eleitos neste ano não precisarão esperar até a posse, em 1º de janeiro, para buscar recursos do governo federal. O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão já está preparando estrutura de apoio institucional a fim de colocar à disposição das equipes dos governos municipais de transição seu banco de dados e todas as possibilidades de parcerias, principalmente através do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC).
A informação é do ministro Paulo Bernardo, que rechaça a hipótese de a estrutura ficar à disposição apenas de prefeitos petistas ou aliados. "Com o PAC já temos obras em andamento em 5.200 municípios brasileiros, e muitos deles são administrados por adversários", disse o ministro.
Ele justificou a necessidade de colocar a estrutura do ministério à disposição das prefeituras com o argumento de que muitos prefeitos não conseguiram verbas por incapacidade de apresentar projetos viáveis e elaborados tecnicamente.
Atraso em obras do PAC
Já o ministro-chefe da Controladoria Geral da União (CGU), Jorge Hage, advertiu que o período eleitoral não pode ser usado como justificativa para atrasos em obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). "Não há nada que relacione a execução do PAC com o período eleitoral. São projetos e contratos firmados antes do período de vedação eleitoral, a não ser em contratos que não tiverem sido assinados a tempo", ressaltou.
Jorge Hage também ressaltou que a fiscalização das obras em pequenos municípios tem sido feita por sorteio, de modo que 50 deles em todo o país devem receber as visitas dos auditores da CGU nos próximos dias.
"Muitos dos municípios sorteados para serem fiscalizados agora, não tiveram ainda sequer a liberação dos recursos. Aí nós verificamos, por exemplo, se o projeto foi aprovado indevidamente, se ele não tinha o detalhamento necessário, ou a possibilidade de sobrepreço", explicou o ministro, acrescentando que em grandes obras como as de rodoviárias, aeroportos as do programa Luz para Todos, a fiscalização é contínua e independente de sorteio.
Fonte: Jornal O POVO

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Pesquisa Eleitoral influencia o eleitor?

Segundo o levantamento feito no nosso blog, 62% dos participantes acham que os eleitores seriam influenciados pelas pesquisas eleitorais divulgadas.
Já para 37% dos participantes da enquete, o resultado das pesquisas não contribui para a decisão do eleitor na hora de decidir em quem votar.

* A enquete, que se trata de um mero levantamento de opiniões, sem conteúdo científico, foi realizada entre os dias 01 e 26/09/2008 e registrou 216 votos.

A influência das pesquisas

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa Social (IBPS) revela que 6,3% dos eleitores, em sua maioria de baixa renda e baixa escolaridade, afirmaram que “com certeza” deixariam de votar em seu candidato, caso as pesquisa não mostrassem chances de vitória.

Ao mesmo tempo, 4,3% admitiram que não teriam dúvidas de votar naquele que estivesse em primeiro lugar nas pesquisas.

A divulgação de pesquisas fraudulentas, principalmente quando feitas por veículos de comunicação social, tem o poder de alterar o resultado da eleição, modificando a vontade do eleitor, que fica tentado a exercer o chamado "voto útil", ou seja, a votar no candidato melhor colocado nas pesquisas para evitar que o candidato de que não gosta ganhe o pleito.

A experiência das eleições passadas mostrou que a associação entre órgãos de imprensa e empresas de pesquisa irresponsáveis pode prejudicar a democracia, afetando a condição de igualdade que deve existir entre os candidatos.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Plano de Segurança para as Eleições 2008

A Polícia Militar do Estado do Ceará iniciou nesta quinta-feira (25/09) a “Operação Eleições”, que tem como objetivo garantir a segurança dos municípios do Interior durante o pleito que será realizado no dia 5 de outubro. Ao todo, 4.407 policiais militares participam da operação.
Todos os PM's que reforçam a segurança dos municípios cearenses neste período eleitoral receberam orientações e uma cartilha explicativa com instruções sobre o cumprimento das leis, normas e determinações da Justiça Eleitoral.
Os policiais foram capacitados sobre como proceder com as urnas eletrônicas, prioridade e preferência de votação, boca de urna, crimes eleitorais, fiscalização da votação, propaganda política e lei seca. O conhecimento dessas informações, aliado ao policiamento ostensivo, visa preservar a ordem pública e garantir a tranqüilidade das eleições.
Os policiais devem permanecer nas cidades até 24 horas após a votação. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) batizou o esquema de "Plano de Segurança para as Eleições 2008".
O secretário de Segurança Pública, Roberto Monteiro, explicou que os policiais fizeram visitas a diversas cidades do Ceará, a fim de fazer um diagnóstico dos municípios que necessitam de maior policiamento por conta do acirramento político. O secretário revelou a preocupação com o Interior, citando os crimes de agressão entre cabos eleitorais, fiscais de partido, militantes e até mesmo mesários. "Além da propaganda de boca de urna, que é bastante comum e é crime, há também um problema de bebida, apesar da lei seca que será decretada", explica.
O envio antecipado dos policiais ao Interior é conseqüência da preocupação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que, segundo a procuradora regional eleitoral Nilce Cunha Rodrigues, quis evitar que a chegada dos policias acontecesse somente no dia anterior à votação. "A disputa nas cidades do Ceará está muito acirrada", justifica Cunha.
Números
A Operação Eleições contará com um efetivo total de 4.407 PM's que serão deslocados para o Interior. Desse total, 919 são da Capital, 383 do Interior e 3.193 das próprias companhias, pelotões e batalhões de cada cidade. O embarque dos policiais da Capital para o Interior aconteceu às 8 horas no Colégio da Polícia Militar.
Fonte: Jornal O POVO e Assessoria de Comunicação da PM-CE.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Esquentam os debates no Orkut

Na era da Internet, outro meio para debater sobre política toma conta de Limoeiro do Norte.
Criada exclusivamente para falar sobre a política de Limoeiro do Norte, a comunidade no site de relacionamentos Orkut, intitulada de “Limoeiro do Norte-A Política”, a cada dia aumenta seus membros e visitantes.
Na curiosidade de saber o que se passa no ambiente político da cidade, e a vontade de dar seu palpite sobre o tal, o Orkut se torna um canal perfeito para esse fim. Vemos falar de tudo que se possa imaginar da vida dos políticos limoeirenses, sejam essas histórias confirmadas ou desmentidas com o tempo. As informações inseridas, quase que em tempo real, prendem ainda mais a atenção.
Com o aproximar do dia 05 de outubro esquentam as discussões e surgem denúncias de todo tipo, deixando de lado as propostas dos candidatos e baixando o nível dos debates com ofensas pessoais entre os membros, contrariando o apelo de alguns deles que não concordam com essas atitudes.
Utilizando de codinomes e imagens de exibição que não suas fotos pessoais, os chamados “Fake’s” aproveitam para agredir verbalmente uns aos outros e aos candidatos, fazer comparações maliciosas, divulgar informações duvidosas como números de pesquisas eleitorais, criar enquetes tendenciosas, entre outros absurdos.
Fanáticos, cabos eleitorais e, até mesmo, os próprios candidatos usam desse artifício para denegrir a imagem uns dos outros, e gerando uma disputa entre eles para descobrir na realidade quem seriam esses membros.
Também há reclamações por parte dos seus membros, de que o moderador da comunidade, identificado como Lorival Vale dos Anjos (visto pelos membros como um "fake"), apagaria alguns tópicos que comprometesse o candidato que ele apóia, tornando a comunidade ainda mais tendenciosa.
E pelo teor dos tópicos vemos que o festival de provocações não se limitarão somente até o dia 05 de outubro.
Para os membros do Orkut interessados em espiar o que se passa pela comunidade, abaixo disponibilizamos o link para a página.

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Institutos denunciam existência de pesquisas forjadas no interior do Ceará

Pesquisas falsas de intenção de votos estão sendo divulgadas no Interior do Estado e até na Câmara Municipal de Fortaleza. Os institutos aos quais são atribuídos os resultados condenam a prática. A Justiça Eleitoral adverte que os verdadeiros autores podem ser presos.
“Os fins não justificam os meios".
A conhecida frase cunhada em princípios éticos parece esquecida quando a cadeira de prefeito, uma vaga no legislativo ou qualquer outro cargo político estão em jogo. Exemplo disso são as pesquisas de intenção de voto fraudulentas que circulam pelo Estado.
Em Chorozinho e Guaraciaba do Norte (municípios situados a 60 km e 320 km de Fortaleza, respectivamente), foram divulgadas pesquisas forjadas, mas atribuídas ao Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope). Na cidade de Varjota (a 297 km da capital), a prática também foi denunciada. Até a Câmara Municipal de Fortaleza vem servindo de espaço para a distribuição de pesquisas com conteúdo duvidoso.
Para esclarecer a situação, o Ibope enviou na última terça-feira nota à imprensa afirmando que ainda não realizou nenhuma pesquisa em Chorozinho e Guaraciaba do Norte. De acordo com a assessoria do instituto, os resultados de todas as pesquisas realizadas "são entregues aos clientes em formato .pdf e os percentuais de intenção de voto não contêm casas decimais". A veracidade de cada pesquisa pode ser conferida na Justiça Eleitoral e no site do instituto.
FRAUDES
Chorozinho e Guaraciaba do Norte: Pesquisas falsas utilizam o nome do Ibope.
Varjota: Pesquisa forjada utilizou o nome da empresa Ceará Pesquisa de Campo.
Fortaleza: As pesquisas falsas para as eleições proporcionais utilizaram os nomes dos institutos Datafolha e Vox Populi.
Consulta falsa leva a prisão
O coordenador do Centro de Apoio do Ministério Público Eleitoral, Emmanuel Roberto Girão, afirma que a realização de pesquisa fraudulenta é considerada crime eleitoral e pode levar à condenação de seis meses a um ano de prisão, além de multa no valor de 50 mil a 100 mil Ufir's - que equivale hoje a aproximadamente R$ 106 mil reais.
No caso de enquetes que são divulgadas sem o esclarecimento de que não se tratam de pesquisas, o coordenador expõe que também há previsão de multa, no mesmo valor dos casos de pesquisas falsas, mas o autor não vai preso.
"A enquete não é realizada de forma científica, não trabalha com amostragens", explica.
Para as pesquisas que são distribuídas sem o número de registro, também há a aplicação de multa no mesmo valor das duas situações anteriores.
Fonte: Jornal O POVO (caderno Política, pág. 18, 22/09/2008)

Candidatos só podem ser presos em flagrante

Desde o último sábado (20/9), nenhum candidato a Prefeito, Vice-prefeito ou a Vereador pode ser detido nem preso, a não ser em caso de flagrante delito, como determina o Código Eleitoral.
Já no período entre 30 de setembro e 7 de outubro, a garantia se estende aos eleitores.
Desde cinco dias antes até 48 horas depois do processo de votação, nenhum eleitor poderá ser detido nem preso, com exceção dos casos de flagrante delito, sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou desrespeito a salvo-conduto.
De acordo com um levantamento do TSE, este ano estão em disputa cargos de Prefeito e Vice-prefeito em 5.563 municípios brasileiros, e mais de 52 mil cadeiras de vereador. Nesta eleição só não votam os eleitores com domicílio no Distrito Federal e no exterior.
Fonte: Jornal O POVO
Leia mais:

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Justiça Eleitoral libera publicação da segunda Pesquisa Eleitoral em Limoeiro do Norte

A segunda pesquisa eleitoral com levantamento das Eleições 2008 em Limoeiro do Norte foi devidamente registrada, conforme determina a Justiça Eleitoral.

A empresa EXACTA INSTITUTO DE PESQUISA E CONSULTORIA LTDA, divulgou neste sábado (20/09), no Jornal O POVO (pág. 17), novos números da disputa eleitoral em Limoeiro do Norte.

Foram entrevistados 995 eleitores em 35 localidades do município. A margem de erro é de 3,3% para mais ou para menos. A pesquisa foi encomendada pela empresa RB Firmo Produções Artísticas Ltda, e teve sua publicação autorizada pela Justiça Eleitoral, em 18/09/2008.

Compare o resultado com a pesquisa anterior:
Divulgada a 1ª Pesquisa Eleitoral em Limoeiro do Norte

Os dados da pesquisa ficarão arquivados no Cartório Eleitoral de Limoeiro do Norte, protocolado com o n° 92343/2008, com data de 03 de setembro de 2008, e sua respectiva autorização para divulgação e publicação sob o auto n° 487, em cumprimento a Lei Eleitoral.

DETALHE

Os números divulgados pelo Instituto EXACTA, ainda mostram um percentual considerável de Indecisos, Não souberam e Não opinaram, mesmo esses números sendo inferiores em relação a pesquisa anterior.

Segundo o levantamento, na pesquisa estimulada esse percentual é de 9,55%, e na pesquisa espontânea o número é ainda maior, chegando a 15,4%.

Leia mais:
Denúncias movimentam campanha eleitoral em Limoeiro do Norte
Perfil dos candidatos a prefeito de Limoeiro do Norte
Eleições 2008: Limoeiro do Norte revive disputa
Orkut nas eleições

Frota de Veículos de Limoeiro do Norte

Há muito tempo observamos o crescimento, em alguns aspectos, da cidade de Limoeiro do Norte. Um deles é a crescimento da frota de veículos nesta cidade.
Quadro geral da frota de Limoeiro do Norte:
Segundo as estatísticas do Detran do Ceará, atualizadas em julho de 2008, Limoeiro do Norte ocupa a posição de número 8 no Estado, com uma frota de 13.377 veículos, sendo o município com a maior frota do Baixo Jaguaribe.

Conhecida nacionalmente como a “Terra das Bicicletas”, Limoeiro vem substituindo e aumentando a cada ano a frota de motocicletas, tanto que grandes concessionárias das grandes fabricantes de motocicletas instalaram-se no município, facilitando ainda mais a aquisição desse tipo de veículo.

Pode se observar melhor esse fato nos grandes eventos da cidade, quando onde antigamente víamos um amontoado de bicicletas, hoje se vê uma grande concentração de motos.

Do total de 13.377 veículos, 6.683 (49,96%) são de motos e 2.890 (21,60%) automóveis, ficando atrás no número de motos, aqui na região, apenas para Russas, com 8.172 motos. Em relação aos automóveis, Limoeiro fica atrás para a cidade de Aracati, com 3.330 automóveis.

Confira os dados dos municípios mais próximos:

Fonte: DETRAN-CE - www.detran.ce.gov.br

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Chacina em Limoeiro do Norte

Passados vários anos da chacina, a população de Limoeiro do Norte não esquece daquelas cenas de violência.
Era pouco mais de 21:00h de quinta-feira, 18 de setembro de 2003, quando, num intervalo de menos de dez minutos, dois homens não identificados, numa moto, executaram a tiros sete pessoas, em três locais diferentes do Bairro Luiz Alves de Freitas, periferia do município.
Além do mistério sobre o porquê da chacina, a crueldade dos assassinos chegou ao ponto deles cortarem as orelhas de algumas das vítimas.
As duas primeiras mortes ocorreram na Rua do Arame, num trecho escuro e de pouca movimentação. As primeiras vítimas foram: um professor de inglês, conhecido como Juan, e um amigo dele, apelidado de 'Cesinha'. Ninguém teria testemunhado essas execuções, mas o estampido dos tiros pôde ser ouvido pela vizinhança. Os dois rapazes, aparentando entre 25 e 30 anos, tiveram as orelhas decepadas e foram alvejados várias vezes. Juan foi encontrado com um pedaço da orelha na boca.
A cerca de um quilômetro dali, na Rua José Ferreira Sombra, no bairro Luiz Alves de Freitas, onde funcionava um bar, foram cometidas mais quatro mortes. As vítimas foram identificadas pelos nomes de 'Dedé' (que seria proprietário do local), Clésio, Nem e Hudson. Pelo menos um deles teve a orelha cortada pelos assassinos. A ação novamente foi muito rápida. Algumas pessoas que estavam próximas ao bar teriam testemunhado essas quatro execuções.
Na fuga, os acusados seguiram poucos metros até a morte da sétima pessoa. O homem, que seria conhecido como 'Carequinha', teria ouvido os tiros e saiu na porta de casa para ver o que acontecia. Os dois matadores passavam no exato momento e, provavelmente por terem sido vistos atirando, também o executaram. A mulher da vítima, que se chamaria Solange, estava próxima a porta e também foi baleada. O tiro a atingiu gravemente a barriga e ela foi socorrida para o hospital da cidade.
A chacina mobilizou toda a cúpula da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Ainda na mesma noite, o secretário Wilson Nascimento e o comandante da Polícia Militar, coronel Sérgio Farias, seguiram de helicóptero para o município.
O Batalhão da PM sediado em Russas já havia enviado reforço para a cidade. Os corpos permaneciam estendidos no chão observados por um grande número de pessoas.
A região do Vale do Jaguaribe já havia recebido a visita do Secretário em 1º de julho passado, um dia depois da morte do radialista Nicanor Linhares, executado por pistoleiros na porta de sua emissora de rádio, com 11 tiros. Logo após a chacina as pessoas admitiram estar com medo da situação e pediram para não serem identificadas em entrevistas a diversos meios de comunicação. Ninguém fez referência de que a chacina e a morte do radialista pudessem ter ligação.
Os principais acusados de terem praticado a chacina foram José Roberto dos Santos Nogueira, o “Chico Orelha” e Cássio Santana de Souza. Outro envolvido seria José Wanderley dos Santos Nogueira, o “Cabeção”, irmão de “Chico Orelha”.
Segundo a polícia, “Chico Orelha” assinava seus crimes cortando parte das orelhas das vítimas. Das sete pessoas assassinadas, seis tiveram parte das orelhas cortadas.
Um dos motivos que teria levado “Chico Orelha” a executar com requintes de crueldade, duas pessoas em uma “boca de fumo” e mais adiante outras quatro que bebiam, em um bar, seria a revolta porque Rosideyre Diógenes Cunha, que dava cobertura logística ao namorado, foi presa. Ela estava escondida em Mossoró, numa casa localizada no Bairro Nova Betânia. O pistoleiro vinha efetuando ligações para a delegacia, onde a sua namorada estaria presa e prometia resgatá-la nos próximos dias, mostrando desta forma que estaria disposto a enfrentar a polícia.
Policiais lotados nas companhias de Polícia Militar de Russas e Limoeiro do Norte alertavam que novos derramamentos de sangue poderiam ter seqüência até que “Chico Orelha” fosse capturado. A caçada aos pistoleiros tinha continuidade, mas nenhuma pista sobre o paradeiro dos acusados tinha surgido.
ACUSADOS
“Chico Orelha” foi morto, durante um confronto policial, no Rio Grande do Norte. José Wanderley foi capturado, em Marabá, no estado do Pará, em abril de 2008.
Cássio Santana de Sousa, que havia escapado misteriosamente da ala de segurança máxima do IPPS, conhecida como “Selva de Pedra”, em junho de 2006, se juntou aos pistoleiros Wilson Trajano e Pedro Barreto de Freitas (o “Véio de Chico Péba”), e seqüestraram um empresário gaúcho.
Em agosto de 2007, Cássio foi preso na cidade de Alagoinhas, no Litoral Norte da Bahia (a 108 quilômetros de Salvador), e acabou baleado na troca de tiros com os policiais.
Em companhia dele, foi preso o baiano Antônio Luís Amorim, que levou os policiais até a casa em que o comparsa estava morando, na Rua H, Bairro Urbis III. No local, foram encontradas a pistola de uso restrito da polícia e 31 munições (calibre ponto 40) escondidas no guarda-roupa.
Também foi apreendida uma carteira de identidade falsa que Cássio estava usando, em nome de Erisvaldo Pereira dos Santos, baiano, da cidade de Coronel João Sá.
Depois de uma semana internado em um hospital de emergência em Salvador (BA), Cássio foi levado para a penitenciária federal do Mato Grosso do Sul, considerada de segurança máxima e onde estão enclausurados os maiores bandidos brasileiros, como o traficante Fernandinho Beira-Mar.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Vigilante sofre tentativa de homicídio em Limoeiro

Na antevéspera de se completar 5 anos da chacina em Limoeiro do Norte, o município registra mais um caso de pistolagem.
O caso aconteceu na terça-feira (16/09), por volta das 19h30, na Rua Sidulfo Chaves, Centro, Limoeiro do Norte, precisamente na sede do Departamento Municipal de Trânsito (DEMUT), onde trabalha como vigilante Francisco Ari Nogueira (vítima), natural de Limoeiro do Norte, residente à Rua Inácio Mendes, 3016, Centro, na mesma cidade.
De acordo com a polícia, dois homens com características não identificadas, em uma motocicleta, sendo que o garupeiro encontrava-se armado com uma escopeta calibre 12, abordaram o vigilante que se encontrava sentado na calçada do referido órgão e efetuaram um disparo no mesmo. Disparo este que atingiu a região do tórax, causando quatro perfurações.
A vítima foi socorrida ao hospital local pelo Corpo de Bombeiros, onde passou por uma cirurgia, e que através do material colhido foi possível identificar o calibre da arma utilizada.
O estado de saúde da vítima era grave, e após a cirurgia ela foi encaminhada ao Instituto José Frota (IJF), em Fortaleza-CE, mas não resistiu e veio a óbito na madrugada de quinta-feira (18/09).
Investigações
Levantamentos estão sendo feitos, mas há dificuldade nas investigações, haja vista somente a vítima ter visto os meliantes. Os vizinhos apenas ouviram o estampido, e nada mais.
A polícia obteve informações de que a motocicleta utilizada pode ter sido uma Honda C-100 Biz, cor preta, ano 2002, de placa HXS 5329, de propriedade de Maria Lucineide Almeida Gadelha, furtada em Tabuleiro do Norte no mesmo dia, conforme informações ao ''190''.
Dois elementos na referida Biz, trajando jaquetas e capacetes, passaram em alta velocidade momentos depois do ocorrido. Até o presente momento não se sabe o paradeiro dos autores dos disparos.
Fonte: Notícias do Vale

Limoeiro do Norte: primeira Vara Federal interiorizada no Ceará comemora aniversário

A primeira vara federal interiorizada do Estado do Ceará, criada pela Lei nº 10.772, de 21 de novembro de 2003, a 15ª Vara Federal da Seção Judiciária do Ceará, em Limoeiro do Norte, completou na última semana quatro anos de atividades jurisdicionais.
Pelo Ato nº 398/2004, foi implantada em 10 de setembro de 2004, 15ª Vara Federal da Seção Judiciária do Ceará, em Limoeiro do Norte. Para sua primeira direção foi nomeado o juiz federal José Parente Pinheiro, atual vice-diretor do Foro, e, na direção da secretaria da vara federal, José Maria Borges Neto, atual diretor administrativo da Seção Judiciária do Ceará.
“Trabalharemos diuturnamente com o fito de concretizar o mandamento constitucional que garante o pleno acesso à Justiça”. A frase ecoou firme do discurso do juiz federal José Parente Pinheiro, naquela noite, do dia 10 de setembro de 2004.
A solenidade de inauguração contou com a presença de várias autoridades, dentre elas, o Desembargador Federal, e atual Ministro do Superior Tribunal de Justiça, desde 23 de maio de 2007, Napoleão Nunes Maia Filho. A bênção foi concedida pelo pároco Mons. João Olímpio Castelo Branco.
A materialidade da afirmação hoje se traduz pela atuação dos juízes federais Francisco Luis Rios Alves (titular) e Lauro Henrique Lobo Bandeira (substituto) e pelos servidores da 15ª Vara, “valorosa equipe mesclada pelo vigor e a determinação”, conforme o texto do discurso inaugural.
A Subseção de Limoeiro do Norte conta com um Juizado Especial Federal Adjunto, e tem, dentro do território de sua jurisdição, plena competência para as causas previstas no artigo 109 da Constituição Federal, não prevalecendo, em relação a ela, qualquer competência de varas sediadas na Capital.
A jurisdição da Vara Federal de Limoeiro do Norte abrange 38 municípios, dentre os quais os municípios de Quixadá, Quixeramobim, Russas e Aracati.
Fonte: Justiça Federal do Ceará - www.jfce.gov.br
Tribunal Regional Federal da 5ª Região
15ª Vara Federal na Subseção Judiciária de Limoeiro do Norte/CE
(Fórum Desembargador Federal José Maria Lucena)
Rua Coronel Serafim Chaves, 525 – Centro
CEP.: 62.930-000 - Fone: (88) 3423.3463

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Juíza eleitoral nega compra de rifa de carro

A juíza da 29ª Zona Eleitoral, comarca de Limoeiro do Norte, Luciana Teixeira de Souza, não comprou cartela para concorrer a um carro Chevrolet Celta Life 1.0, diferente do que informou O POVO, na edição do dia 15/09.
A magistrada garante que nem sequer tomou conhecimento do concurso, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do município.
As cartelas estavam sendo vendidas pelo candidato a vice-prefeito Reginaldo Araújo (PSTU) - que repassou a informação ao O POVO -, no prédio da Justiça Eleitoral de Limoeiro, na terça-feira (09/09). A rigor, trata-se de uma rifa, e não de um bingo.
Estudante de Pedagogia, Reginaldo afirma que usará o dinheiro arrecadado com a rifa para financiar atividades políticas extra-campanha eleitoral, voltadas para movimentos sociais.
A ocasião em que o candidato a vice-prefeito oferecia as cartelas para os presentes no prédio do TRE foi anterior a uma reunião realizada pela Justiça Eleitoral, com todos os candidatos a prefeito e vereador de Limoeiro. O motivo do encontro, conforme mostrado ontem, é a quantidade de denúncias de corrupção eleitoral - compra de votos - na corrida eleitoral.
Uma equipe da Polícia Federal deverá começar a atuar no município, nos próximos dias, na tentativa de combater as supostas práticas ilegais. Ontem, o TRE estava analisando a melhor data para o início da operação da PF.
Fonte: O Povo (Erivaldo Carvalho)
Leia mais:

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Limoeiro escapa de cair para a Terceira Divisão

De acordo com o decidido pela 1ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva local, foi mantida a pena ao Barbalha, por ter escalado o atleta Willian de forma irregular durante o campeonato cearense da segunda divisão de 2008, beneficiando o Limoeiro Futebol Clube que permanece na Segunda Divisão do Cearense.
O pleno em sua primeira sessão, contou com a presença de seis auditores que por unanimidade de votos resolveram não alterar o julgamento da agremiação, fazendo com que o Barbalha perca 12 pontos na classificação final. O resultado leva o Barbalha a terceira divisão do estadual em 2009.
O advogado de defesa do clube, Dr. Fernando Comarú não ficou satisfeito com a decisão mas disse acatar o entendimento do pleno. Contudo, aguarda decisão do clube que pode ainda recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva no Rio de Janeiro. As atenções agora se voltam para o Itapajé, que foi julgado por ato semelhante ao do Barbalha e foi punido com 6 pontos pela segunda comissão disciplinar.
Durante o campeonato cearense da segunda divisão, o Itapajé colocou irregularmente o atleta Germano que deveria cumprir suspensão automática em partida seguinte. Por unanimidade de votos, a segunda comissão disciplinar resolveu punir o clube em face ao descumprimento do artigo 214 do CBJD com a perda de 6 pontos e multa de 1.000 reais.
Até o momento não há confirmação se os clubes irão ou não recorrer também ao pleno.
Regulamento
Art. 214 - Incluir na equipe ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta que não tenha condição legal de participar de partida, prova ou equivalente.
PENA - Perda do dobro do número de pontos previstos no regulamento da competição para o caso de vitória e multa de R$ 1.000,00 (mil reais) a R$ 10.000,00 (dez mil reais).
A queixa foi motivada pelo Limoeiro Futebol Clube que é o maior interessado na pena dos clubes, pois lhe favorece quanto a degola para a terceira divisão do estadual.
Ao fim do campeonato a situação de rebaixamento era a seguinte:
08º - Barbalha 17
09º - Itapajé 14
10º - Limoeiro 10
Mantidas as decisões, Barbalha e Itapajé serão os dois clubes rebaixados para a terceira divisão de 2009, e o Limoeiro escapa da degola.
Fonte: ARTILHEIRO.com.br

Denúncias movimentam campanha eleitoral em Limoeiro do Norte

A Justiça Eleitoral diz que pelo menos 20 casos já foram relatados. O método preferido para a corrupção eleitoral é pagar os fiados dos eleitores em mercearias da cidade.
No país da urna eletrônica e do avanço da conscientização política, uma das práticas de corrupção eleitoral mais antigas ainda persiste na região do Vale do Jaguaribe, no Interior do Ceará.
Mais precisamente no município de Limoeiro do Norte, a 160 km de Fortaleza, denúncias de compra de voto é um dos principais assuntos nas rodas de conversas nos comitês, tanto entre cabos eleitorais quanto entre eleitores comuns da cidade.
Na última semana, O POVO ouviu relatos de gente que garante já ter testemunhado candidatos a prefeito e vereador tentando seduzir a consciência eleitoral com oferta em dinheiro, de forma direta ou indireta. O assunto corre generalizado nas esquinas, ruas e praças, e a própria Justiça Eleitoral admite já ter contabilizado pelo menos 20 casos nas eleições de 2008.
De acordo com um cabo eleitoral de um dos quatro comitês eleitorais de candidatos à Prefeitura de Limoeiro, que falou sobre a condição de ter sua identidade preservada, o método preferido pelos agentes do crime eleitoral é o seguinte: um emissário da candidatura vai a mercearias da cidade que aceita vender a crédito para moradores do lugar - o conhecido caderninho de fiado - e quita a lista de débitos.
O segundo passo é levantar o máximo de informações dos que estavam dependurados no comércio - dados como nome ou apelido, quanto foi a conta e, o mais importante: saber onde o beneficiado mora. O terceiro ponto é procurar o ex-endividado e informar-lhe que a conta foi paga e entregar algum tipo de material de campanha.
Outras duas maneiras de tentar comprar votos são admitidas em Limoeiro. Um delas acontece altas horas da noite. Com dinheiro em espécie ou com vale-compra - geralmente, material de construção -, enviados dos comitês andam de porta em porta, na zona rural, assediando o eleitorado.
A segunda maneira é mais sofisticada e é também a menos citada entre os abordados pelo O POVO. Candidatos que estão com dificuldade em determinadas localidades fazem promessa em dinheiro para que o eleitor não compareça à urna. Negócio fechado, o Título de Eleitor é retido pelo emissário. O valor para cada tipo de abordagem varia, não sendo menos do que R$ 50,00.
"Nós estamos cientes de que isso está acontecendo, onde está acontecendo e como está acontecendo", admitiu a juíza da 29ª Zona Eleitoral, de Limoeiro do Norte, Luciana Teixeira Souza, durante uma reunião com candidatos a prefeito e vereador do Município. "Nós sabemos que isso acontece de maneira escancarada", assegurou.
Diante de tantas denúncias de tentativas de compra de voto, a magistrada deu um ultimato, para que isso deixasse de acontecer em Limoeiro. Ela advertiu sobre os riscos do delito - multa, prisão e perda de mandato -, e antecipou que uma equipe da Polícia Federal é esperada no Município, para inibir esse tipo de corrupção eleitoral.
Ao O POVO, a juíza Luciana Souza confirmou que já existem denúncias protocoladas sobre compra de votos. A magistrada destaca, porém, que o horário em que os delitos são cometidos - geralmente, depois das 19 horas, quando o fórum já fechou - e a estrutura insuficiente de que dispõe acabam inibindo o poder de fiscalização.
A convocação para o sermão jurídico da juíza Luciana acabou colocando, no mesmo pequeno auditório, os dois candidatos que polarizam a disputa pela Prefeitura: o atual prefeito e candidato à reeleição, João Dilmar (PRB), e o ex-deputado estadual Paulo Duarte (PSDB).
ACUSAÇÕES
Separado do prefeito-candidato por apenas algumas filas de cadeira, o tucano fez pesadas críticas a Dilmar, acusando-o de ser o principal responsável pelas tentativas de compra de voto na cidade. "Estão levando dinheiro na liga", disse ele, para em seguida dizer que material de construção é o segundo item mais utilizado nesse tipo de transação. "As caçambas despejam areia quase nos pés da gente".
Assim como o tucano, pelo menos oito candidatos a vereador de coligações variadas denunciaram casos de corrupção eleitoral. A maioria tinha o atual prefeito e aliados dele como alvo.
Paulo Duarte também afirmou que a Prefeitura de Limoeiro está admitindo e demitindo comissionados na gestão municipal, com base em interesses eleitorais. "É fácil de constatar. É só pedir a folha de janeiro para cá", sugeriu. "Nos custa muito perder para a corrupção", lamentou.
"Aqui não tem nenhum santo e nenhum inocente", afirmou, em auto-defesa, o prefeito João Dilmar, dando a entender que, se existia, a prática era adotada por todos os candidatos na sala. Para o prefeito, não existe solidez nas denúncias, já que dificilmente são registradas.
"O Paulo Duarte é delegado (aposentado) de Polícia Federal e sabe como conduzir isso. Porque ele não denuncia no papel?", questionou João Dilmar. O prefeito também desafiou os presentes a encontrarem irregularidades na folha de pagamento, afirmando que o documento está disponível na Prefeitura.
E MAIS
- Candidato a vice-prefeito, o estudante de Pedagogia Reginaldo Araújo (PSTU), aproveitou o aglomerado de pessoas na sede da Justiça Eleitoral para vender cartelas de bingo. O ganhador receberá um carro Chevrolet Celta Life 1.0.
- Argumentando tratar-se de necessidade de financiamento de atividades pró-movimentos sociais - segundo ele, o dinheiro não será usado na campanha -, Reginaldo conseguiu uma façanha: vendeu uma cartela para a própria juíza, Luciana Teixeira, e para o adversário, Paulo Duarte (PSDB).
- Dos três candidatos que O POVO entrevistou, o mais arredio era a ex-prefeita Arivan Lucena (PR). A princípio, ela não quis conversa. Depois de muita negociação, deu algumas respostas, sempre monitorada por um assessor.
Fonte: O Povo / Foto: Alex Costa
Leia mais:

domingo, 14 de setembro de 2008

Morros e a "Gruta de Lampião"

Por esse local cercado pelas águas do Rio Jaguaribe a memória local registra que até Lampião pediu passagem.
Oportunizando aos banhistas uma linda paisagem com águas correntes, uma ilha de pedras, algumas grutas submersas e várias outras expostas completam a beleza da natureza do lugar rochoso de maciços antigos.
Quem vai aos Morros, não perde a oportunidade de saltar na água direto de uma oiticica de 20 metros.
Segundo a história local, Lampião e seu bando, fugidos de uma batalha em Mossoró (RN), passaram por uma gruta nos Morros, que até hoje é conhecida por “Gruta de Lampião”.


Áudio: "Bebê", com Marcos Farias e Adelson Viana (álbum: "Sanfona Brasileira").
Morros
Situados à margem direita do Córrego de Areia – um braço do rio Jaguaribe – as formações rochosas designadas como Morros e, que dão nome à comunidade próxima, forma um ponto turístico de Limoeiro do Norte. Estas elevações rochosas estão localizadas ao sul do município, na zona rural, tendo como comunidades vizinhas Quixaba, Córrego de Areia e Socorro.
Para chegar até lá, pode-se deslocar de qualquer rua do centro da cidade em direção ao Sítio Socorro ou Pitombeira, por estradas vicinais.
A travessia do rio é feita através de uma val, ou então a nado, pois a profundidade chega em alguns pontos a altura do pescoço para pessoas do porte de 1,70m. Segue, depois por trilha entre campos plantados de feijão e outras culturas. O lugar encontra-se bastante ressecado após a estação chuvosa, pois se encontra no semi-árido nordestino. Mas os montes aparecem imponentes e dominam a paisagem.
Ao chegar ao sopé do morro podemos observar que há vegetação rasteira e até árvores de pequeno e médio porte entre as rochas que o constituem. A subida não oferece muita resistência, mas deve-se ter o cuidado de não tocar nos ramos de urtiga e escorregar nas folhas secas entre os pedriscos soltos. Há uma variedade de plantas espinhosas, entre elas: malícia, xerófitas, macambiras, etc.
Ao chegar ao topo podemos observar uma parte do Vale Jaguaribano, avistando o centro de Limoeiro do Norte e, ao longe, Tabuleiro do Norte. Várias e enormes pedras parecem ter sido colocadas ali propositadamente, intrigantemente é perfeito o encaixe entre elas.
Há uma caverna sob as rochas, que segundo alguns, o bando de Lampião esteve acampado, em 1927. Prática que ainda se faz entre banhistas, escassos ali na região.
Pode-se ver ainda o descaso que a população tem com a preservação do meio ambiente, pois encontramos lixo, marcas de fogueira e o pior, a pichação de nomes de pessoas nas pedras (em diferentes épocas) descaracterizando a natureza do lugar.
Texto: Marcelo Giovanni

sábado, 13 de setembro de 2008

Chapada do Apodi

Um dos relevos mais antigos do Nordeste – datado da Era Cenozóica – a Chapada do Apodi ocupa a zona leste do município de Limoeiro do Norte. Seu maior destaque tem sido na produção agropecuária, sendo considerada a região mais fruticultora do Ceará.
O agronegócio desponta com a instalação de empresas multinacionais, produtoras de abacaxi, melão, banana, melancia, mamão, etc., colocando o Ceará entre os maiores exportadores brasileiros de algumas culturas agrícolas.
E a fertilidade da Chapada, considerada uma das terras mais férteis do país, possibilita o cultivo até de plantas adversas ao clima local, como uva, ata, figo e papaia, uma planta exótica cujos frutos fazem parte da culinária refinada.
O turismo agrícola é feito visitando e conhecendo toda a infra-estrutura de algumas empresas. Além disso, os mais de 250 metros de altura do local permitem uma bela visão da cidade.
Relevo
A área apresenta grande uniformidade do ponto de vista topográfico. O relevo é plano com declividade dominante inferior a 2%, observando-se apenas pequenas áreas ligeiramente deprimidas como variação nas condições da morfologia geral da área.
As condições do relevo são, assim, amplamente favoráveis para a mecanização agrícola. Para irrigação por gravidade, as necessidades de movimentação de terras para sistematização serão mínimas, haja vista a grande uniformidade do terreno e os declives pouco acentuados. A ocorrência de áreas com relevo sub-côncavo, características de terrenos desenvolvidos sobre materiais calcários, constitui condicionante em relação à drenagem, já que, na maioria dos casos, conformam depressões fechadas que acumulam água na estação chuvosa.
A chapada funciona como divisor de águas entre as bacias hidrográficas dos rios Jaguaribe e Apodi.
Solo
Na área da chapada são encontrados diversos tipos de solos, destacando-se o cambisol, o podzólico, e o litólico eutrófico.
Clima
O clima da região é o tropical quente semi-árido. A temperatura média anual é de 28,5° C, com mínima de 22° C e máxima de 35°C. A precipitação média anual é 772 mm, registrando-se uma distribuição de chuvas muito irregular, espacial e temporariamente. A umidade relativa é de 62%, como média anual.
Os ventos sopram a uma velocidade média de 7,5 m/s e a evapotranspiração atinge a média anual de 3.215 mm. A região tem uma insolação de 3.030 horas/ano.
Perímetro Irrigado da Chapada do Apodi
O perímetro irrigado Jaguaribe-Apodi localiza-se na parte cearense da Chapada do Apodi, mais precisamente no município de Limoeiro do Norte, entre as coordenadas 5° 20’ de latitude Sul e 38° 5’ de longitude Oeste.
O acesso ao perímetro irrigado é feito pela BR-116, totalmente pavimentada, até a cidade de Limoeiro do Norte e pela CE 209 até o perímetro irrigado.
Sua implementação iniciou-se em 1987, e os serviços de administração, operação e manutenção da infra-instrutura de uso comum tiveram seu início no ano de 1989.
O suprimento hídrico é assegurado pelas águas do Rio Jaguaribe, perenizado pelo Açude Castanhão, com derivação através da Barragem das Pedrinhas, localizada no braço do Jaguaribe, denominado Rio Quixeré.
A produção agrícola concentra-se nas culturas de banana, milho , melão, mamão, goiaba, ata, fruta-do-conde, melancia, pimentão, graviola, algodão herbáceo, feijão vigna, sorgo e capim de corte.
Sistema de Irrigação
Os sistemas de irrigação utilizados no são: 87,04 % da área por pivô central; 6,48 % da área por gotejamento e 6,48 % da área por micro-aspersão.
Barragem de Derivação
A barragem de derivação, denominada de "Pedrinhas", tem 200 m de comprimento e a função de assegurar a descarga regularizada do rio Jaguaribe, além de manter a compensação diária entre as descargas fornecidas pelo rio Jaguaribe e as descargas de irrigação, permitindo, assim, o suprimento ao canal de aproximação e daí até a estação elevatória principal.
Canal de Adução
Com comprimento de 14.611 m, o canal principal possui capacidade de vazão de 6,97 m³/s nos primeiros 6,0 km e 3,73 m³/s no restante, correspondente ao domínio de 2.193 ha nos 8,6 km restantes. Revestido em concreto simples, com espessura variando de 6 a 7 cm, contém ao longo de sua extensão, 14 tomadas d’água, 8 extravasores, 8 estruturas de controle automático de nível à jusante, 8 travessias rodoviárias e 3 passarelas sobre o canal.
Adutora
Foi constituída de linha dupla em ferro dúctil (K7), diâmetro de 1.200 mm, com comprimento de 2.309 m.
Após atingir a borda da Chapada do Apodi, a 110 m de desnível acima do canal de captação, esta tubulação conduz as águas bombeadas a uma galeria de adução, totalmente executada em concreto, em estrutura celular, com comprimento aproximado de 200 m, terminando no tanque de compensação.
Canais Secundários
Existem 5 canais secundários revestidos em concreto simples com extensão total de 3,2 km.
Estações de Bombeamento
Consta de uma estrutura em concreto, que abriga 07 (sete) conjuntos de eletrobombas submersas, de eixo vertical, com capacidade máxima de bombeamento de 6,97 m³ /s, altura manométrica máxima de 130,98 metros e 2.850 CV de potência nominal unitária. Cada conjunto moto-bomba dispõe de um poço de sucção individualizado e ligado ao barrilete de recalque, totalmente envolvido por bloco de gravidade em concreto armado.
Rede Viária
Existem três tipos de estradas no projeto:
- Estradas de serviço, com total de 32,5 km de extensão. Possuem, em média, 6,0 m de largura. Servem à movimentação no interior dos lotes;
- Estrada de acesso à estação elevatória, com 5,3 km de extensão e 6,40 m de largura;
- Estrada de acesso ao aeroporto de Limoeiro do Norte, com 4,0 km de extensão e 6,40 m de largura.
Estrutura Organizacional dos Irrigantes
A Federação dos Produtores do Projeto Irrigado Jaguaribe-Apodi – FAPIJA é a entidade responsável pela administração, organização, operação e manutenção da infra-estrutura de irrigação do perímetro.
Contato
Federação das Associações do Perímetro Irrigado Jaguaribe-Apodi (Fapija),
Chapada do Apodi, em Limoeiro do Norte,
(88) 3423.1386.
Leia mais:

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Concurso PM-CE, Ronda do Quarteirão 2008

Os 47.514 candidatos inscritos no concurso para preenchimento de duas mil vagas para soldado da Polícia Militar do Programa Ronda do Quarteirão, participam neste domingo (14/09), às 14 horas, da prova objetiva de capacidade intelectual, na área de Conhecimentos Gerais, a primeira das três etapas do concurso.
A prova terá duração de 3 horas e 30 minutos e será realizada em 40 locais de Fortaleza.
O concurso é realizado pelo Governo do Estado, por meio das Secretarias do Planejamento e Gestão (Seplag) e Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), com execução da Universidade de Brasília, por meio do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe/UnB).
Para cada candidato foi encaminhada comunicação, via Correios, informando data, local e horário de prova. A lista completa dos locais consta no site www.cespe.unb.br/concursos/pmce2008 e na edição de 4 de setembro do Diário Oficial do Estado, que pode ser acessada no site http://www.seplag.ce.gov.br.
Do total de 2.000 vagas, 1.900 destinam-se aos candidatos de sexo masculino e 100 para o sexo feminino. A remuneração inicial é de R$ 1.239,53 e chega a R$ 1.900,00 com gratificações.
Fonte: Assessoria de Imprensa da Seplag

TRE instaura comissão de auditoria das urnas

A comissão de auditoria de verificação do funcionamento das urnas eletrônicas, mediante votação paralela, foi instaurada nesta quarta-feira (10/09), na sala de sessões do TRE-CE, durante audiência pública presidida pela juíza auxiliar da Corregedoria Regional Eleitoral, Joriza Magalhães Pinheiro. A votação paralela é um procedimento de auditoria, por amostragem, para testar a regularidade dos programas utilizados nas urnas eletrônicas.
Para participar dessa audiência foram convocados, através de edital, os partidos políticos, coligações, candidatos e entidades da sociedade civil organizada. Durante a audiência foi feita a apresentação do cronograma de atividades da votação paralela, credenciamento dos fiscais dos partidos, coligações e entidades, distribuição das cédulas de votação e orientação para o seu preenchimento, na véspera da eleição (04/10), depois de sorteadas as urnas (uma da capital e duas do interior) que irão participar da auditoria.
No dia do pleito, 05/10, das 8h às 17h, na sala da Coordenadoria de Educação e Desenvolvimento, no 1º andar, na sede do TRE, as urnas de lona serão abertas e os votos digitados nas urnas eletrônicas. O ambiente é semelhante ao de uma seção eleitoral, sendo todo o procedimento aberto e filmado. No final, o resultado da votação eletrônica é comparado com a apuração da votação manual e, se não houver diferença, fica comprovado o correto funcionamento da urna eletrônica. Os trabalhos da votação paralela serão concluídos no dia 06 de outubro, na sala de sessões do TRE, com a elaboração de um relatório final. A ata da votação paralela será encaminhada para a Presidência do TRE e os resultados comunicados aos juízes das zonas, cujas seções foram sorteadas e verificadas.
A votação paralela é feita por determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), através da Resolução nº 22.714/2008. A auditoria das urnas eletrônicas também será feita no segundo turno de votação, se houver. No Estado do Ceará, esse procedimento foi adotado em eleições passadas e nunca foi constatado um erro, provando a eficácia das urnas eletrônicas e a lisura do pleito.
Fonte: Tribunal Regional Eleitoral do Ceará
Leia mais:

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

PM’s reforçam segurança no período pré-eleitoral

Os Policiais Militares que vão reforçar a segurança dos municípios do Interior no período pré-eleitoral embarcaram na última sexta-feira (05/09), ás 8 horas do Quartel do Comando-Geral da Polícia Militar.
O pedido de reforço policial foi solicitado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), através dos juízes eleitorais, devido ao clima tenso e aos ânimos que começaram a ficar acirrados antes do pleito em alguns municípios.
Operação Eleições
A partir do dia 25 de setembro, a Polícia Militar do Ceará dará início à Operação Eleições, que contará com um efetivo total de 4.407 PMs que serão deslocados para o Interior.
Desse total, 919 são da Capital, 383 do Interior e 3.193 das próprias Companhias, Pelotões e/ou Batalhões de cada cidade.
Fonte: Assessoria de Imprensa da Polícia Militar

Ataques de 11 de setembro: Colisão dos aviões nas Torres Gêmeas e no Pentágono

Os atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos chocaram o mundo todo, que assistiu atônito às cenas de desespero em uma das maiores cidades do mundo.
Reveja como o mundo presenciou ao vivo aquelas cenas da destruição em Nova York e Washington.


Os atentados
Os ataques de 11 de setembro chamados também de atentados de 11 de setembro, foram uma série de ataques suicidas, coordenados pela Al-Qaeda contra alvos civis nos Estados Unidos da América, em 11 de Setembro de 2001.
Na manhã deste dia, quatro aviões comerciais foram seqüestrados, sendo que dois deles colidiram contra as torres do World Trade Center em Manhattan, Nova York. Um terceiro avião, o American Airlines Flight 77, foi direcionado pelos sequestradores para uma colisão contra o Pentágono, no Condado de Arlington, Virgínia. Os destroços do quarto avião, United Airlines Flight 93, foram encontrados espalhados num campo próximo de Shanksville, Pensilvânia.
A versão oficial apresentada pelo governo norte-americano reporta que os passageiros enfrentaram os supostos seqüestradores e que, durante este ataque, o avião caiu. Os atentados causaram a morte de 3234 pessoas e o desaparecimento de 24.
Desde a Guerra de 1812, esse foi o primeiro ataque de efeitos psicológicos e altamente corretivos imposto por forças inimigas em território americano. Causado por uma célula terrorista ligada à rede Al Qaeda, esse inimigo invisível deixou um saldo de mortes superior a 3 mil. Para se ter uma idéia quantitativa de seu resultado arrasador, só o ataque em si excedeu o saldo de aproximadamente 2400 militares norte-americanos mortos no ataque sem aviso prévio dos japoneses à base naval de Pearl Harbor, em 1941. Além disso, essa terrível demonstração de impunidade foi caprichosamente planejada e direcionada aos ícones americanos, praticada impunemente, e tendo como armas aviões comerciais.
O ato agravou-se muito mais por ter sido transmitido ao vivo pelas cadeias de TV do mundo inteiro, com a própria tecnologia americana. Tal ataque, ainda sem precedentes em toda a história da humanidade, feriu profundamente o orgulho americano e superou, em muito, o efeito moral imposto às tropas americanas pela força aérea japonesa.
Os ataques

Os ataques de 11 de Setembro designam uma série de ataques terroristas perpetrados nos Estados Unidos da América no dia 11 de setembro de 2001, uma terça-feira, envolvendo o seqüestro de quatro aviões de passageiros:
Vôo American Airlines 11, um Boeing 767-223 partiu de Boston, Massachusetts com destino a Los Angeles, California as 7:59. Colidiu com o lado norte da Torre Norte (North Tower) do World Trade Center entre os andares 94 e 98, às 8:46:26, hora local a uma velocidade aproximada de 789 km/h. Neste avião viajavam 81 passageiros, 9 assistentes de bordo e 2 pilotos.
Vôo United Airlines 175, um Boeing 767-222, partiu de Boston, Massachusetts com destino a Los Angeles, Califórnia as 8:13, hora local. Colidiu com o lado sul da Torre Sul (South Tower) do World Trade Center entre os andares 78 e 84, às 9:02:54, hora local a uma velocidade superior a 805 km/h. 2 pilotos, 7 assistentes de bordo e 56 passageiros viajavam a bordo deste avião.
Vôo American Airlines 77, um Boeign 757-223 partiu de Dulles, Virgínia com destino a Los Angeles, Califórnia às 8:20, hora local (com 10 minutos de atraso). É geralmente aceito que este avião colidiu com o Pentágono. O Pentágono afirma que a colisão ocorreu às 9:37, hora local. Neste avião viajavam 58 passageiros, 4 assistentes de vôo e 2 pilotos.
Vôo United Airlines 93, a Boeing 757-222 partiu de Newark, Nova Jérsei com destino a São Francisco, Califórnia. Os destroços deste avião foram encontrados espalhados num campo próximo de Shanksville, Pensilvânia. Neste avião viajavam 38 passageiros, 5 assistentes de bordo e 2 pilotos.
Este avião teria possivelmente sido abatido ou eventualmente caído devido a confrontos diretos entre os passageiros revoltosos e os seqüestradores. A queda do avião deu-se às 10:06, hora local.
Com freqüência as pessoas se referem aos ataques como "o 11 de Setembro", em razão deles terem ocorrido no dia 11 de setembro de 2001.
Sendo terça-feira, os vôos domésticos nos Estados Unidos transportam poucos passageiros, tornando um vôo mais fácil de ser seqüestrado.
Os sequestradores

Dezenove homens árabes embarcaram nos quatro aviões, cinco em cada um, exceto no vôo 93 da United Airlines, que teve quatro seqüestradores. Dos terroristas, 15 eram da Arábia Saudita, dois eram dos Emirados Árabes Unidos, um era do Egito, e um do Líbano. Em geral, eram pessoas com estudos e de famílias de posses.

Ao lado vemos Mohamed Atta, egípicio, um dos terroristas suicidas do vôo 11 da American Airlines, o primeiro avião a chocar-se contra as torres gêmeas do World Trade Center, e o provável líder do atentado de 11 de setembro de 2001.

Guerra Religiosa

A guerra religiosa dura até os dias de hoje, com milhões de mortos desde a independência da Índia, fazendo milhares de mortos ao ano.
Na Índia, os massacres perpetrados pelos islamitas não têm paralelo na história, ultrapassando em números até os do holocausto nazista. Entre 1150 e 1800, a população de Hindus foi reduzida em 80 milhões.