terça-feira, 31 de março de 2009

Educadores participam do 'Programa Agrinho'

A capacitação envolve 107 profissionais que desenvolvem o programa nas escolas, discutindo temas como a sobrevivência e o desenvolvimento do meio rural.
Professores, coordenadores e diretores de escolas públicas municipais da zona rural de Limoeiro do Norte participam da capacitação do Programa Agrinho, nesta terça-feira (31/03), na Secretaria da Educação e no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia.
O Programa Agrinho, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR é desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e se soma às iniciativas de sucesso envolvendo, cada vez mais, alunos e professores de escolas públicas da zona rural de Limoeiro do Norte e abrangendo mais temas de interesse.
As atividades em sala de aula estão voltadas para a análise de informações, para a utilização de tecnologia, o desenvolvimento da ação solidária, para a criação de uma cultura, enfim, para a valorização da convivência social e ambiental dentro de padrões éticos que devem refletir a melhor condição humana.
Informações: Notícias do Vale

segunda-feira, 30 de março de 2009

Repasse de fundo para municípios cai 14,3%

Devido a crise econômica, o valor repassado do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para as 5.563 prefeituras do País apresentou queda.
A partir desta segunda-feira (30/03) os municípios cearenses começam a receber os valores correspondentes a terceira parcela, referente ao repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). De acordo com a Confederação Nacional dos Municípios (FMP), foi confirmada a queda de 14,3% no mês de março.
O valor, já descontada a retenção do FUNDEB, foi de R$ 50,3 milhões. O 3° repasse do mês reflete o volume de arrecadação dos dias 10 a 20. Com esse repasse, o total líquido transferido no mês de março foi de R$ 137,7 milhões, valor que em comparação ao repasse total de março do ano passado representa uma queda de 11,2%. Parte dessa queda (1,7%) é devido ao aumento da retenção do FUNDEB, assim a queda efetiva por conta da crise foi de 14,3%.
Segundo o prefeito de Limoeiro do Norte e ex-presidente da APRECE (Associação dos Municípios e Prefeitos do Ceará), João Dilmar (PRB), a queda dos repasses em seu município foram de 12,7% em Janeiro, 10,6% em Fevereiro e 25% em Março, causando uma grande dificuldade na administração municipal.
REPASSES - LIMOEIRO DO NORTE
Janeiro/2008
1ª parcela – R$ 598.598,07
2ª parcela – R$ 413.971,80
3ª parcela – R$ 164.562,79
Total – R$ 1.177.132,66
Fevereiro/2008
1ª parcela – R$ 698.976,04
2ª parcela – R$ 293.404,67
3ª parcela – R$ 152.706,42
Total – R$ 1.145.087,13
Março/2008
1ª parcela – R$ 515.895,18
2ª parcela – R$ 332.311,41
3ª parcela – R$ 170.827,76
Total – R$ 1.019.034,35
Janeiro/2009
1ª parcela – R$ 567.341,49
2ª parcela – R$ 230.598,81
3ª parcela – R$ 407.270,50
Total – R$ 1.205.210,80
Fevereiro/2009
1ª parcela – R$ 790.104,75
2ª parcela – R$ 89.436,60
3ª parcela – R$ 243.995,75
Total – R$ 1.123.537,10
Março/2009
1ª parcela – R$ 479.689,05
2ª parcela – R$ 84.824,39
3ª parcela –
Total – R$ 564.513,44
Dilmar faz um alerta aos companheiros prefeitos que atentem os gastos com pessoal: “Nós só podemos gastar 54% com pagamento de funcionários, e com essa queda vamos ter muitos prefeitos tendo que demitir sob pena de ultrapassar esse percentual e se prejudicar juntos aos tribunais” alertou.
Para discutir os efeitos da crise econômica nos municípios, bem como a dívida previdenciária que é outro grande problema hoje enfrentado pelos mesmos, a diretoria da Aprece estará reunida, no próximo dia 31 de março, com a bancada federal cearense em Brasília (DF).
O encontro visa dar conhecimento aos deputados federais e senadores do Ceará da real situação dos municípios cearenses ante a queda do FPM e a dívida previdenciária, para que eles possam com segurança se engajar na luta junto ao governo federal no sentido de buscar soluções para compensação da queda de receita e ainda votar as emendas a MP 457/2009-dívida previdenciária, tudo em prol dos municípios e do povo cearense.
Fonte: Notícias do Vale

domingo, 29 de março de 2009

Barão será eleito vice-presidente da UVC

O presidente da Câmara Municipal de Limoeiro do Norte, Carlos Marcos de Sousa Nunes (Barão), será eleito na chapa na condição de segundo vice-presidente da entidade, representando o Vale do Jaguaribe.
A União dos Vereadores do Ceará (UVC) fará eleição, no dia 31 deste mês, para renovação da sua diretoria. Uma única chapa, que deve ser reconduzida para mais dois anos, será apresentada aos votantes, tendo o atual presidente, Deusinho Filho, como candidato à reeleição.
O processo de votação será das 10 às 14 horas, no Gran Marquise Hotel, e acontecerá paralelamente às atividades do XV Congresso da União dos Vereadores do Ceará. Em todo o Estado existem 1.789 vereadores, dos quais 1.500, aproximadamente, são filiados à entidade. Dos 184 municípios cearenses, 150 Câmaras Municipais estão filiadas à UVC.
A chapa a ser apresentada aos eleitores é composta por 86 membros e, segundo Deusinho Filho, contempla todas as regiões do Estado e partidos políticos. A proposta de trabalho da chapa está fundamentada na criação do parlamento regional e integração das Câmaras Municipais à Assembléia Legislativa e ao Congresso.
Cargos
A executiva é formada por sete integrantes. Além de Deusinho Filho na condição de presidente, vão conduzir a UVC os seguintes vereadores: Marcelo Mendes (Fortaleza); Carlos Marcos de Sousa Nunes - Barão (Limoeiro do Norte), primeiro e segundo vice-presidentes, respectivamente; Hamilton Pinheiro (Umirim), diretor administrativo; Agenor Mota (Tauá), diretor financeiro; Luana Maciel (Orós), diretoria de mulheres e; José de Amélia Júnior (Juazeiro do Norte), procurador geral.
O Congresso será aberto nesta segunda-feira (30/03), com uma palestra do deputado federal Ciro Gomes (PSB) sobre o impacto da crise econômica nos municípios.
Fonte: Diário do Nordeste (caderno Política) / Informações: Notícias do Vale

sábado, 28 de março de 2009

Hora do Planeta. Sábado, 28 de março, às 20h30

A Hora do Planeta é um ato simbólico no qual governos, empresas e a população de todo o mundo são convidados a demonstrar sua preocupação com o aquecimento global e as mudanças climáticas. O gesto simples de apagar as luzes por sessenta minutos, possível em todos os lugares do planeta, tem o significado de chamar para uma reflexão sobre o tema ambiental.
Conhecido mundialmente como Earth Hour, a Hora do Planeta será promovida no País pela primeira vez pelo WWF-Brasil e conta com a adesão e apoio do Rio de Janeiro, a primeira cidade brasileira a aderir à iniciativa.
Em 2009, a Hora do Planeta será realizada no dia 28 de março, das 20h30 às 21h30, e pretende contar com a adesão de mais de mil cidades e 1 bilhão de pessoas em todo o mundo. Mais de 170 cidades de 62 países já confirmaram sua adesão à Hora do Planeta.
Realizada pela primeira vez em 2007, a Hora do Planeta contou com a participação de 2,2 milhões de moradores de Sidney, na Austrália. Já em 2008, o movimento contou com a participação de 50 milhões de pessoas, de 400 cidades em 35 países. Simultaneamente apagaram-se as luzes do Coliseu, em Roma, da ponte Golden Gate, em São Francisco e da Opera House, em Sidney, entre outros ícones mundiais.
Participe você também. É simples. Apague as luzes da sua casa.

Limoeiro joga bem, mas Guarani de Juazeiro vence

Em uma noite infeliz da zaga do Limoeiro, o Guarani de Juazeiro confirma seu favoritismo ao vencer por 3x2, jogando em casa.
Em partida válida pela primeira rodada da 2ª Fase da Segundona 2009, 805 pagantes foram ao estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte, para assistir uma bela partida de futebol entre Limoeiro x Guarani.
Veja como foi o confronto na 1ª Fase: Limoeiro 0x0 Guarani
Apesar de jogar fora de casa, o Limoeiro começa bem a partida, mas desperdiça algumas oportunidades de gol, principalmente com Celinho que domina e chuta com perigo a meta do goleiro Valdo.
Ainda no primeiro tempo, Fabinho Carequinha, que vinha bem na lateral-direita, sai do jogo por contusão. O técnico Claudio Rocha optou por colocar o zagueiro Bruno, e deslocar Preto para a lateral-direita. O jogo seguia movimentado, com oportunidades para ambos os lados, até que aos 43min, numa falha da zaga do Limoeiro, Paulinho Guerreiro dominou na área e bateu forte, sem chances para o goleiro André.
Na volta do intervalo, logo aos 3min, Lamar aproveitou um cruzamento da esquerda para ampliar a vantagem do Guarani de Juazeiro. Aos 10min, Claudinho opta por colocar Gilson Maratá no lugar de Adriano Silva, deslocando Celinho para lateral-esquerda, e o Limoeiro ficou mais ofensivo.
Aos 13 min, Samy invadiu a área e foi derrubado. Pênalti para o Jaguar do Vale, convertido por Freitas. Em seguida, Evair sai para entrada de Leandrinho.
O Limoeiro FC jogava bem e buscava o empate, mas aos 44min Zé Carlos fez o terceiro do Leão do Mercado. Ainda sobrou tempo para Samy diminuir para o Jaguar do Vale, aos 47min.
Apesar da derrota, o Limoeiro FC vem mostrando disposição e evolução no futebol apresentado a cada rodada, e agora enfrentará o São Benedito na quinta-feira (02/04), às 20:00h, no estádio Bandeirão.

Limoeiro sediará conferência sobre segurança

A 1ª Conseg será realizada em Brasília entre os dias 27 a 30 de agosto. Maracanaú, Juazeiro do Norte, Sobral, Quixadá, Limoeiro do Norte, Tauá, Aracati e Baturité são os municípios que sediarão as etapas regionais.
Prefeitos, representantes de câmaras municipais, defensores públicos, promotores, delegados e policiais militares estiveram reunidos na tarde desta sexta-feira (27/03), no auditório da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para debater sobre a organização dos encontros regionais preparatórios para a 1ª Conferência Nacional da Segurança Pública (1ª Conseg). O Ceará terá conferências em oito regiões e uma municipal na Capital no período entre 16 e 17 de abril e 28 e 29 de maio.
A conferência municipal em Fortaleza está programada para os dias 7 e 8 de maio no auditório da Universidade de Fortaleza (Unifor). Os eventos regionais servirão para eleger 400 representantes do Interior, além de 300 da área metropolitana que participarão da etapa estadual da 1ª Conseg. O secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Roberto Monteiro, abriu a reunião e explicou a metodologia a ser levada em conta nos eventos, e os eixos temáticos a serem abordados. Cada reunião será realizada em dois dias, e deverá ao final, definir sete princípios e 21 diretrizes para a segurança pública nacional.
De acordo com o major Plauto Roberto, o próximo passo da preparação das reuniões será mobilizar os municípios vizinhos para estarem presentes nos encontros regionais. O Ministério da Justiça, órgão responsável pela promoção da 1ª Conseg, definiu como eixos temáticos do evento o debate em torno da gestão democrática: controle social e externo, integração e federalismo; financiamento e gestão da política pública de segurança; valorização profissional e otimização das condições de trabalho; repressão qualificada da criminalidade, prevenção social do crime e das violências e construção da cultura de paz, diretrizes para o sistema penitenciário, e para o sistema de prevenção, atendimentos emergenciais e acidentes.
É objetivo geral da 1ª Conseg, definir princípios e diretrizes orientadores da política nacional de segurança pública, com participação da sociedade civil, trabalhadores e poder público como instrumento de gestão, visando efetivar a segurança como direito fundamental. A proposta busca agregar experiências e inovar na formulação de políticas para o setor.
Informações: www.conseg.gov.br
ENCONTROS
Maracanaú - 16 e 17 de abril
Quixadá - 4 e 5 de maio
Tauá - 11 e 12 de maio
Limoeiro do Norte - 14 e 15 de maio
Baturité - 25 e 26 de maio
Sobral - 25 e 26 de maio
Aracati - 28 e 29 de maio
Juazeiro do Norte - 4 e 5 de junho
Fonte: OPOVO.com.br

sexta-feira, 27 de março de 2009

Por falta de infraestrutura, equipamentos de laboratório continuam encaixotados na FAFIDAM

Há algo deixando os professores da Faculdade de Filsofia Dom Aureliano Matos (FAFIDAM), em Limoeiro do Norte, uma das seis unidades da Universidade Estadual do Ceará no Interior, revoltados.
A infraestrutura elétrica da unidade está precária e ultrapassada e, por conta disso, equipamentos de laboratórios adquiridos, há mais de três anos, continuam encaixotados e aguardando uma solução.
Fotos enviadas para o Blog do Eliomar de Lima, por docentes da unidade.
Além do prejuízo evidente, essa situação tem comprometido as aulas práticas dos alunos e as pesquisas dos professores. Será por falta de grana?
Seguramente é mais barato resolver esse problema do que construir um aquário, segundo docentes, que aguardam uma providência.
Informações e Imagens: Blog do Eliomar de Lima

quinta-feira, 26 de março de 2009

Torcedores divididos sobre recuperação do time

Visando voltar à elite do futebol cearense, o Limoeiro Futebol Clube montou um elenco que, no papel, seria ideal na visão dos críticos e da torcida.
Apostando nas “pratas da casa” o Limoeiro FC começou a Segundona 2009 jogando bem, mas não conseguia o resultado, deixando o torcedor apreensivo sobre o objetivo traçado pelo clube.
52% dos participantes da enquete acreditam que o Limoeiro Futebol Clube conseguirá a reabilitação no campeonato, a fim de voltar a 1ª Divisão do Cearense, enquanto 47% ainda estão descrentes sobre uma possível recuperação, tendo em vista o futebol apresentado até o momento.
* A enquete, que se trata de um mero levantamento de opiniões, sem conteúdo científico, foi realizada entre os dias 15/03 e 25/03/2009 e registrou 46 votos.
Primeira Fase
Depois de uma derrota em sua estréia, com um gol marcado no último minuto, em um pênalti duvidoso, o Jaguar do Vale conseguiu sua primeira vitória apenas na sétima partida da equipe.
Não fossem os gols sofridos nos instantes finais das partidas, os quatro empates fora de casa seriam um bom resultado, apesar da goleada de 4x1 sofrida diante do Uniclinic, no entremeio.
Dos 11 gols sofridos pelo Limoeiro Futebol Clube na primeira fase da competição, todos foram no segundo tempo, sendo que 6 deles depois dos 40 minutos.
Apesar dos pontos perdidos nas duas primeiras partidas jogando em casa, o Limoeiro vem em uma crescente no campeonato, mostrando a cada partida que o time vem se acertando, terminando a primeira fase com 08 pontos ganhos, junto com o Tiradentes, mas ficando em 7º lugar por ter uma vitória a menos.

Limoeiro segura pressão e empata com Crato

Jogando fora de casa, o Limoeiro sai na frente, mas sede o empate para equipe do Crato.
Na última partida da 1ª fase da Segundona 2009, mesmo desfalcado de Chiquinho, Givanildo e Jaerdes, o Limoeiro FC foi a cidade do Crato, enfrentar o time da casa, que buscava a vitória para terminar a primeira fase em segundo lugar.
O Limoeiro não vinha bem na partida, e não conseguia se organizar em campo, mas aos 44min do primeiro tempo, depois de uma cobrança de falta, Samy se antecipou ao goleiro do Crato e abriu o placar para o Jaguar do Vale.
Jogando em seus domínios, o Crato voltou com tudo para segunda etapa, e logo aos 03min, Elias empatou a partida, jogando um balde de água fria na euforia limoeirense.
Com o empate, o Limoeiro Futebol Clube foi aos 08 pontos ganhos, terminando a primeira fase em sétimo lugar.
CRATO x LIMOEIRO – Gols da Partida
Imagens: TV JAGUAR

quarta-feira, 25 de março de 2009

Limoeiro sediou Fórum Regional da Cultura do Vale

Pensar as políticas públicas culturais de forma regional, mas em que cada cidade cumpra sua responsabilidade: saber promover os agentes culturais locais. Do bumba-meu-boi à orquestra sinfônica, passando pelo artesanato, tem sempre alguma manifestação artística à espera de apoio.
E com a intenção de que cada cidade crie seu Sistema Municipal da Cultura, um dos passos para o recebimento de novos recursos, Limoeiro sediou, nesta terça-feira (24/03), o Fórum Regional da Cultura do Vale do Jaguaribe, reunindo secretários e produtores culturais de 17 municípios.
Coordenadora da Secult Rejane Reinaldo, em Limoeiro. Até abril, terá visitado 13 cidades. (Foto: Melquíades Júnior)
Das 184 cidades cearenses, apenas 97 possuem departamentos culturais ou secretarias municipais da cultura. “É um número muito baixo, e queremos que, até o fim de 2009, todos os municípios do Ceará possam ter um departamento de cultura ou a própria secretaria municipal”, afirma Rejane Reinaldo, coordenadora de gestão do Sistemas Estaduais da Cultura, da Secretaria da Cultura do Estado. Até o mês que vem, ela terá visitado 13 municípios-pólo, onde acontecem os fóruns regionais, de forma a cobrir todo o Estado.
O objetivo maior é que cada município, conforme orientação do Ministério da Cultura, tenha seu próprio Sistema Municipal da Cultura, “pois a partir de 2010 não pode concorrer a editais os municípios que não tiverem o seu sistema criado”, esclarece Renato Remígio, secretário da Cultura em Limoeiro, para quem “a gente precisa aprender a usar o uniforme coletivo, entender que o que culturalmente é bom para um município é bom para todos”, disse, referindo-se à integração regional entre produtores e pesquisadores culturais. Cerca de 80 deles estiveram no fórum.
Dentre as questões discutidas, o estímulo à participação de editais de incentivos à arte. Em parceria com a Secult, professores da Universidade de Fortaleza (Unifor) ministrarão curso para elaboração de projetos culturais. Ensinarão os agentes a captarem dinheiro para os trabalhos.
Fonte: Diário do Nordeste / Reportagem e Foto: Melquíades Júnior

terça-feira, 24 de março de 2009

Ministro deve explicar devolução de recursos que seriam aplicados em Saneamento Básico

Brasília - A Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) aprovou requerimento da senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) que solicita informações ao ministro das Cidades, Márcio Fortes, para explicar aos senadores a devolução, por parte da União, de recursos ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
Segundo a senadora cerca de US$ 57 milhões deveriam ser aplicados em saneamento básico e foram devolvidos àquele banco porque a União não "teve a capacidade de gastar" tais recursos.
Em sua opinião, o ministro tem de "dar uma resposta ao povo brasileiro". O recurso seria usado no Programa de Ação Social e Saneamento (PASS) para obras de esgoto e tratamento de água em 129 municípios brasileiros com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).
O contrato foi assinado em 2004 e o governo entraria com investimentos de US$ 95,5 milhões, porém, quatro anos depois, o governo federal gastou US$ 2,5 milhões em apenas uma obra no município de Limoeiro do Norte (CE), e fez outras duas licitações.
Parte das obras seria incluída no Programa de Aceleração do Crescimento e o PASS foi cancelado. Em março, o governo federal teve de devolver o dinheiro ao BID. Como o crédito contratado com o BID ficou ocioso, o governo federal pagou 570 mil dólares por ano pela taxa de compromisso cobrada pelo banco.
A senadora tucana lembrou da importância do saneamento básico especialmente para a população de baixa renda. O País tem 47,5 milhões de brasileiros sem acesso à coleta de esgoto e 19 milhões sem acesso a água tratada.
Durante a reunião na comissão, a senadora sul-mato-grossense, Marisa Serrano reclamou que os ministros não respeitam o prazo de 30 dias para prestar os esclarecimentos quando há requerimento de informações.
"É por isso que a todo o momento temos audiências públicas com os ministros, porque eles e os representantes do Executivo não respondem as nossas solicitações de informação", afirmou.
Fonte: PROGRESSO.com.br / Foto: Roosevelt Pinheiro

segunda-feira, 23 de março de 2009

Eixão da Integração: Pessoas sofrem pela falta d’água, mesmo com tanta água por perto

Na preocupação de levar água do Sertão para o Litoral, os idealizadores do projeto se esqueceram de quem tem sede, literalmente, no meio do caminho.
Neste domingo, 22 de março, comemorou-se o Dia Mundial da Água, e é importante chamar a atenção para a questão hídrica do Ceará. Na quinta feira (19/03), Dia de São José, Padroeiro do Ceará, aproveitou-se o simbolismo da data para dar mais um passo na estruturação do sistema hídrico do Estado do Ceará, com a inauguração, em Pacajus, dos trechos II e III do Eixão da Integração (Canal da Integração).
A solenidade contou com a presença da ministra Dilma Roussef, da Casa Civil, que anunciou mais R$ 3 bilhões do PAC para a construção de mais duas barragens (Figueiredo e Taquara) e uma adutora que atenderá o Complexo Industrial do Pecém.
Promete-se para fevereiro a conclusão de mais da metade da construção do Canal da Integração, com a finalização dos trechos dois e três da obra, envolvendo um investimento de R$ 600 milhões.
A obra, em sua totalidade abrange 255 quilômetros de extensão, cruzando os municípios de Alto Santo, Jaguaribe, Morada Nova, Ibicuitinga, Russas, Limoeiro do Norte, Ocara, Cascavel, Chorozinho, Pacajus, Horizonte, Itaitinga, Pacatuba, Maranguape, Maracanaú, Caucaia, Fortaleza e São Gonçalo do Amarante. Está planejada para dar sustentabilidade hídrica ao Ceará até 2030, mesmo em períodos de estiagem.
Informações: OPOVO.com.br
População esquecida
Na última sexta-feira (20/03), o programa “Mais Você”, da Rede Globo, apresentado por Ana Maria Braga, exibiu uma reportagem que mostra um lado triste desta grande obra.
Diante de um “mar de águas”, moradores ao longo do Eixão da Integração não tem acesso e sofrem pela falta d'água, mesmo com tanta água por perto.

domingo, 22 de março de 2009

Liminar é mantida e Dilmar continua prefeito

Por 6x0, o TRE decidiu que João Dilmar da Silva continua a frente da prefeitura de Limoeiro do Norte, até o julgamento do mérito da questão.
No fim da tarde da última sexta-feira (20/03), o Tribunal Regional Eleitoral - TRE decidiu, por unanimidade, pela manutenção da Liminar que mantém João Dilmar da Silva e Raimundo Nonato Pinheiro, como Prefeito e Vice-prefeito de Limoeiro do Norte, respectivamente.
Expedida pelo juiz Jorge Luís Girão Barreto, a Ação Cautelar Inominada, com pedido de medida liminar, atribui de efeito suspensivo ao Recurso Eleitoral interposto pela juíza da 29ª Zona Eleitoral de Limoeiro do Norte, que cassava o mandato do atual prefeito João Dilmar, e Nonato Pinheiro, vice-prefeito deste município.
Com o resultado, João Dilmar da Silva continua comandando os destinos do município, até um parecer definitivo sobre Recurso Eleitoral que cassa seu mandato. O processo deverá prosseguir até a última instância.
Clique aqui e veja mais notícias sobre o caso.
Foto: Melquíades Júnior

sábado, 21 de março de 2009

Ministro limoeirense, Napoleão Nunes Maia Filho, mora em apartamento do Senado

O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Napoleão Nunes Maia Filho, autor de uma decisão polêmica que permitiu que os advogados do superintendente do Sistema Mirante, empresário Fernando Sarney, tivessem acesso aos detalhes de um inquérito em andamento na Polícia Federal, mora em um apartamento do Senado.
A revelação foi feita ontem por fontes consultadas pelo Jornal Pequeno. O desembargador federal maranhense, Leomar Amorim, que acaba de ser indicado para membro do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), também reside em apartamento do Senado.
De acordo com informações levantadas pelo JP na Subsecretaria de Administração Patrimonial (vinculada à coordenação de residências oficiais do Senado), dos 72 apartamentos destinados à moradia dos senadores, 14 estão sendo ocupados por juízes, desembargadores e ministros.
O jornal O Globo, do Rio de Janeiro, publicou na edição desta sexta-feira (20/03) uma reportagem sobre o assunto, mas não mencionou que no apartamento 104 do Bloco G, SQS 309, mora o ministro Napoleão Nunes Maia Filho. Porém, cita o desembargador federal maranhense Leomar Amorim como morador do apartamento 602.
“Políticos blindados”
Em fevereiro de 2008, o próprio Napoleão Nunes Maia Filho concedeu entrevista à Folha de S. Paulo, dando uma rara declaração pública sobre a natureza das decisões judiciais envolvendo políticos no Brasil. Autor da decisão polêmica que permitiu que os advogados do filho de José Sarney tivessem acesso aos detalhes de um inquérito ainda em curso, Napoleão Nunes Maia fez uma rara declaração pública de um magistrado sobre a natureza das decisões judiciais envolvendo políticos no Brasil.
Para ele, “há políticos tão blindados pela sociedade, que suspeita de corrupção não pega neles” – citando Lula como principal exemplo. Além de Lula, disse que o governador de São Paulo, José Serra, é “quase blindado”.
Decisão polêmica
Em dezembro, Napoleão Nunes Maia Filho concedeu liminar permitindo que os advogados do empresário Fernando Sarney tivessem acesso ao inquérito sigiloso da Polícia Federal que apura indícios de movimentação ilegal de dinheiro da família Sarney, às vésperas da eleição de 2006, com saques em dinheiro vivo de cerca de R$ 3,5 milhões.
A decisão do ministro contrariou súmula (síntese de todos os casos parecidos, decididos da mesma maneira) do Supremo Tribunal Federal, despachos anteriores de seu próprio punho e decisões da Justiça Federal. Segundo a Folha apurou, a liminar causou perplexidade entre policiais e procuradores do Ministério Público Federal, que chegou a recorrer - medida ainda não julgada. Eles temem que se crie um precedente que poderia inviabilizar futuros inquéritos.
O desembargador negou pedido de liminar em habeas corpus impetrado pelos advogados de Fernando Sarney, no Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Os advogados, então, recorreram ao STJ.
“Nos termos da orientação já pacificada por este tribunal, não é cabível impetração de habeas corpus contra indeferimento de pedido de liminar em outro writ [instância, no caso, o TRF]. [...] Outro não é o entendimento firmado no enunciado sumular 691 [do STF]”, escreveu Maia Filho em outro caso, no dia 5 de dezembro, duas semanas antes de conceder a liminar, em sentido oposto, aos advogados de Sarney.
No dia 3 daquele mês, os advogados de um investigado da PF em São Paulo fizeram um pedido praticamente idêntico ao habeas corpus impetrado pelos defensores da família Sarney. O ministro do STJ determinou que o Ministério Público Federal se manifestasse no caso de São Paulo, para só então ele apreciar o pedido de liminar - o que ainda não ocorreu.
Em relação a Fernando Sarney, o ministro concedeu a liminar automaticamente. “Cabe superar, inicialmente, a rigidez da Súmula 691 do STF, que impede, em regra, a cognição de ações mandamentais desafiadas contra decisões monocráticas de julgadores de segundo grau [TRF]”, escreveu o ministro do STJ ao conceder a liminar aos advogados de Fernando Sarney. O ministro Napoleão Maia Filho negou ter proximidade com a família Sarney.
Afirmou também que em outras situações, não apenas na de Fernando Sarney, superou a súmula 691, mas em casos em que já havia denúncia proposta pelo Ministério Público ou prisão.
Nascido em Limoeiro do Norte (CE), juiz federal de carreira e nomeado por Lula ministro do STJ em maio de 2007, Napoleão Nunes Maia Filho disse ter amizade com políticos como Fernando Collor (PTB-AL), Tasso Jereissati (PSDB-CE), Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), José Agripino (DEM-RN) e Inácio Arruda (PCdoB).
Fonte: JORNAL PEQUENO.com.br

quinta-feira, 19 de março de 2009

Bixopá se alegra pelo Dia de São José

*Trechos de textos de Meton Maia e Silva, ao jornal Diário do Nordeste (16/03/2000 e 28/03/2002)
Após a folia momina, deixamos o sertão jaguaribano bastante molhado. O verde da mata nos deixa a melhor impressão. O tempo, pouco a pouco, se vai transformando e, o homem do campo, cheio de esperanças por um inverno generoso. É indizível sua alegria pelo Dia de São José, 19 de março, patrono de todos os cearenses.
Em Limoeiro do Norte, mas propriamente, na Vila de Bixopá, distrito de igual nome, a festa em louvor ao glorioso São José é uma tradição e, segundo a história, o Pe. Joaquim Rodrigues de Menezes, no seu santo ministério teria dito: "São José, no Jatobá". Faleceu esse ilustre e piedoso filho de Quixeré, a 6 de março de 1890, em Limoeiro do Norte, onde foi sepultado.
O distrito de Bixopá data de 1888. Nesse ano Dom Pedro II nomeou uma comissão para dá seqüência ao açude do Bixopá e a construção da igreja, pois se tratava de um ano escasso, servindo assim para dar emprego a população.
A capela de São José da Vila de Bixopá (antigo Jatobá), em Limoeiro do Norte, foi construída no paroquiato do Pe. Joaquim Rodrigues de Menezes (1888), edificada, portanto, sobre imenso lagedo de onde pode-se deslumbrar belo panorama, sobretudo, em épocas hibernais.
Tudo era difícil naqueles idos, dentro da mata densa, longe da civilização. O único meio de transporte, era a alimária para atingir Jatobá que sofreu também os rigores da seca de 1877, da qual o Pe. Joaquim Rodrigues de Menezes, foi um dos primeiros na salvação de vidas a chegar ao abatimento físico. O distrito e vila de Bixopá, denominação adotada pelo IBGE em 1940, em razão de dualidades de nomos no território nacional, é próprio ao cultivo do milho, feijão, mandioca brava, boa produção de castanha de caju e ao criatório. Está encravado nos limites de Russas e Morada Nova.
Estátua de São José
Igualmente a comunidade de Espinho, que ganhou uma estátua de Santa Luzia, o distrito de Bixopá, único distrito de Limoeiro do Norte e que tem um grande fervor religioso em adoração ao seu padroeiro, ganha um presente.
Uma estátua de São José, confeccionada pelo mesmo artista que confeccionou a imagem de Santa Luzia, com aproximadamente 3,16m, foi levada por um caminhão tipo “muck”, e colocada na Capela do Distrito.
Fotos: Adjacir Cidrão (panorâmica) e Melquíades Júnior (estátua)
Com informações do portal Notícias do Vale

Limoeiro bate o Tiradentes no retorno ao Bandeirão

Após quatro jogos fora de casa, o Limoeiro retorna ao Bandeirão e vence o Tiradentes por 2x1, conquistando sua primeira vitória no campeonato.
O Limoeiro FC entra em campo motivado pelo bom futebol apresentado no clássico jaguaribano diante do Aracati. Mostrando entrosamento, o Limoeiro joga bem e pressiona o Tiradentes desde o início, mas desperdiça muitas oportunidades.
Mesmo desfalcado de três atletas, sendo eles, Givanildo e Ronaldo (ambos com três cartões amarelos) e Rafael, que saiu contundido da última partida diante do Aracati, os atletas que entraram em campo substituíram bem as baixas da equipe.
Limoeiro abriu o placar aos 38min do primeiro tempo, com Chiquinho, em noite inspirada, batendo forte no canto do goleiro Alexandre. Logo em seguida, Evair perde mais uma chance clara de gol para o Jaguar do Vale, que seguia pressionando a equipe do Tiradentes, a qual teve alguns lances de perigo em contra-ataques.
O Tiradentes inicia o segundo tempo com tudo, e parte para cima do Limoeiro, levando perigo à meta do goleiro André. Mas aos 13min o árbitro da partida assinala um pênalti em cima de Celinho, a favor do Limoeiro. Chiquinho foi para a cobrança e ampliou a vantagem da equipe limoeirense, batendo bem o pênalti, goleiro de um lado, bola do outro.
O jogo fica bom, com o Tiradentes correndo atrás do prejuízo, e o goleiro André, o “Paredão do Limoeiro”, se destaca com grandes defesas.
No final do jogo o Limoeiro pressiona ainda mais, buscando o terceiro gol para selar a primeira vitória no campeonato jogando em casa, mas o Tiradentes diminuiu aos 46min com Casagrande, de cabeça, aproveitando uma cobrança de falta, continuando a sina de levar gols no final dos jogos.
Enfim, o Limoeiro vence e convence, e agora parte em busca da recuperação no campeonato jogando fora de casa, no estádio Mirandão, enfrentando o Crato.

Programas jornalísticos estão temporariamente suspensos na Rádio Educadora

Na data em que se comemoram os 47 anos da Rádio Educadora Jaguaribana, os ouvintes foram pegos de surpresa pelo senhor Adelmo Aquino, superintendente da emissora, que determinou a suspensão de toda a programação jornalística da rádio.
Em pronunciamento dado no programa “Luís Lopes com o povo” aproveitou a ocasião, não só para lembrar o aniversário da emissora, idealizada pelo saudoso Dom Aureliano Matos, mas também para anunciar a suspensão temporária de todos os programas jornalísticos da Rádio Educadora.
O motivo, segundo Adelmo Aquino, seria por conseqüência de brigas entre alguns radialistas da própria rádio, por interesses próprios.
Está marcada uma reunião com todos eles para discutirem juntos esses problemas, que estão incomodando ao próprio Adelmo e aos ouvintes da emissora.
Informações: De olho na Mídia, por Renato Guimarães

Em briga de “cachorro grande”, o povo só assiste

Nem os correligionários de João Dilmar, nem os de Paulo Duarte, tinham a certeza da decisão da juíza em cassar o mandato do prefeito eleito de Limoeiro do Norte. Pelo menos, não tão rápido.
Elogiada pelo ministro Ayres Brito, pelo trabalho realizado durante a campanha eleitoral em 2008, a juíza da 29ª Zona Eleitoral de Limoeiro do Norte, Dra. Luciana Teixeira de Souza, entrou para a história desta cidade pela decisão tomada, em primeira instância, sobre o caso.
Sendo esta decisão precipitada e equivocada para Dilmar, ou acertada para Paulo Duarte, 42% dos participantes desta enquete ficaram surpresos com a decisão de cassar o mandato do prefeito, enquanto 57% já esperavam que a juíza desse algum parecer.
* A enquete, que se trata de um mero levantamento de opiniões, sem conteúdo científico, foi realizada entre os dias 05/03 e 15/03/2009 e registrou 111 votos.
E o povo?
Diante de todo esse “burburinho”, a população fica a mercê dessa confusão, sentido na pele o reflexo de uma disputa política da qual não tem vez nem voz.
77% dos participantes acham que esta disputa, de certa forma, reflete e prejudica a população limoeirense. Já 22% acham que a vida transcorre normalmente, não havendo nenhuma relação entre essa indefinição política e o cotidiano da cidade.
* A enquete, que se trata de um mero levantamento de opiniões, sem conteúdo científico, foi realizada entre os dias 05/03 e 15/03/2009 e registrou 110 votos.
Opinião popular sobre a decisão
O resultado da enquete reflete e coincide com a opção dos eleitores nas urnas, 34% discordam da decisão da juíza de Limoeiro do Norte em cassar o mandato de João Dilmar, enquanto 65% dos participantes concordam com a cassação do mesmo (coincidindo, aproximadamente, com a soma das porcentagens da apuração dos votos dos candidatos Paulo Duarte, Arivan Lucena e José Maria de Andrade).
* A enquete, que se trata de um mero levantamento de opiniões, sem conteúdo científico, foi realizada entre os dias 05/03 e 15/03/2009 e registrou 118 votos.
Contudo, está nas mãos da Justiça a definição do caso, para sabermos quem desses, que um dia estiveram do mesmo lado, finalmente irá assumir de vez a Prefeitura de Limoeiro do Norte.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Suspensão de verbas preocupa gestores

Saneamento de Limoeiro do Norte e Quixeramobim passam para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
A notícia de que as obras de saneamento básico em Limoeiro do Norte e Quixeramobim terão os recursos suspensos deixou preocupados não somente os gestores municipais, mas principalmente os trabalhadores das respectivas obras nos dois municípios. Com serviços iniciados desde o ano passado, várias ruas de Limoeiro do Norte estão “abertas” com as obras que se encontram em ritmo acelerado. Dezenas de trabalhadores de vários municípios do Estado temem ficar desempregados caso as execuções sejam paralisadas definitivamente. A Prefeitura Municipal quer garantir que as obras não vão parar.
Obras de saneamento básico ficam comprometidas em Limoeiro do Norte e Quixeramobim. Suspensão dos recursos prejudica trabalhadores.
De acordo com o Ministério das Cidades, as prefeituras municipais terão que se adaptar às novas exigências do Governo Federal e do Tribunal de Contas da União (TCU). A obra de saneamento básico teve início em junho do ano passado, na zona urbana da cidade e no bairro Antônio Holanda, o mais populoso de Limoeiro do Norte. Existem, atualmente, 190 trabalhadores, desde serventes a engenheiros. São profissionais de vários municípios que, com a informação da suspensão dos recursos, temem ficar sem emprego, mesmo que temporariamente — o Ministério das Cidades fala em suspensão por até três meses.
É o caso de Francisco Evangelista da Silva, do município de Aracoiaba, que está há cinco meses na função de bombeador na obra de saneamento nas ruas da cidade. “Antes eu estava desempregado, hoje tenho até carteira assinada. Não quero que pare isso aqui não”, reclama. O também ex-desempregado Francisco Valdo, de Limoeiro do Norte, trabalha nas escavações para a colocação dos dutos que ligarão o esgoto das casas à central de estabilização. O salário médio desses trabalhadores é de R$ 600, todos com carteira assinada.
A obra é feita por um consórcio das construtoras Granito e PWE. Ao todo, são 52 quilômetros de saneamento, ao custo total de R$ 18 milhões, com estimativa de conclusão em maio de 2010. Conforme o diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), autarquia municipal diretamente responsável pela obra, Mauro Costa, o município foi pego de surpresa nos últimos dias.
“Mas que fique claro que Limoeiro do Norte e Quixeramobim foram os únicos do Brasil porque só eles tinham aprovado esse projeto, sendo que Limoeiro era o único que estava mais avançado, porque chegou primeiro”, afirma.
Ainda sobre a suspensão dos recursos, devido ao desmembramento do Programa de Ação Social e Saneamento (PASS), viabilizado com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Mauro Costa acredita que “nem as obras vão parar e é possível que terminem antes do previsto”. Isso porque, conforme a decisão do Ministério das Cidades, os projetos de saneamento de Limoeiro do Norte, bem como de Quixeramobim, serão transferidos para o Programa de Aceleração do Crescimento e “as obras do PAC são trabalhadas dia e noite”. Atualmente, o expediente das atividades do saneamento no município é feito de 7h às 17h.
Com a transferência para o PAC, a obra terá que se readequar ao Sistema Nacional de Preços (Sinape). Nenhum item pode ser ultrapassado. Segundo Mauro Costa, o material usado na obra estava abaixo da média exigida, mas reconhece que “existem alguns materiais abaixo da tabela e outros acima”. Ainda conforme o diretor do SAAE, o projeto inicial previa a obra a um custo de R$ 22 milhões. Do valor em orçamento atual – R$ 18 milhões – pelo menos 15% (cerca de R$ 2,7 milhões) já foram repassados, representando 10km trabalhados dos 52km previstos em toda a obra que, conforme o prefeito João Dilmar, representa a maior obra de saneamento já realizada na região, pois elevará de 15% para 85% o índice de residências com saneamento básico na zona urbana e parte da zona rural do município.
Na próxima sexta-feira, o prefeito de Limoeiro do Norte, João Dilmar; o diretor do SAAE, Mauro Costa, e o assessor especial Mailson Cruz (um dos autores do projeto) irão ao Ministério das Cidades, em Brasília, para tentar assegurar que a obra não seja paralisada. Com isso, poderá garantir a conclusão do saneamento básico e a empregabilidade dos funcionários na obra.
ORÇAMENTO
R$ 22 milhões é o valor inicial do projeto em Limoeiro. Desse valor, em orçamento atual de R$ 18 milhões, pelo menos 15% já foram repassados, representando 10km dos 52km previstos na obra.
Mais informações:
SAAE - Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Limoeiro do Norte
(88) 3423.1165
Fonte: Diário do Nordeste / Reportagem e Foto: Melquíades Júnior

terça-feira, 17 de março de 2009

TCU paralisa obras de saneamento no interior

A situação mais grave é em Limoeiro do Norte, onde as obras, orçadas em R$ 18 milhões, foram interrompidas. A expectativa é de que as obras fiquem paradas no mínimo três meses.
O Tribunal de Contas da União paralisou duas obras de saneamento básico no Ceará. Uma em Quixeramobim, no Sertão Central, e outra em Limoeiro do Norte, no vale do Jaguaribe.
A decisão suspendeu os recursos dos trabalhos e foi tomada para atender as novas exigências dos critérios de licitação, que levam em conta o valor total das obras.
Duas grandes obras de saneamento no interior do Ceará estavam sendo executadas dentro do Programa Ambiental de Saneamento do Ministério das Cidades que levam em conta o valor total da obra como critério de licitação. Mas o governo decidiu mudar as regras do jogo e suspendeu o repasse dos recursos. Agora quer o menor preço para cada item da obra.
Em Quixeramobim, a licitação já foi relizada e o contrato com a construtora estava pronto para ser assinado. A obra foi orçada em R$ 20 milhões. Em Limoeiro do Norte a situação é mais grave, as obras começaram há mais de um ano e agora estão paradas, um projeto de R$ 18 milhões.
As duas prefeituras não têm outra saída, precisam se adaptar às novas exigências. Por outro lado, o Governo Federal tenta tranquilizar a população de Quixeramobim e de Limoeiro do Norte afirmando que há direito no orçamento para garantir a conclusão das obras.
De acordo com Jorge Guilherme Francisconi, consultor do Programa Ambiental de Saneamento, as obras vão ser incluídas no PAC, Programa de Aceleração do Crescimento, e o custo das prefeituras vai dimunuir, mas os municípios vão ter que negociar com as empreiteira a redução dos preços. As obras devem ficar paradas durante três meses.
Mudança de regra
Ao lançar o projeto o Ministério das Cidades levou em consideração, na época, o valor total da obra como critério de licitação. Agora, com a mudança na regra, o governo quer que o menor preço para cada item da obra seja avaliado.
Francisconi faz críticas a forma como as regras mudam de acordo repentinamente. Para ele, o tempo que vai levar para resolver que os recursos voltem a ser liberados é o X da questão. "Eu tenho pena de quem quer de Brasília, trabalhar com as prefeituras, para fazer as coisas acontecerem", afirmou Francisconi.
"As regras se alteram muito. Por exemplo, temos o Sistema Nacional de Preços que não pode ser ultrapassado cada item. Cada tijolinho posto não pode ultrapassar a tabela do SINAPE. Mas só a Caixa Econômica Federal tem acesso à tabela do SINAPE. Os prefeitos têm que fazer os orçamentos intuitivamente", avaliou.
O consultor do Programa Ambiental de Saneamento disse não ter pena somente dos prefeitos, mas até da ministra Dilma Rousseff, da Casa Civil, que coordena as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). "Ela vai sofrer muito porque a quantidade de restrições, a quantidade de fiscais que estão em cima, que mudam a regra no meio do jogo dificulta muito o que vai ser feito", avaliou o consultor do Ministério das Cidades.
Fonte: VERDESMARES.com.br / Informações: Diário do Nordeste

segunda-feira, 16 de março de 2009

Limoeiro fica no empate com Aracati

Em um jogo bem equilibrado, o Limoeiro saiu na frente, mas o Aracati empatou o clássico jaguaribano. As duas equipes seguem sem vitória na Segundona.
Assim como o Limoeiro FC, o Aracati Esporte Clube vive uma situação complicada no campeonato, e desde o começo da partida tomava a iniciativa do jogo, pressionando o Limoeiro. As chuvas que caíram em Aracati prejudicou um pouco o andamento do jogo, haja vista o estado do gramado do Estádio Cel. Virgílio Távora.
Para fugir da pressão da Torcida Jovem do Limoeiro, o juiz da partida inverteu a posição dos bandeirinhas, como se vê na foto.
Apesar do domínio do meio-campo aracatiense, o Limoeiro começou a impor seu futebol, e aos 36min Samy aproveitou um cruzamento da direita e abriu o placar para o Jaguar do Vale, contando com a ajuda do goleiro Michel, que falhou feio no lance. Minutos depois, o mesmo Samy perdeu uma chance clara de gol, ainda no primeiro tempo.
Na volta do intervalo o Limoeiro voltou mais focado e o jogo ficou mais equilibrado, no entanto, Alex Lucas, que vinha se destacando nos treinamentos do Aracati, entrou em campo aos 20min para empatar a partida. Logo em seguida, o Aracati ficou com um homem a menos, depois da expulsão do bom jogador Rodrigo, camisa 8, por uma entrada dura no meio do campo, matando um contra-ataque do Limoeiro.
Precisando do resultado, o Limoeiro foi em busca do segundo gol, mas sempre sofria nos contra-ataques do Aracati, que tinha como destaque seu camisa 10, Poló. E em um desses contra-ataques, Vanilson ficou frente-a-frente com o goleiro André, e na disputa de bola o árbitro Rafael Silva assinalou um pênalti duvidoso para o Dragão do Vale.
Juntado os ditos do futebol que “pênalti mal marcado, não entra” e que “o craque do time sempre perde o pênalti”, o meia Poló não foi exceção à regra, e o goleiro André defendeu a cobrança no seu canto direito.
O resultado de 1x1 não interessava nenhuma das equipes, que continuam na ponta de baixo da tabela. Limoeiro e Aracati ainda não venceram na competição.
Arbitragem
Apitava o jogo Rafael Silva, o mesmo árbitro que assinalou um pênalti duvidoso contra o Limoeiro, no último minuto da partida de estréia do Jaguar do Vale no campeonato, diante da equipe do Maracanã, que assegurou a vitória nesse lance.

ARACATI x LIMOEIRO – Melhores Momentos
Imagens: TV JAGUAR

domingo, 15 de março de 2009

Boatos compõem o real e o imaginário popular

Antigos meios de comunicação do mundo, até hoje mexe no cotidiano popular.
Atire a primeira pedra quem já não ouviu que, em algum lugar, um grande açude arrombou, algo estranho no céu explodiu, um ovo de dinossauro “chocou”, que bandido valente aparava criança em ponta de faca e onça-pintada no dente; que foi raptado por extra-terrestres. Não viu direito, nem lembra como foi, “só sei que foi assim”. Têm notícias que correm feito rastro de pólvora, de boca em boca, sobre o fim do mundo ou coisa parecida. Muitas vezes causa furor popular, em que no lugar da fundamentação científica vale a credibilidade de quem falou, mas dificilmente se sabe quem fez o primeiro anúncio, quem foi o autor do boato, um dos mais antigos meios de comunicação do mundo e que até hoje mexe no cotidiano popular, especialmente no Interior.
Parede da barragem do Açude Castanhão, que boatos anunciaram que iria romper e destruir cidades. (Foto: Melquíades Júnior)
Em abril de 2007, várias crianças deixaram de ir à escola em Limoeiro do Norte porque pretendiam “morrer em casa com a família” quando chegassem as águas do Castanhão. É que correu a notícia de que numa dada segunda-feira o Castanhão iria arrombar, e seria uma questão de horas para as águas tomarem a cidade e só ficar a torre da igreja de fora. Por esse motivo, famílias do bairro Luís Alves juntaram as coisas de casa, montaram numa carroça e saíram de mudança para o alto da Chapada do Apodi, relevo inatingível àquela catástrofe.
O período coincidiu com a sequência de abalos sísmicos com epicentro próximo de Jaguaribara. “O Castanhão tremeu” foi a notícia que correu na imprensa local, depois nacional, com a população apavorada. Uma pedra encontrada durante as escavações de construção de açude, apelidada de Pedra do Fim dos Tempos, ainda hoje dá conta da profecia apocalíptica, já que a palavra científica tem menor credibilidade principalmente nas camadas populares, e depois que o homem disse que “nem Deus afunda o Titanic” e até hoje ele está debaixo d’água, o sertanejo prefere acreditar que, dentre outras coisas, na próxima quinta-feira, Dia de São José, se chover é bondade do Santo. O fato do tremor, comprovado, é que ocorreram terremotos na região do Castanhão — o que se disser sobre rachadura da parede ou data para o “gigante” arrombar é improvável, é boato, até agora.
Sucuri no Jaguaribe
Uma semana antes do Carnaval 2009, em que os atrativos nos municípios do Interior são os balneários, teve gente que deixou de tomar banho no Rio Jaguaribe. Correu notícia de que uma sucuri, vinda das águas do Castanhão, percorreu o Rio Jaguaribe até a Passagem Molhada entre Limoeiro e Tabuleiro. A Polícia havia encontrado uma mulher com os ossos quebrados, conforme a sucuri mata a presa. A juíza de Limoeiro teria proibido o banho na Barragem das Pedrinhas e na passagem molhada entre as duas cidades jaguaribanas.
A reportagem do Diário do Nordeste entrou em contato com Corpo de Bombeiros, Polícias Civil e Militar e o Poder Judiciário. Ninguém ouviu falar, a não ser porque “ouviu dizer”, de cobra sucuri, de mulher encontrada com o corpo estrangulado, nem de interdição judicial em balneário. Tinha-se um novo boato na região.
Sem ser sinônimo de fofoca nem de mentira, o boato é uma notícia que corre pública e informalmente, mas não confirmada. Não tem lugar, idade, classe social ou nível de conhecimento para se proliferar. Em Paris, França, existe uma Fundação para o Estudo e Informação sobre Boatos.
Para seu pesquisador-presidente, Jean-Noël Kapferer, o boato é a “voz das ruas. Reflete as preocupações conscientes ou inconscientes da sociedade no momento em que circulam. Há uma dose de imaginação, mas também um sentido de sobrevivência. Toda relação humana repousa sobre uma certa dose de segredos. Existe uma assimetria entre aquilo que você sabe e guarda para si e aquilo que conta para os outros. Esses outros, quando se sentem desinformados, se defendem, usando o boato”.
Assim se relacionaria o fenômeno da data de arrombamento do Castanhão com os abalos sísmicos. Ou, uma notícia de repercussão internacional, dando conta de uma suposta explosão de uma bomba atômica nos céus de Quixadá, no Sertão Central, durante o período da Guerra Fria, em que a corrida armamentista norte-americana levou a experiências aéreas nos céus da América.
Quando o boato é confirmado verdade, como o de que “o Castanhão tremeu”, vira, pela população, elemento de contra-poder e contestação à informação oficial do Departamento Nacional de Obra Contra as Secas (Dnocs). Mas foi necessário que diretores e especialistas realizassem uma coletiva de imprensa para dizer que “o Castanhão não rachou e não há indícios de que vá acontecer isso”, afirmou a diretora Cristina Peleteiro, para ainda ouvir de populares que “vocês estão escondendo coisa da gente”.
Muitas vezes encontrar a verdade, quando é possível, demanda uma pesquisa profunda e confrontamento de versões. Foi o que fez o historiador cearense Tácito Rolim, que ficou curioso para saber o que aconteceu quando “uma bomba atômica explodiu em Quixadá”, na década de 1950, apavorou a população e que até hoje tem quem se lembra do “estrondo”, que parecia que o mundo ia acabar, conforme relatam.
Trechos da reportagem de Melquíades Júnior, para o Diário do Nordeste
Clique aqui para ver a reportagem direto da fonte.
Bombeiros capturam cobra de quase 3 metros em Limoeiro
Frente aos boatos sobre a 'Sucuri do Jaguaribe', o Corpo de Bombeiros da cidade de Limoeiro do Norte foi informado de que havia uma cobra de quase 3 metros, nas proximidades do Campo Florestal deste município.
O fato ocorreu quarta-feira (11/03), por volta das 13:00 horas, e ao chegar no local, os Bombeiros constataram que não se tratava de mais um boato ou trote.
Apesar da cobra estar um pouco agitada, o grupamento obteve êxito na ocorrência, e depois de capturada, a cobra foi solta em um matagal afastado da cidade.

Rei do Cangaço torna-se também o ‘Rei do Boato’

Para a professora da Unicamp, Eni Orlandi, o boato é uma arma para a dominação e também para a resistência.
Contou-se aos quatro ventos que um bandido destemido espalhava o medo por onde passava. Era homem de uma palavra, quando dizia, estava dito, e “ai” de quem desafiasse quem se autodenominou de “Rei do Cangaço”.
Personagem controversa, Virgulino Ferreira, o Lampião, era o mote certo de muitos boatos no início do século passado no Nordeste. As informações vinham do seu poder de mira para atirar, à valentia e força para aparar na ponta da faca quem ousasse desafiá-lo.
Feito notícia ruim que se espalhava logo, Lampião percorria os boatos, que difundiam o destemor e a grandiosidade do cangaceiro. Verdade ou mentira, essa estratégia de comunicação colaborou para a criação do mito em torno do “herói-bandido”.
Ele foi o homem matador, mas negociador. Truculento, mas que amava as mulheres e preocupava-se com a própria aparência. Nos sertões nordestinos o boato chegava antes de Lampião e, com ele, a idéia de que melhor negócio é não discordar do cangaceiro. Polícia fazia vista grossa e população fechava as portas de casa. O último dos boatos foi se lampião morreu de “morte matada” ou “morte morrida”. Nem a cabeça exposta e fotografada do cangaceiro foi suficiente para exterminar o boato.
Toque de recolher em Limoeiro
É comum o boato se espalhar em situações de medo, de euforia. Assim são com os terremotos (mesmo quando ocorrem um, os boatos sempre prevêem mais) e com as figuras populares, como Lampião, que muito se beneficiou da notícia não-oficial sem comprovação.
Em 2003, quando aconteceu a chacina de Limoeiro, boatos espalharam pânico na cidade de que Chico Orelha – acusado de participar da morte das sete pessoas – mesmo fugindo da Polícia, empreendia toque de recolher na cidade, de que a qualquer momento poderia fazer outra visita fatal. Em poucos dias, várias histórias de crimes e ditos foram apontadas tendo como protagonista o jovem pistoleiro, cuja captura virou “questão de honra” para as Polícias do Ceará e do Rio Grande do Norte.
Ainda na região jaguaribana, no início dos anos 90 conta-se que todas as noites uma mulher diferente era visitada na calada da noite por um maníaco estuprador, em Limoeiro do Norte. Chegava em silêncio nas casas, furando as fechaduras com uma pua — ponta aguda — de marceneiro, recebendo o apelido de “Homem de Pua”. Muitas mulheres dormiam com facas de mesa ao lado da cama, e trocaram portas de madeira por portões de ferro, imperfuráveis à pua. Quando o dito “Homem da Pua” foi preso, a população não sossegou, pois novas perfurações em portas eram encontradas, dando a entender que havia mais de um homem da pua rondando pela comunidade e deixando as pessoas cada vez mais aflitas.
Trechos da reportagem de Melquíades Júnior, para o Diário do Nordeste
Clique aqui para ver a reportagem direto da fonte.

sábado, 14 de março de 2009

Ariosto anuncia recursos e ações para a Educação

O deputado Ariosto Holanda participou de um encontro com a sociedade civil nesta sexta-feira (13/03), no auditório da Fafidam, em Limoeiro do Norte, para a discussão de propostas das prioridades para investimentos no município.
O encontro intitulado "A Ação Parlamentar na Promoção do Desenvolvimento Local" visa à expressão e identificação das necessidades locais para melhoria da qualidade de vida da comunidade que possam ser atendidas com emendas parlamentares e/ou de recursos municipais, estaduais e federais.
Na ocasião, Ariosto anunciou a destinação de R$ 3 milhões de emendas parlamentares para início da construção da nova sede do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia no bairro Antônio Holanda (Cidade Alta).
Anunciou ainda recursos para reforma no prédio do NIT (Núcleo de Informação Tecnológica) inclusive com a implantação da Universidade Sem Fronteira; Sala de videoconferência para a Escola Normal, onde serão realizados cursos de capacitação á distância para os professores; notebooks para professores da rede municipal e instalação de laboratórios de informática em 22 escolas municipais da área rural. Ariosto informou ainda que já está garantido recurso na ordem de R$ 1 milhão para o início das obras da incubadora de empresa na área do metal mecânico.
Resultado de encaminhamentos após a reunião do dia 19 de janeiro com a comunidade rural do município, o deputado anunciou, na ocasião, liberação de recursos para adutoras (Distrito do Bixopá).
As 22 escolas de Limoeiro do Norte com salas ociosas, após a nucleação que redistribuiu os alunos, serão reativadas por projeto do deputado para serem reequipadas com bibliotecas, impressoras e data-show, instalação de laboratórios de informática e miniauditórios.
No sábado, Ariosto Holanda manteve encontro no município com professores da rede municipal de ensino, em que prestou informações sobre o projeto de sua autoria denominado por ele de “Um professor do Ensino Fundamental, Um Notebook”, para a aquisição de notebooks para professores do Ensino Fundamental da rede municipal.
Ariosto informou ainda, que o projeto é pioneiro e será realizado também no município de Russas. “Isso vai revolucionar, pois vai melhorar a preparação de suas aulas, as suas pesquisas na internet”, disse.
Fonte: Notícias do Vale

sexta-feira, 13 de março de 2009

Limoeiro do Norte registra chuva de 92mm

Choveu em 98 municípios até o começo desta manhã de sexta-feira, segundo boletim divulgado pela Funceme.
Uma chuva forte caiu sobre a cidade de Limoeiro do Norte na tarde desta quinta-feira (12/03). Segundo o boletim de chuvas da Funceme, a maior chuva registrada no Estado ocorreu no distrito de Bixopá, em Limoeiro do Norte, com 92 milímetros.
No mesmo município, também foi registrada uma chuva de 20,4mm na comunidade do Sítio Malhada. Ainda foram registradas chuvas em São João do Jaguaribe: 85mm; Cascavel: 69mm; Aracati: 64mm; Alto Santo: 63mm; Russas: 58mm; e Tabuleiro do Norte: 51mm.
Funceme explica formação de tornado em Jaguaribara
A população do município de Jaguaribara, localizado a 285 km de Fortaleza, ficou assustada, na tarde do último sábado (07/03), quando perceberam a formação de um tornado sobre as águas do Açude Castanhão.
O morador da localidade de Vila do Mineiro (a 35km da sede municipal), Raimundo Saldanha, fotografou o fenômeno e, como não tinha computador, descarregou as fotos na casa do sobrinho Luís Antônio Saldanha de Oliveira, na cidade vizinha de Jaguaribe, que enviou as imagens para a imprensa local, que entrou em contato com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), que, por sua vez, explicou a formação do sistema.
Fenômeno assustou a população do município de Jaguaribara.
Segundo Luís Antônio, o tio narrou que o fenômeno aconteceu duas vezes naquela tarde, desaparecendo em minutos.
Quando o fato aconteceu não chovia, mas logo depois da passagem do "vendaval" houve uma chuva muito forte. Inicialmente, os moradores acreditavam tratar-se de "uma nuvem chupando água". A ocorrência, porém, não deixou estragos.
Segundo o meteorologista Namir Mello, as imagens mostram uma típica nuvem funil, que se caracteriza por ser o estágio inicial de um tornado. Nessa intensidade, a nuvem funil não causa danos e dura apenas alguns minutos. A origem deve ter sido uma instabilidade muito localizada, associada a uma nuvem tipo “cumulonimbus”, já que estamos na estação chuvosa.
“No caso de uma nuvem funil tocar ao chão ela passa a ser chamado de tornado. O tornado é um pequeno, porém intenso, redemoinho de vento, formado por um centro de baixa pressão durante tempestades. Quando tocado ao mar ele é chamado de tromba d’água, porém com as mesmas características. Normalmente a sua formação ocorre no final de tarde, horário em que a atmosfera se encontra mais instável, com forte turbulência e presença de nuvens de chuva”, esclareceu Namir.
Fonte: FUNCEME - Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos
Informações: Diário do Nordeste

quinta-feira, 12 de março de 2009

Uniclinic goleia e complica o Limoeiro FC

Apesar de jogar bem o primeiro tempo, o Limoeiro FC perde muitos gols, e perde o rumo no final.
Em um jogo bem movimentado, o primeiro tempo foi equilibrado, com o Limoeiro bem fechado, dificultando as jogadas do Uniclinic, e dando muito trabalho ao goleiro Claudevan que fez grandes defesas.
O Limoeiro FC começa bem a partida, perdendo uma chance clara de gol com Chiquinho, logo aos 13min. Limoeiro pressionava o Uniclinic e poderia ter terminado o primeiro tempo vencendo, mas desperdiçou as melhores chances da partida.
Na volta do intervalo os times mantiveram o ritmo. Aos 15min Chiquinho saiu para a entrada de Renato Escurinho, para tentar dar mais velocidade ao Limoeiro. Mas aos 18min Jailson aproveitou um cruzamento e abriu o placar para a Águia da Precabura. Logo após o gol sofrido, o técnico Claudinho coloca o atacante Gilson Maratá no lugar do meia Júnior Ferreira, que não vinha bem na partida.
Ainda atordoado com o gol sofrido, a equipe limoeirense recua e logo em seguida, aos 22min, Marcos Paulista domina fácil na entrada da área e bate forte no canto direito do goleiro André, ampliando a vantagem do Uniclinic. Claudinho faz mais uma substituição, colocando o atacante Michel no lugar de Celinho.
Precisando correr atrás do prejuízo, o Limoeiro acorda e parte para cima, e aos 36min, depois que Samy aproveitou o cruzamento de Renato Escurinho, e dimunui a vantagem do Uniclinic.
Mas a reação parava por aí. Aos 40min o Limoeiro pára pedindo impedimento em uma jogada do Uniclinic, e Maurílio toca por cobertura na saída do goleiro André, fazendo o terceiro e derramando um balde de água fria no Limoeiro.
E para não perder o costume, o Limoeiro leva mais um gol no final da partida. Aos 46min Marcos Paulista faz seu segundo gol, sendo o quarto do Uniclinic, e fechando o jogo em 4x1, na noite desta quarta-feira (11/03).
Gols sofridos no final do jogo
O Limoeiro FC mantém a sina de sofrer gols nos minutos finais das partidas. Todos os 8 gols sofridos pelo Limoeiro no campeonato foram marcados no segundo tempo, sendo que 5 deles foram sofridos após os 40min.
O Limoeiro Futebol Clube ainda não sabe o que é vencer no campeonato. Com 3 pontos em 5 jogos, o Jaguar do Vale tem um aproveitamento de apenas 20%.
Neste momento o Limoeiro FC oculpa a última colocação da Segundona Cearense 2009, ao lado do Aracati, próximo adversário do Jaguar do Vale.
UNICLINIC x LIMOEIRO – Melhores Momentos
Imagens: TV JAGUAR