quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Férias no Ceará 2011 traz Kid Abelha para Limoeiro

Abrindo as 'Férias no Ceará 2011', Kid Abelha promete agitar a população de Limoeiro do Norte com seus hits.
Ao contrário de 2010, quando Limoeiro do Norte encerrou o evento com o agito de Biquini Cavadão, em 2011 o município será o palco da abertura da 5ª edição do 'Férias no Ceará'.
E desta vez, Kid Abelha irá comandar a festa na Praça da Matriz na noite de quinta-feira, dia 06 de Janeiro. A expectativa é de uma grande presença de público na praça, superando a edição passada do evento. Essa será a primeira vez que a banda carioca fará uma apresentação na cidade. A banda cearense Locomotiva abrirá o show, a partir das 20h.
A banda
Composta por Paula Toller, George Israel e Bruno Fortunato, a banda Kid Abelha faz sucesso no Brasil desde a década de 80, superando a marca de 9 milhões de cópias de discos somente no país. Kid Abelha é a banda com o maior número de hits radiofônicos no Brasil, com mais de 30 músicas bem-executadas.
"Fazer amor de madrugada..." foi o primeiro refrão do Kid Abelha a ficar na cabeça dos brasileiros, primeira música da banda a entrar em uma novela. Além da música 'Pintura íntima', vieram ainda 'A fórmula do amor', 'Fixação', 'Como eu quero', 'Na rua, na chuva, na fazenda', 'Lágrimas e chuva', entre outros sucessos, que marcaram época no repertório da juventude, principalmente pelo som marcante dos solos de saxofone.
Férias no Ceará
O cronograma de shows do 'Férias no Ceará' prevê apresentações nas quintas, sextas-feiras e domingos no Interior, e os shows aos sábados ficam com o público da Capital. Todos os shows serão gratuitos, sempre a partir das 20 horas, com a abertura de uma banda cearense.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Transporte intermunicipal não atende à demanda

Ônibus lotados, banheiros sujos, "pinga-pinga" nas paradas dificultam as viagens para o interior.
É quando está em transporte público que o cearense mais deseja possuir um carro próprio. Não bastassem os ônibus abarrotados entre os bairros de Fortaleza, o problema de quem utiliza ônibus intermunicipal é prolongado por quilômetros e horas.
Sem atender à demanda de passageiros como exige a lei nem mesmo nos períodos tranquilos, o transporte público entre cidades torna-se um caos maior nas últimas semanas do ano. Da desorganização na venda de passagens, de assaltos e ao mínimo de higiene nos banheiros, os usuários de linhas de ônibus intermunicipal enfrentam uma dramática procissão sobre rodas.
O problema do serviço de transporte público entre os Municípios do Ceará é evidente em qualquer período do ano, não somente nos feriados de fim de ano e no Carnaval. A reportagem constatou as dificuldades já na compra da passagem: os nomes dos passageiros são anotados em um bloco de papel, e uma impressora matricial libera as passagens.
A viagem tem início ao meio-dia, com destino a Flores, em Russas, depois a sede desse Município, e em seguida algumas paradas para subida e descida de passageiros, até parar em Fortaleza, cerca de 3h45 depois. Uma placa informa que a lotação deve ser de 46 passageiros sentados e até nove em pé. Mas foram contabilizados 29 passageiros em pé, incluindo idosos e crianças.
Descumprindo a legislação, passageiros viajam em pé nos corredores dos ônibus pelo Vale do Jaguaribe.
O Detran só permite passageiros em pé em viagens de até 200 quilômetros e somente em períodos atípicos, ou seja, feriados e períodos de Natal, Revéillon e Carnaval. O limite para passageiros em pé é de 20% do número de assentos. Na viagem feita pela reportagem, no meio da semana e antes do período natalino, não deveria haver passageiros em pé. "Isso é um absurdo, o ônibus já tá lotado e eles continuam parando na estrada para subir gente", reclamou Francineide Gomes, de Russas, imprensada no corredor com sua bolsa.
O cobrador não disfarça a agonia. Precisa caminhar por entre um labirinto de gente para fazer nova conferência das passagens. A situação é mais dramática quando alguém nos fundos precisa descer antes de todo mundo. Aqui é o "pinga-pinga", afirma o motorista na segunda viagem do dia entre Limoeiro do Norte e Fortaleza.
É como chama os ônibus que param em vários lugares, em pequenos terminais ou mesmo na beira da estrada. Com medo de perderem o emprego, os motoristas e cobradores ouvidos pediram para não serem identificados. Há duas semanas um ônibus da empresa São Benedito foi assaltado nas proximidades da cidade de Russas. O homem subiu na beira da estrada com uma arma enrolada em um jornal e no meio do caminho anunciou assalto.
Logo no início da viagem o banheiro exalava cheiro de urina. Como o ambiente é fechado para condicionar o ar para frio, o mal cheiro se espalha. Um passageiro reclama e o cobrador coloca spray de perfume para resolver o problema. "Tinha que ter desabastecido o banheiro antes da viagem", confessa, em reclamação à equipe que teria comandado a viagem anterior. Os passageiros não fazem cerimônia para reclamar.
Constrangimento
A professora Ilnar Maia reclama ter passado por um constrangimento. No terminal rodoviário de Messejana embarcou num ônibus para Limoeiro com uma sobrinha de 8 anos de idade. Na entrada não lhe solicitaram nem o documento da criança tampouco a passagem. "Só no meio da viagem vieram me informar que tinha que pagar a passagem da criança. E o ônibus estava tão lotado que uma moça subiu com uma criança de colo e ficou sentada ao lado do motorista", lamenta ela.
Retorno
Para retornar a Limoeiro, no estande da empresa de viação São Benedito, na Estação Rodoviária Engenheiro João Tomé, não se sabe se a fila é única, não há qualquer indicação. A vendedora no guichê diz que sim, mas não manda retornar um usuário que entrou sem pegar fila nem apresentava qualquer indicativo de que não precisasse esperar (o benefício se dá para gestantes, lactantes, pessoas com crianças no colo, idosos e deficientes físicos). Os passageiros se (des)organizam na frente da venda de passagens e não é rara a discussão sobre quem chegou primeiro no atendimento.
Na compra da passagem, a atendente solicita o nome do passageiro, mas não pede a carteira de identidade - a solicitação foi feita em somente uma das viagens. O ônibus sai da rodoviária, segue para Messejana. Novos passageiros em pé vão se acumulando no corredor.
E o ônibus vai "pingando" em busca de passageiros. A situação só ameniza quando chega em Russas, onde há desembarque de dezenas de passageiros e alguns outros sobem, para uma viagem que, se não seguir para Quixeré ou Tabuleiro, tem fim em Limoeiro do Norte.
O Ceará se orgulha de ter uma das menores tarifas de ônibus por quilômetro rodado. Significa que o passageiro paga menos por quilômetros rodados do que em outros Estados. Mas ter ônibus não significa qualidade de serviço. Que o digam os moradores do Distrito de Itapebussu, em Maranguape.
De acordo com o comerciante José da Silva Souza existe apenas uma linha para atender cerca de 15 mil habitantes. A linha que vem e vai para Fortaleza passa por vários distritos: Boqueirão, Lagoa do Juvenal, Manoel Guedes, Antonio Marques e Itapebussu. A situação complica mais para pessoas que trabalham em Fortaleza e moram nessas áreas da Região Metropolitana.
O Detran admite que o serviço de ônibus intermunicipal nessa região é um dos mais precários do Ceará, os ônibus são velhos e menos seguros. "Uma nova licitação no ano que vem vai permitir que haja uma mudança nessa situação, porque o Detran vai exigir que só sejam utilizados ônibus novos e obedecendo a todas as normas de segurança", afirmou o engenheiro Joaquim Rolim, do Núcleo Técnico do Detran. De acordo com Fábio Pereira, gerente de tráfego da São Benedito, para este período a empresa aumentou em quase 50% a frota de veículos para atender à demanda.
ENQUETE
O que você acha das viagens?
"Isso é um absurdo, com lotação e desinformação a gente não consegue viajar tranquilo. O serviço de transporte deve melhorar". (Ilnar Maia, professora)
"No fim de ano e também no período do carnaval só pioram um problema que acontece durante o ano todo nos ônibus de viagem". (Jessicleide Lima, estudante)
Informações: Diário do Nordeste / Reportagem e Foto: Melquíades Júnior

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Protesto pede justiça para caso Zé Maria do Tomé

Oito meses depois, não se sabe quem matou o líder comunitário, que lutava contra o uso abusivo de agrotóxicos.
O ano de 2011 continuará de mobilização para as famílias da comunidade do Tomé e os movimentos sociais em Limoeiro do Norte. A comunidade prepara um grande evento para marcar o primeiro ano da morte do líder comunitário José Maria Filho, o "Zé Maria do Tomé", assassinado em crime de pistolagem. A luta é contra o uso indiscriminado de agrotóxicos e a prática de pulverização aérea na Chapada do Apodi.
Na última semana, um protesto com 240 velas escrevendo o nome "justiça" foi colocado na calçada da Câmara Municipal de Limoeiro do Norte, em referência aos oito meses da morte de Zé Maria. O sentido do protesto é também para mostrar a indignação com a revogação, pela Câmara Municipal, da lei que proibia a pulverização aérea. Os vereadores tinham proibido a dispersão do veneno por aviões, mas sob pressão recuaram na medida.
Os manifestantes fizeram orações em frente ao prédio municipal e pediram justiça e paz na região jaguaribana. Participaram militantes sociais, estudantes, pesquisadores e moradores do Tomé, especialmente Lucinda Xavier, viúva de José Maria, na companhia das filhas. “Se existe violência, mais ainda existirá resistência, e vamos fazer parte nessa luta”, afirmou Zeuza Freitas, da Central Sindical e Popular Conlutas.
No total, 240 velas foram utilizadas para escrever a palavra “justiça” em frente à Câmara de Vereadores de Limoeiro do Norte. Os manifestantes também denunciam a revogação da lei municipal que impedia a pulverização aérea de agrotóxicos.
Impunidade
Estudantes da Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (Fafidam) levaram faixas para o protesto pedindo punição para os executores e mandantes da morte de José Maria. Os movimentos sociais preparam para abril de 2011 um evento que esperam se tornar uma marca na luta contra a opressão econômica, social e a violência contra trabalhadores rurais e urbanos no Ceará.
José Maria foi assassinado a tiros no último dia 21 de abril de 2010, quando voltava para casa, na Chapada do Apodi. Até hoje a polícia não identificou os autores do crime, e durante quase oito meses de investigação, o exame de balística não foi realizado porque o único equipamento da Polícia Civil que existe no Ceará está quebrado. O ato encerrou sob o grito de paz que já virou marca nessa luta: “Zé Maria, presente, presente, presente. Até quando? Sempre, sempre, sempre”.
Por solicitação do presidente da Comissão Nacional de Combate à Violência no Campo, desembargador Gercino José, o Ministério da Justiça avaliará relatório preparado pela Polícia Federal no Ceará sobre o Caso Zé Maria. A intenção é discutir uma possível entrada da Polícia Federal no caso.
A situação sobre a contaminação de agrotóxicos, bastante denunciada por José Maria, é comprovada por especialistas da Universidade Federal do Ceará (UFC) e de universidades de outros Estados, em mais de três anos de pesquisa. Até mesmo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh) constatou a presença de resíduos de veneno nas águas subterrâneas da Chapada do Apodi. A família do líder assassinado acompanha o caso apreensiva. Na noite do ato com velas, na última terça-feira, também se deu a formatura escolar da filha de José Maria.
Informações: Diário do Nordeste / Reportagem e Foto: Melquíades Júnior

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Agência do Bradesco é arrombada em Limoeiro

Em ação realizada durante a madrugada, agência foi arrombada por bandidos enrolados com a bandeira do Brasil. A polícia conseguiu prender um deles.
Dois ladrões enrolados na bandeira do Brasil tentaram assaltar na madrugada desta quarta-feira (22/12), por volta das 2:00 horas da madrugada, a agência do Bradesco no município de Limoeiro do Norte. (Foto Ilustrativa)
Os ladrões cavaram um buraco na parede dos fundos da agência bancária, mas antes de conseguirem abrir o cofre. A dupla usou uma bandeira do Brasil para cobrir o corpo e manter o anonimato, mas o alarme do prédio disparou. Viaturas da Polícia Militar chegaram ao local em poucos minutos e conseguiram impedir a ação.
Numa tentativa frustrada de fuga, um dos elementos corria por cima do telhado das casas vizinhas à agência. Com a ajuda dos moradores, o bandido foi capturado ainda em cima de uma das casas. Trata-se do goiano Erivam Gomes dos Santos, de 42 anos, natural de Bom Jesus, desocupado, casado, residente, segundo ele, no bairro Praia do Futuro, em Fortaleza/CE, que foi preso em flagrante. O outro homem conseguiu fugir, pulando o muro dos quintais das residências.
A Polícia realizou buscas na região à procura do comparsa, mas até o momento ele ainda não foi localizado. Um veículo GM/Corsa Sedan Maxx, ano 2005, de cor bege, placa HXG-7776, foi apreendido nas proximidades da agência, registrado no DETRAN em nome de Kelly Sousa Silva, esposa de Erivam.
No referido veículo, ao ser vistoriado pelos policiais, foi logo encontrado em seu interior o seguinte material utilizado em arrombamentos: furadeiras, alicates, chaves de fenda, maçarico, dentre outras ferramentas, e com o arrombador capturado foi encontrado 1 aparelho de telefone celular, e uma mochila de cor preta, contendo duas gavetas do tipo porta-moedas, retiradas dos caixas do banco, com pouco dinheiro em espécie.
Vale ressaltar que durante a ação delituosa, o acusado conseguiu adentrar à agência bancária pela parte de trás do edifício, arrombando uma janela e uma grade de ferro, e ainda danificando boa parte do sistema de segurança eletrônica do banco, isso juntamente com outro comparsa, o qual, segundo ele, atende pela alcunha de "Nem", que trajava calça jeans e camisa de cor preta, mas este conseguiu se evadir pulando os muros das casas vizinhas, mesmo tendo sido realizada uma grande varredura e saturação nas proximidades. Dessa forma, constata-se que o crime de Furto foi frustrado pela chegada imediata da Polícia.
O elemento capturado andava bem vestido, e seu nome fora checado junto ao Sistema INFOSEG, onde foi constatado que o mesmo já responde a crimes por infrações ao Código Penal Brasileiro (CPB), sendo à 2(dois) Arts. 155 (FURTO), e 1(um) Art. 288 (FORMAÇÃO DE QUADRILHA). O indivíduo preso foi conduzido ao Hospital Regional Dr. Lima Verde, por haver machucado o nariz durante a fuga, onde foi devidamente medicado, e em seguida conduzido à DPC local, juntamente com o veículo e todo o material apreendido, para adoção de medidas legais cabíveis.
Leia também:
Enquete: A que você atribui o aumento da criminalidade em Limoeiro?
Loja MACAVI tem malote tomado de assalto
Agência dos Correios de Limoeiro é novamente alvo de assaltantes
Posto de combustível é assaltado novamente
Bandidos em motos aterrorizam comerciantes na Região Jaguaribana
Mulher é vítima de saidinha bancária em Limoeiro
Em ações semelhantes, bandidos praticam assaltos em Limoeiro
Operação policial resulta em oito pessoas presas em Limoeiro
Insegurança preocupa entidades de Limoeiro
CDL de Limoeiro do Norte discute a segurança pública do município
Onda de assaltos e arrombamentos em Limoeiro do Norte
Latrocínio na zona rural e Roubo à farmácia registrados em Limoeiro
Mercadinho é assaltado pela segunda vez
Mercantil é assaltado por bandidos armados e de capacete
Loja é assaltada no centro de Limoeiro do Norte

Protesto contra aumento do salário "para lamentar" teve repercussão em todo o país

O que era para ser uma simples solenidade de entrega de comenda transformou-se num enorme constrangimento para os parlamentares presentes no plenário quando o bispo emérito de Limoeiro do Norte, Dom Manuel Edmilson da Cruz, recusou-se a receber a Comenda dos Direitos Humanos Dom Hélder Câmara, em protesto contra o aumento de 61,8% aos parlamentares aprovado pelo Congresso Nacional. O público presente à sessão aplaudiu a decisão.

O episódio pelo qual o bispo confrontou os congressistas com suas mazelas tem, pela sua grandeza, enorme valor simbólico. Que dom Edmilson se sinta laureado pelos brasileiros com uma comenda de direitos humanos e integridade. E que a atitude do bispo tenha o poder de inspirar outros gestos, civilizados e democráticos, contra essa e outras afrontas de ocupantes de cargos públicos.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Bispo emérito de Limoeiro do Norte recusa comenda no Senado em protesto contra aumento

Dom Edmilson recusou comenda em protesto contra o reajuste de 61,8% aos parlamentares aprovado pelo Congresso Nacional. “Quem assim procedeu não é parlamentar, é para lamentar”, disse.
O bispo emérito de Limoeiro do Norte (CE), Dom Manuel Edmilson da Cruz, recusou nesta terça-feira (21/12) receber uma comenda do Senado Federal. Ele afirmou que sua atitude era para protestar contra o aumento salarial de 61,8% aprovado pelos parlamentares em causa própria. A homenagem recusada por ele é a Comenda dos Direitos Humanos Dom Helder Câmara.
A recusa do bispo foi feita em um discurso no plenário do próprio Senado. Ele criticou os parlamentares por aprovar o aumento deste montante para o próprio salário. “Quem assim procedeu não é parlamentar, é para lamentar”, disse.
O religioso afirmou que a comenda que lhe foi oferecida não honra a história de Dom Helder Câmara, que teve atuação destacada na luta pelos direitos humanos durante o regime militar. Segundo o bispo, enquanto o Congresso premia a si próprio, as aposentadorias estão reduzidas e o salário mínimo cresce "em ritmo de lesma".
"A comenda hoje outorgada não representa a pessoa do cearense maior que foi Dom Helder Câmara. Não representa. Desfigura-a, porém. Sem ressentimentos e agindo por amor e por respeito a todos os senhores e senhoras, pelos quais oro todos os dias, só me resta uma atitude: recusá-la. Ela é um atentado, uma afronta ao povo brasileiro, ao cidadão, à cidadã contribuinte para o bem de todos, com o suor de seu rosto e a dignidade de seu trabalho", afirmou.
Durante sessão especial no Senado Federal nesta terça-feira (21/12), Dom Edmilson recebeu comanda de Inácio Arruda, mas a rejeitou em discurso, logo depois. (J.FREITAS/AGÊNCIA SENADO)
Ele destacou que o aumento dado aos parlamentares deveria ter como base o reajuste que será concedido ao salário mínimo, de cerca de 6%. “O aumento a ser ajustado deveria guardar sempre a mesma proporção que o aumento do salário mínimo e da aposentadoria. Isso não acontece. O que acontece, repito, é um atentado contra os direitos humanos do nosso povo”.
O senador José Nery (PSOL-PA) disse compreender a atitude do bispo. “Entendemos o gesto, o grito, a exigência de Dom Edmilson da Cruz”. Nery, que foi um dos três senadores a se manifestar na votação de forma contrária ao aumento, deu prosseguimento a sessão após a atitude do religioso.
Dom Manuel Edmilson da Cruz foi indicado para receber a comenda pelo senador Inácio Arruda (PC do B-CE). Além dele, foram indicados para a homenagem Dom Pedro Casaldáliga, Marcelo Freixo, Wagner de La Torre e Antônio Roberto Cardoso. Apenas este último também estava presente e discursou. Ele afirmou estar “incomodado” com a homenagem, mas disse a ter aceitado porque ela se enquadra dentro de um contexto histórico e de um reconhecimento ao trabalho de Dom Helder Câmara.
Informações: G1.com

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Trovadores e Repentistas de todo o Nordeste invadiram Limoeiro do Norte para festival

A cidade de Limoeiro do Norte foi tomada essa semana pelo som de violas, repentes e trovadores. Palestras e debates sobre cultura popular e muito som de viola foram comuns. Poesias cantadas e acompanhadas pelas cordas de violas e violões são a ‘arte do repente’. As estrelas dessa festa são cantadores e violeiros, poetas orais vindos de todo o Nordeste.
Se por um lado os cantadores têm como características marcantes o improviso e a velocidade, por outro também são reconhecidos como poetas rigorosos. Cada repente obedece a um esquema de rimas definido. Veja imagens do festival na reportagem do NE Rural.


VI Festival Internacional de Trovadores e Repentistas
Por quatro dias Limoeiro do Norte foi à capital da poesia, da cultura popular e do repente. Foram dias de festa e manifestações culturais em que a poesia de improviso acompanhada ao som da viola e de cordel prevaleceu.
Participaram mais de 50 repentistas, representando os Estados do Ceará, Pernambuco, Piauí, Rio grande do Norte e Paraíba. O Festival contou também com a participação de declamadores.
A literatura de cordel também teve seu espaço. Próximo ao palco, os poetas expuseram para venda seus trabalhos. O público se deleitou com a possibilidade de adquirir os clássicos desta literatura.
Em meio a apresentações artísticas de diversos artistas, o ponto alto da festa foi o concerto 'Alma', de Cristina Maria, cantora de fados da Província de Batalha em Portugal. O show emocionou. Prendeu a atenção de todos, segurando a presença do público até altas horas da noite.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Chico César encerra o VI Festival Internacional de Trovadores e Repentistas em Limoeiro do Norte

Com muita viola o VI Festival Internacional de Trovadores e Repentistas tem seu encerramento neste sábado (18/12), com uma programação na Praça da Matriz de Limoeiro do Norte iniciada às 20:00h, com o lançamento do livro A História de Antônio Conselheiro (Editora IMEPH), de autoria do cantador e repentista Geraldo Amâncio, coordenador do festival.
No palco apresentações de seis duplas de trovadores e repentistas, e de um declamador. A partir das 22:45h, a noite fica por conta dos shows do cantor e compositor Khalil Gibran, de Limoeiro do Norte, e também do paraibano Chico César. Durante a noite toda haverá no espaço a Feira dos Trovadores e Repentistas, em que os cantadores expõem seu material de trabalho.
TROVADORES E REPENTISTAS:
Antônio Silva e Zé Vicente (CE)
Sebastião Dias (RN) e Severino Feitosa (PE)
Declamador Antônio Francisco (RN)
Silvio Granjeiro e Loro Branco (CE)
Zé Viola (PI) e Francisco de Assis (RN)
Edmilson Ferreira (PI) e Antônio Lisboa (RN)
Zé Cardoso (RN) e Sebastião da Silva (PB)
Khalil Gibran
A partir das 22:45h o público poderá apreciar o rock popular brasileiro de Khalil Gibran. Nascido em Limoeiro do Norte, com dez anos de trabalho profissional na música, o músico já tocou nos mais diversos palcos no interior cearense e em Fortaleza. Em breve lançará Noturno, seu primeiro CD, produzido pelo guitarrista cearense Mimi Rocha e mixado e masterizado no Rio de Janeiro por Marcos Caminha, que já trabalhou com Roberto Carlos, Tim Maia, Cazuza, Frejat, entre outros.
Gibran apresenta um show autoral, que conta ainda com releituras de outros compositores, levando o público ao universo das noites urbanas. Será acompanhado por Mimi Rocha (guitarra, violão e direção musical), Jotapê (baixo), Erlon Robson (teclado) e Chicão (bateria).
Chico César
Um dos grandes nomes da música brasileira, o cantor e compositor paraibano Chico César estará no palco a partir da meia noite com o show Francisco Forró y Frevo, título de seu novo CD.
O músico mergulhou no espírito duas principais festas populares nordestinas (o carnaval e os festejos juninos) para criar um disco alegre em que o foco encontra-se na força dos ritmos que animam essas festas: o frevo e o forró. E ainda no diálogo que esses ritmos têm naturalmente com bits universais. Por exemplo: o xote com o reggae, o frevo e o arrasta-pé com o ska.
Informações: DÉGAGÉ - Assessoria de Imprensa

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Poeta gaúcho e Quinteto Violado entre as atrações no VI Festival de Trovadores e Repentistas

Nesta sexta-feira termina o seminário sobre Cultura Popular que integra a programação do festival realizado em Limoeiro do norte.
Com mesa sobre Fontes e Pesquisas Históricas sobre a Cultura Popular, termina nesta sexta-feira (17/12), o seminário Um Olhar Contemporâneo sobre a Cultura Popular, que integra a programação do VI Festival Internacional dos Trovadores e Repentistas, em Limoeiro do Norte. O evento acontece até sábado com programação artística à noite na Praça da Matriz. Entre as atrações desta noite, o poeta gaúcho Gaudêncio Terra e o grupo pernambucano Quinteto Violado. O acesso é gratuito.
Programação Artística
Nesta sexta-feira (17/12), entre 20:30 e 22:30h o palco do festival na Praça da Matriz recebe os seguintes Trovadores e Repentistas:
Raimundo Mesquita e Zé Ricardo (CE)
Ivan Pedro e Filho (CE)
Roberto Macena e Roberto Alves (CE)
Declamador Moreira de Acopiara (CE)
Zé Eufrásio e Zé Milson Ferreira (CE)
Sebastião Dias (RN) e Severino Feitosa (PE)
Zé Monteiro e Francisco Luzimar (RN)
Edmilson Ferreira (PI) e Antônio Lisboa (RN)
Declamador Gaudêncio Terra (RS)
Xote, xaxado, baião, toada, entre outros sons marcam o trabalho da Batuta Nordestina, que sobe ao palco depois dos cantadores. Fundado em março de 2007, o grupo reúne entre seus integrantes poetas populares, repentistas, folcloristas, compositores e arte educadores. São eles: Zé Maria de Fortaleza, Tião Simpatia, Rozamato, Jonathan Rogério, Tony Abreu e Marcelo 21.
Os 'batutenses' são artistas com trabalhos próprios que resolveram se juntar com objetivo de lutar pelo resgate, preservação e divulgação das raízes nordestinas. Recentemente, o grupo estreou um novo show, Batuta em Ritmo de Cantoria.
Quem encerra a programação da sexta-feira é o pernambucano Quinteto Violado. Fundado em 1971 o grupo criou uma nova concepção musical, cujo traço fundamental é a interação entre o erudito e o popular, sem desfiguração, reafirmando a ideia de que toda arte é sempre a universalização do popular. Ao longo desses quase 40 anos de carreira, Quinteto Violado tem no currículo incontáveis shows, quase 50 discos, participação em festivais e excursões internacionais.
Programação desta sexta-feira (17/12)
Local: FAFIDAM
9 às 12h – Seminário.
19h – Encerramento do Seminário com:
Palestra do Prof. Dr. Antônio Clarindo Barbosa de Souza (UFCG/PB)
Cia. Arte e Riso (Umarizal/RN)
Poeta Declamador Antônio Francisco Teixeira de Melo (RN)

Local: Praça da Matriz
19h – Feira dos Trovadores e Repentistas.
20:30 às 22:30h - Trovadores e Repentistas.
22:45h - Batuta Nordestina (Fortaleza/CE).
00:20h - Quinteto Violado (Recife/PE).
Informações: DÉGAGÉ - Assessoria de Imprensa

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

APAE Limoeiro recebe Prêmio Contribuinte 2010

O Prêmio Contribuintes evidencia as empresas que pautam suas políticas de trabalho aliadas à prática social. Com essa iniciativa, as notas fiscais arrecadadas se transformam em benefícios para instituições filantrópicas e projetos sociais. O prêmio é uma parceria do governo do Estado e do Sistema Verdes Mares.
Dentre outras instituições, os recursos do governo também ajudaram a tocar os projetos para melhorar e ampliar a sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Limoeiro do Norte. As notas fiscais doadas à entidade renderam mais de R$ 28.000,00. Com o dinheiro, foi possível construir 600 metros quadrado de muro de proteção e ainda a piscina, onde vai funcionar a área de lazer que deve ficar pronta no ano que vem.
A associação funciona como escola para crianças e adultos com deficiência. Os 62 alunos, acima de 6 anos de idade, recebem aulas didáticas, de pintura, arte circense e laborais. A instituição conta com a ajuda do comércio e das mães para arrecadar as notas fiscais. Desde 2008, o dinheiro do programa vem contribuindo para as despesas da entidade, que já investiu na construção de 7 salas de aula, um auditório e na reforma da cozinha e dos banheiros.
APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais
Rua Cel. Alexandrino, 1045 – Limoeiro do Norte/CE
Fone: (88) 3423-8882
Arrecadação
Neste ano de 2010, a Secretaria da Fazenda do Ceará arrecadou 6 bilhões e 200 milhões de reais em notas, um crescimento de 21% comparado com 2009. O prêmio contribuintes foi entregue na última terça-feira (14/12), às 19h, no Paraíso das Festas, em Russas.
Informações: Portal Verdes Mares

Festival de Trovadores em Limoeiro do Norte marca a volta aos palcos do grupo Som das Carnaubeiras

Reminiscências da Religiosidade Popular é o tema da mesa desta quinta-feira (16/12), no seminário Um Olhar Contemporâneo sobre a Cultura Popular, que integra a programação do VI Festival Internacional dos Trovadores e Repentistas.
O festival teve início nesta quarta-feira e segue até sábado (18/12), com seminário pela manhã no auditório da Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (FAFIDAM) e programação artística à noite na Praça da Matriz. É também na praça que a partir das 19 horas, livros, cordéis, CDs e outros artigos podem ser encontrados na Feira dos Trovadores e Repentistas.
Atrações artísticas
A programação artística desta quinta-feira começa mais cedo, às 19:30h, com show do cearense Betinho Aguiar. O jovem músico aprendeu a tocar sozinho. Fez seus primeiros acordes no violão aos sete anos, quando também ganhou seu primeiro concurso. Daí não parou mais. Já cantou ao lado de Zezé di Camargo, Leonardo, Bruno & Marrone, Fabio Jr., Agnaldo Timóteo, Raimundo Fagner, Dorgival Dantas, Waldonys, entre outros grandes nomes.
Às 20:30h começam as apresentações dos Trovadores e Repentistas, que nesta quinta-feira terá participantes do Ceará, Paraíba e Piauí e Rio Grande do Norte. São eles:
Gilson Pessoa e Erivaldo Luís (RN)
Zé Edmilson e Cristovão Pinto (CE)
Chagas Bezerra e Rouxinol da Paraíba (CE)
Ismael Pereira e Cícero Mariano (CE)
Declamador Dideus Sales (CE)
Sebastião da Silva (PB) e Zé Cardoso (RN)
Graça Pereira e Damiana (CE)
Moacir (PB) e Zé Viola (PI)
Fenelon Dantas (PB) e Raulino Silva (RN).
Depois dos repentistas, o festival recebe o Som das Carnaubeiras, de Russas (CE), que volta aos palcos na noite desta quinta-feira. Criado em 2002, o grupo desenvolve seu trabalho a partir dos elementos culturais de raízes nordestinas. Em 2009 o grupo deu uma parada em seus trabalhos, até retornar agora com nova formação.
O show de estreia será agora, no VI Festival Internacional de Trovadores e Repentistas. No repertório, além de músicas do grupo, composições de artistas cearenses, passeando entre a loa do maracatu ao blues, passando pelo coco, xote, baião, ciranda, aboios dentre outros ritmos.
Quem fecha a noite é o forró pé-de-serra do grupo Cacimba de Aluá, que tem como objetivo valorizar, preservar, difundir a autêntica música popular nordestina e fazer o povo dançar, cantar, sorrir e suar, ao soar da sanfona, do tililim do triângulo e do tum, tum, tum, do zabumba e do nosso coração. Dirigido por Dilson Pinheiro, o grupo é formado por músicos que cantam e tocam com sentimento e que têm o consentimento de emocionar.
Programação desta quinta-feira (16/12)
9 às 12h - Seminário
19:30h – Show Betinho Aguiar (Fortaleza- CE)
20:30 às 22:30h - Trovadores e Repentistas
22:45h - Som das Carnaubeiras (Russas – CE)
00:20h - Cacimba de Aluá (Fortaleza – CE)
Informações: DÉGAGÉ - Assessoria de Imprensa

Polícia Federal poderá investigar caso Zé Maria

O "Caso Zé Maria" poderá ser o primeiro de violência no campo no Ceará com investigações no âmbito federal. Até o momento, mesmo com investigações já realizadas, ninguém foi preso.
As investigações sobre o caso "Zé Maria do Tomé" podem tomar novos rumos nas próximas semanas. Após quase oito meses de investigação pela Polícia Civil Agrária do Ceará, sem identificar envolvidos no crime e nem ao menos conclusão de exame de balística, por determinação do Ministério da Justiça, dois agentes federais estiveram em Limoeiro colhendo informações sobre o caso.
Encontraram indícios de que as polícias Civil e Militar podem não estar isentas o suficiente para a investigação. Os agentes federais preparam um relatório que será enviado amanhã à sede da Polícia Federal em Brasília para analisar a possível federalização do caso, a primeira do gênero no Ceará. Nem mesmo o caso da missionária Dorothy Stang, assassinada no Pará, foi federalizado.
A Polícia Federal não está nas investigações "ainda", se depender do desembargador Gercino José, presidente da Comissão Nacional de Combate à Violência no Campo. A pedido dele e da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, vinculada à Presidência da República, o Ministério da Justiça enviou despacho ao Departamento de Polícia Federal, em Brasília, para que seja analisada a possível entrada na investigação do assassinato do líder e ambientalista José Maria Filho.
Na semana passada, dois agentes federais estiveram por dois dias em Limoeiro do Norte. A intenção era ouvir lideranças, movimentos sociais e pessoas que acompanham direta ou indiretamente as questões sociais na região jaguaribana para sentirem de perto qual o "clima" instalado sobre o caso. Na Diocese Católica, ouviram o pároco Júnior Aquino, que acompanha com a Cáritas Diocesana os conflitos na região. "Falei da pressão política e econômica que existe em torno dos agrotóxicos e das terras, e que o Zé Maria era um líder contra as injustiças".
O líder comunitário, José Maria Filho, denunciou problemas socioambientais e econômicos que vitimam trabalhadores na Chapada do Apodi. Morreu no Dia Mundial da Terra.
Por acompanhar de perto há vários anos os conflitos sociais na região jaguaribana, em reportagens que denunciaram e deram repercussão nacional à problemática, o correspondente do Diário do Nordeste, Melquíades Júnior, também recebeu o pedido da Polícia Federal para contextualizar e dar sua impressão sobre a realidade social, política e econômica na região onde atuou José Maria.
"Basicamente fiz uma síntese dos fatos já publicados em matérias no Caderno Regional entre 2005 e 2009, em que pude contextualizar a atuação de José Maria nas denúncias sobre expropriação fundiária, falta de titulação de terras, conflitos entre posseiros e grileiros, bem como as contaminações por agrotóxicos. Ele era talvez a minha principal fonte jornalística nessas questões". Cópias das reportagens também subsidiaram o relatório.
Medo
Os agentes federais estiveram na comunidade de Tomé, onde morava José Maria Filho. "Percebemos o medo das pessoas de falarem sobre o caso. 'Ninguém viu nada, ouviu nada', mas estivemos no local onde ele foi assassinado. Ali próximo há pequenas casas, inclusive uma não muito distante. Mesmo tendo sido uma ação rápida, 25 tiros levam um tempo, e ninguém percebeu nenhuma movimentação, ou nem mesmo o carro em fuga?", indagou-se o agente federal, que pediu para não ser identificado.
Sem querer fazer juízo de valor, o agente federal apontou para fatores que diminuem a isenção das polícias Civil e Militar locais. Uma delas é a informação de que a Polícia Militar realiza abastecimento de veículos em combustível cedido por produtores rurais.
Informações: Diário do Nordeste / Reportagem e Foto: Melquíades Júnior

Festival agrada a fãs da cantoria

A Praça de Limoeiro do Norte foi palco da primeira noite do evento, que trouxe duplas de sanfoneiros, trovadores e repentistas.
A festa da poesia e do improviso começou. A praça pública em Limoeiro do Norte esteve ocupada pelos amantes da cantoria no VI Festival Internacional de Trovadores e Repentistas. As primeiras duplas de cantadores levaram a graça para a plateia. E, já na madrugada, o destaque foi para os aplausos arrancados pelo concerto "Alma", da fadista Cristina Maria, de Portugal.
Aos 78 anos de idade, o aposentado João Mendes de Sousa, de Tabuleiro do Norte, ficou na frente da plateia até que a última dupla se apresentasse. É fã de cantoria, "porque a cultura do mais antigo é a cantoria". "O jovem gosta de outras coisas e até do que não presta, mas aqui tem novidade, tem gente de todo canto", emociona-se o aposentado, impressionado com o tamanho do espaço dado ao repentista - um festival inteiro -, eles que são acostumados a terem seu terreno garantido só nos barzinhos, quermesses e no salão da Casa do Cantador, em Limoeiro do Norte. A primeira dupla de cantadores foi Antônio Fernandes, do Rio Grande do Norte, e Raimundo Alves, do Ceará. Um dos motes para o improviso: "o inverno é a riqueza maior que tem no sertão".
Natural de Limoeiro do Norte, Raimundo Alves orgulha-se do espaço conquistado no Festival. Tem décadas de cantoria na veia e dela pelas ondas de rádio nos programas de fim de tarde. O festival tem 53 repentistas dos estados de Rio Grande do Norte, Ceará, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Sul.
O Festival de Trovadores contou com a presença do representante da Câmara de Comércio Brasil-Portugal no Ceará, Carlos Martins, um dos articuladores, ao lado do poeta limoeirense Gilmar Chaves, do processo de germinação entre o município de Limoeiro do Norte e a cidade de Espinho, em Portugal. É um intercâmbio cultural, social e econômico entre os dois países por meio das duas municipalidades. O prefeito João Dilmar da Silva apontou festival como um dos momentos mais ricos da cultura popular. Ele recebeu uma homenagem do poeta gaúcho Gaudêncio Soares, que defendeu que "não há nada mais universal do que o regional".
O coordenador do evento, também poeta e cantador, Geraldo Amâncio, destacou a diversidade do público que acompanha o festival, ainda que houvesse uma maioria de pessoas "mais velhas", que poucas vezes no ano saem de casa à noite para a Praça José Osterne. É a vez deles e da cantoria.
Além da fadista Cristina Maria, trazendo para o Ceará a poesia popular e tradicional (além de culta e bela) de Portugal, o festival foi animado pelos músicos sanfoneiros Ítalo e Reno. O VI Festival Internacional de Trovadores e Repentistas segue até o próximo sábado. Hoje pela manhã haverá seminário discutindo religiosidade popular e, à noite, mais cantoria.
Informações: Diário do Nordeste / Reportagem e Foto: Melquíades Júnior

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Cantoria, fado e forró na primeira noite do VI Festival Internacional de Trovadores e Repentistas

Começa às 20:30h desta quarta-feira (15/12) a programação artística do VI Festival Internacional dos Trovadores e Repentistas. Até sábado, 53 cantadores de seis estados sobem ao palco, montado na Praça da Matriz, para apresentações em duplas ou declamações individuais. Serão quatro dias de festival com a participação de cantadores e músicos na programação artística, além de pesquisadores e artistas convidados no seminário Um Olhar Contemporâneo sobre a Cultura Popular, que teve início na manhã desta quarta-feira, no auditório da Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (FAFIDAM).
TROVADORES E REPENTISTAS
Das 20:30 às 22:30h deste primeiro dia, o palco do Festival será dos seguintes trovadores e repentistas:
1ª DUPLA DE CANTADORES: Antônio Fernandes (RN) e Raimundo Alves (CE)
2ª DUPLA DE CANTADORES: Guilherme Calixto e Valdir Lima (CE)
3ª DUPLA DE CANTADORES: Jorge Macedo (CE) e Raimundo Lira (RN)
4ª DUPLA DE CANTADORES: Chico Celestino (CE) e Antônio Nilo (CE)
5º DECLAMADOR: Chico Pedrosa (PE)
6ª DUPLA DE CANTADORES: Carlo Alberto e Benedito Nascimento (RN)
7ª DUPLA DE CANTADORES: Loro Branco (CE) e Miro Pereira (RN)
8ª DUPLA DE CANTADORES: Ivanildo Vila Nova (PE) e Raimundo Caetano (PB)
ATRAÇÕES MUSICAIS
22:45h - Concerto Alma de Cristina Maria (Batalha - Portugal)
00:20h - Ítalo & Renno (Fortaleza – CE)
Fado com Cristina Maria, e forró com Ítalo e Renno
Após os cantadores, sobem ao palco a fadista portuguesa Cristina Maria (foto), apresentando o concerto Alma, acompanhada pelos músicos Custódio Castelo (guitarra portuguesa) e Carlos Garcia (violão).
Em 2009 a cantora lançou seu primeiro CD, que tem como título O Outro Lado, e já está gravando o segundo disco. Os dois trabalhos têm a produção de Custódio Castelo.
Integrante da nova geração de intérpretes portugueses, Cristina Maria canta fado há cinco anos nos palcos de Portugal e de países como Itália, Grécia, França, Suíça, Alemanha, Holanda, Açores e Montenegro, onde seu concerto foi considerado o melhor do Fado Fest em 2009.
Depois do fado, o forró. No palco, a dupla de multi-instrumentistas cearenses Italo e Renno. Ambos são dois legítimos representantes da nova geração de músicos que tecem um novo painel para a arte musical do Brasil.
Acordeonistas, pianistas, arranjadores, intérpretes e compositores de mão cheia, eles exemplificam bem os méritos desse novo pessoal que bate à porta, com ideias arejadas e sem medo de mostrar a cara. O CD da dupla, ao vivo – sanfona e forró, superou esta semana a marca de 5.000 downloads.
VI Festival Internacional de Trovadores e Repentistas
De 15 a 18 de dezembro em Limoeiro do Norte (CE), com o seminário Um Olhar Contemporâneo sobre a Cultura Popular, pela manhã no auditório da Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos - FAFIDAM (Av. Dom Aureliano Matos, 2058), e programação artística à noite na Praça da Matriz. Apresentação dos cantadores: Das 20:30 às 22:30h. Shows: A partir das 22:30h. Informações: (85) 3251.1105. GRÁTIS.
O evento é uma realização do Instituto Internacional de Artes e Cantorias (Intercanto), com patrocínio do Governo do Estado do Ceará, através da Casa Civil. Apoio Cultural: Coelce, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, FAFIDAM/UECE e Prefeitura Municipal de Limoeiro do Norte.
Informações: DÉGAGÉ - Assessoria de Imprensa

Limoeiro do Norte reúne o melhor da trova e do repente nordestino

Interatividade total entre público e artistas é o que promete o festival que começa nesta quarta em Limoeiro do Norte.
A poesia vai "correr frouxa" de hoje em diante. A viola e a memória estarão afinadas. Tem início o VI Festival Internacional de Trovadores e Repentistas, com mais de 50 cantadores reunidos em Limoeiro do Norte. Até o próximo sábado, apresentam-se em praça pública as duplas de repentistas, seguido de shows com outras vertentes da música popular daqui e alhures. O encontro da poesia popular nacional e internacional terá dedos de prosa em debates e palestras de pesquisadores e artistas de Portugal, Brasília, Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará.
É um festival sem competição, só na peleja entre os cantadores, para graça do público que acompanhar. Para os poetas populares, a premiação é estar lá. Desde que foi lançado em 2005 para Quixadá e Quixeramobim, o Festival de Trovadores e Repentistas é evento certo na agenda de grandes criadores, como Ivanildo Vila Nova (Pernambuco) e Raimundo Caetano (PB), dupla que se apresentará hoje à noite. Até o próximo sábado, serão 53 cantadores, sendo 28 do Ceará, 15 do Rio Grande do Norte, quatro da Paraíba, três de Pernambuco, dois do Piauí e um repentista do Rio Grande do Sul.
Mala e viola
É uma semana para estes homens que por décadas viajam pelos interiores com duas malas, sendo a principal a que guarda a viola. Seja num bar, num terreiro de quermesse, num pátio de associação, o público pode ser grande ou pequeno, mas é fiel. Os trovadores e repentistas são porta-poesia, nas cordas vocais e das violas, uma memória invejável e uma criatividade sem tamanho. São os donos do pedaço. E são "só" poetas. O Festival que começa hoje em Limoeiro superdimensiona e valoriza o espaço. Agora a praça principal e o maior palco da festa é deles, os "cantadores".
As apresentações terão início sempre às 20h30, mas logo no início da noite haverá mesas com livros, cordéis e CDs e outros artigos à venda na Feira dos Trovadores e Repentistas. Longe de lojas e livrarias, é lá que o poeta popular pode divulgar sua arte para além dos festivais e dos programas de rádio de cantoria de início de dia e de fim de tarde no interior.
A Praça José Osterne, no largo da Igreja de Nossa Senhora Imaculada Conceição, em Limoeiro, vira um grande pé-de-parede, como os repentistas definem o espaço da poesia e do desafio. O público dá o mote e o repentista faz o verso. Não existe sarau mais interativo. Certa vez, chegaram para seu Geraldo Amâncio, poeta popular e cantador, coordenador do Festival, e lhe deram um mote: "se não fosse a viola o que seria dos lamentos do sertão".
Não teve medo: "um ouvinte me pega de surpresa/ num bilhete mandou o seu recado,/que o poeta é um advogado/ defendendo os lamentos da pobreza/ ele canta o poder da natureza/ o inverno, a chuva e o torreão/ terra seca, o roçado e o verão/ pensa, toca, se inspira, canta e cria/ Se não fosse a viola o que seria/ dos lamentos do povo do sertão".
O VI Festival Internacional de Trovadores e Repentistas é realizado pelo Instituto Internacional de Artes e Cantorias (Intercanto), com patrocínio do Governo do Estado e apoio cultural da Coelce, Fafidam/Uece, Prefeitura de Limoeiro do Norte e TV Diário, tendo execução de J.A.Lima Produções.
De dia, antes dos trovadores, o Festival traz debates com "olhar contemporâneo sobre a cultura popular". À noite, o evento deste ano enlaça várias vertentes da música. Têm repentistas, mas tem quem embriagou-se dessas fontes para compor a sua própria arte. Que o digam os meninos e meninas da Orquestra Popular Som das Carnaubeiras, de Russas.
Outras apresentações seguem encerrando os dias de Festival, como a fadista Cristina Maria, de Portugal; e os cantores e compositores Chico César, da Paraíba e Khalil Gibran, do Ceará.
Orquestra popular Som das Carnaubeiras, de Russas, integra a programação para além do repente.
No auditório da Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (Fafidam) haverá palestras e debates. Entre os participantes, o repentista Francisco de Assis, o Chico Repentista, do Distrito Federal (DF); o músico e apresentador Dílson Pinheiro, professor e cantador Zé Fernandes, os mestres acadêmicos Kelson Gerison Oliveira Chaves (Fafidam) e Sólon Sales (IFCE); Clerton Martintas (Unifor e da Comissão Cearense de Folclore); Crispiniano Neto, da Fundação José Augusto (Rio Grande do Norte), doutor Clarindo Barbosa, da Universidade Federal de Campina Grande (PB) e Lourdes Macena, presidente da Comissão Nacional de Folclore. O músico Custódio Castelo, de Portugal, falará sobre "O fado e a guitarra portuguesa", ampliando a programação.
FIQUE POR DENTRO
A história continua
O Festival Internacional de Trovadores e Repentistas foi lançado no ano de 2005. Teve as duas primeiras edições simultaneamente em Quixadá e Quixeramobim. Em 2007, seguiu para as cidades de Senador Pompeu e Farias Brito e, desde 2008, acontece em Limoeiro do Norte. Idealizado pelo cineasta Rosemberg Cariry e também pelo poeta e cantador Geraldo Amâncio, o festival contribui para a valorização, fortalecimento e preservação das culturas populares regionais tradicionais.
Não fica restrito somente à trova e o repente tradicional, mas se amplia para outros gêneros musicais, tais como a música popular brasileira, o pop rock, o maracatu. Esta diversidade permite o diálogo entre as várias formações artísticas. Quem ganha com isto é o público, formado por diferentes gerações. Já é o terceiro ano consecutivo que acontece no Vale do Jaguaribe, em Limoeiro.
Programação tem variedade musical
Do fado ao maracatu... Um leque variado de gêneros musicais marca a agenda de shows que acontecem na Praça da Igreja Matriz.
Atração internacional no Festival, a fadista Cristina Maria (Portugal) é da nova safra de intérpretes portugueses. Seu concerto de fado é apreciado em outros países como Itália, Grécia, França, Suíça, Alemanha e Holanda. Com seu timbre espesso, sensual, carregado de emoção autêntica, é capaz de ora murmurar em tom de confissão e ora clamar mágoas apaixonadas, onde não se vê nenhum artifício interpretativo.
A noite de quarta ainda têm Ítalo & Renno (CE), músicos sanfoneiros. Na quinta, Betinho Aguiar (CE), conhecido pelo sucesso "Menino de Rua"; Som das Carnaubeiras (CE), grupo que traz no repertório, além de músicas autorais, composições de artistas cearenses, passeando entre a loa do maracatu ao blues, passando pelo coco, xote, baião, ciranda, aboios dentre outros ritmos. A noite será encerrada com Cacimba de Aluá (CE).
Na sexta, terá Batuta Nordestina (CE), que reúne entre seus integrantes poetas populares, repentistas, folcloristas, compositores e arte educadores, e Quinteto Violado (PE), com 40 anos de carreira e mais os 50 discos produzidos.
No sábado, noite de encerramento do Festival, após os trovadores e repentistas vão ao palco Khalil Gibran (CE), com seu show "Noturno", de pop-rock autoral e apresentando uma homenagem aos trovadores cantando versos de Patativa do Assaré; e o cantor e compositor Chico César (PB) encerra no sábado com o show "Francisco Forró y Frevo", trazendo o espírito do carnaval e das festas populares nordestinas. Toda a programação é gratuita.
Para o coordenador do Festival, Geraldo Amâncio, essa é uma oportunidade de prestigiar o cantador de viola, "mostrar para um grande público uma arte tão antiga e atual". O prefeito de Limoeiro, João Dilmar da Silva, aponta a realização do evento pelo terceiro ano seguido na cidade como uma forma de aumentar a diversidade de expressões culturais no Vale do Jaguaribe.
Informações: Diário do Nordeste / Reportagem e Fotos: Melquíades Júnior

domingo, 12 de dezembro de 2010

Eleição para Conselheiro Tutelar tem 16 candidatos

Marcada para 9 de janeiro de 2011, a população limoeirense poderá escolher até 5 conselheiros para um mandato de três anos.
O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Limoeiro do Norte (CMDCA), que tem a frente da instituição como presidente à professora Maria José Matos de Barros (foto), lançou no dia 25 de outubro de 2010 o edital de número 002/2010 para divulgação dos candidatos que irão concorrer ao cargo de conselheiro tutelar deste município.
Dezesseis candidatos irão concorrer ao cargo, com candidaturas individuais e sem qualquer vinculação política. Não é permitido o conjunto de candidatos durante a campanha eleitoral.
Serão escolhidos 5 conselheiros
A eleição será realizada no dia 9 de janeiro de 2011, um domingo, das 8 às 14 horas, sendo que o eleitor votará na mesma seção indicada no seu título de eleitor. Desta vez, o eleitor poderá votar em 5 candidatos, pois serão os cinco candidatos mais votados que assumirão o cargo público por 3 anos.
Relação dos Candidatos
01. TAILDE LEINE DA SILVA
Instituição: Igreja de Cristo na Quixaba
Função: Orientadora Social;
02. LAURO GARDÊNIO PINHEIRO MACHADO
Instituição: Instituto Brasil de Dentro
Função: Instrutor de percussão no coral infantil;
03. LEIDE CARLA DE FREITAS NUNES
Instituição: Colégio Clássico
Função: Professora;
04. MARIA DO SOCORRO DO NASCIMENTO
Instituição: Conselho Tutelar
Função: Conselheira Tutelar;
05. JOÃO TORRES DE MOURA FILHO
Instituição: Associação Comunitária Nossa Senhora de Fátima – Bom Fim;
06. GEAN PAULO CASSIMIRO DO VALE
Instituição: Escola Piamarta
Função: Educador Social;
07. FRANCISCA ALBANIZA PRIMO CELEDÔNIO
Instituição: Escola de Ensino Fundamental Adauto Bezerra – Itapipoca
Função: Professora;
08. JOANA LAURINDA LIMA SILVA
Instituição: Escola Piamarta
Função Educadora Social;
09. ANTONIO NEVILDO BESSA
Instituição: Conselho Tutelar
10. MARIA VANDA DE OLIVEIRA
Instituição: Projeto Paz e União
Função: Educadora;
11. GÊRLA LORENA COSTA NUNES
Instituição: Conselho Tutelar
Função: Conselheira;
12. RITA CÉLIA DE OLIVEIRA
Instituição: Secretaria Municipal de Educação Básica de Limoeiro do Norte
Função Professora;
13. ELIZETE ANTONIA DA COSTA
Instituição: Secretaria de Assistência Social
Função: Monitora do PETI Bixopá;
14. JOSÉ CLEUDO PEREIRA DA SILVA
Instituição: Habitat para Humanidade
Palestras Educativas e Conselho Tutelar – Conselheiro;
15. RAFAEL EDUARDO DA SILVA
Instituição: Associação Cultural de Capoeira Limoeirense
Função: Professor de Capoeira;
16. MARIA DE FÁTIMA DE MENEZES NOGUEIRA
Instituição: Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Quixeré
Função: Catequista;
O que é o Conselho Tutelar?
O Conselho Tutelar é um órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, definidos pela Lei Federal nº 8.069, de 13 de julho de 1990 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
De acordo com a lei, em cada município haverá, no mínimo, um Conselho Tutelar composto de cinco membros, escolhidos pela comunidade local para mandato de três anos, permitida uma recondução. Para a candidatura a membro do Conselho Tutelar, serão exigidos os seguintes requisitos: reconhecida idoneidade moral, idade superior a vinte e um anos, e residir no município.
Qual a importância da instituição?
Apesar de o voto ser facultativo, a sociedade limoeirense tem a responsabilidade de escolher conselheiros tutelares que fazem de suas vidas uma trajetória de lutas em favor de crianças e adolescentes feridos em seus direitos.
CMDCA de Limoeiro selecionado no projeto ‘Amigo de Valor’
Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Limoeiro do Norte recebeu a visita dos técnicos do grupo Santander. O município foi selecionado e beneficiado com o projeto ‘Amigo de Valor’, recebendo o valor de R$ 106.500,00 para fazer um levantamento do diagnóstico da situação de criança e adolescente do município.
Com o Projeto, baseado no Estatuto da Criança e do Adolescente, o grupo Santander facilita aos funcionários, clientes e fornecedores o direcionamento de recurso financeiro aos Fundos da Infância e Adolescência. O objetivo do projeto é o fortalecimento dos programas de atendimento à criança, ao adolescente e em alguns casos, às suas respectivas famílias em âmbito nacional.
Informações: Jornal Abrindo Caminhos e TV Jaguar On line

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Servidores elegem nova diretoria do SINTSEM

Composição mantém unidade dos atuais diretores, com ocupações de cargos estratégicos no trabalho de ampliação das ações do SINTSEM.
Nos dias 29 e 30 de novembro, foi realizado o processo para eleição da nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Limoeiro do Norte (SINTSEM), com chapa única que obteve o apoio maciço de 90% da categoria. O Sindicato dos Servidores Municipais de Limoeiro do Norte é filiado à FETAMCE.
E esse respaldo não é gratuito. O referido sindicato tem um extenso histórico de luta em toda a região do Baixo Jaguaribe, onde se tornou referência por conta do trabalho combativo que desenvolve há anos, não somente junto à categoria dos servidores, mas, também junto a outros segmentos, como o dos trabalhadores terceirizados e superexplorados das empresas do agronegócio instaladas na Chapada do Apodí, unidade na luta com servidores estaduais, correios, bancários e outros.
No ano em que completa 20 anos de lutas, o Sindicato conta hoje com uma das conquistas somente asseguradas em 8 municípios do Ceará: O piso salarial na íntegra. A nova direção do SINTSEM também dará continuidade à mobilização pela reestruturação do PCCV da categoria, sendo que, nesse sentido, já foi tirado em Assembleia Geral, o indicativo de não iniciar o novo ano letivo até que suas reivindicações sejam atendidas pelo executivo municipal. E a luta continua.
Composição da Diretoria
Reginaldo Ferreira de Araújo (Presidente);
Luzanira Gadelha (Secretaria Geral);
Francisco Pimenta Barros (Tesouraria);
Lizineide Gadelha (Secretaria de Comunicação);
Edilson Costa (Secretário Jurídico);
Professor Carlos (Secretaria de Formação Social).
Primeiro sindicato do Vale do Jaguaribe filiado à CONLUTAS
Fundado em 1990, o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Limoeiro do Norte (SINTSEM), que surgiu inicialmente como uma resposta da categoria frente ao descaso e baixos salários praticados pelo poder executivo na época, tornou-se um dos mais combativos instrumentos de luta dos trabalhadores e trabalhadoras de toda a Região Jaguaribana até os dias atuais.
Dentre os vários episódios da história do SINTSEM, é preciso destacar que, a despeito de toda essa conjuntura, este sindicato protagonizou a maior greve de professores municipais já ocorrida nessa região, parando em torno de 80% das escolas. A represália veio com a demissão em massa de servidores e a demissão sumária de toda a diretoria executiva do sindicato que, sem encontrar na Central a qual era filiado - CUT - o amparo político e jurídico necessário, sofreu um forte golpe e somente conseguiu se reestruturar em 2001, tendo a frente Reginaldo Araújo que recém ingressara na categoria.
Uma das reuniões do SINTSEM para discutir sobre o Piso Salarial dos funcionários Municipais.
A partir de então, uma nova etapa de lutas se inicia e o SINTSEM se torna o referencial de luta, não apenas dos servidores de Limoeiro, mas dos trabalhadores e trabalhadoras explorados de toda a Região Jaguaribana. Vários foram os fóruns de luta unificados: participação nos dias de luta, nos dias 1º de Maio, nas "Marchas das Margaridas" em 8 de março, no "Grito dos Excluídos", nos fóruns universitários, etc.
Recentemente, foi fundamental o apoio prestado por este sindicato à greve de 10 dias dos trabalhadores superexplorados de uma das empresas de Agronegócio da Chapada do Apodi, DelMonte, em 2008, bem como, a intervenção na vitoriosa greve de 50 dias dos servidores municipais de Tabuleiro do Norte, sem se falar no apoio incisivo que tem dado a todas as paralisações dos professores estaduais, secundaristas e universitários, desde a histórica greve de 2006. Também esteve presente à greve dos professores municipais de Quixeré, solidarizando com o SINTSEMQ, e à paralisação dos profissionais da saúde naquela cidade, ainda em curso.
Destaca-se ainda que o SINTSEM, através da mobilização permanente de sua base, conseguiu conquistar a aprovação do Piso Salarial Nacional na íntegra e a reestruturação do PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários), além de ter assegurado mais 17 pontos que abrangem todos os setores/secretarias, modificando de forma significativa a qualidade de vida desta categoria e de toda a população trabalhadora de Limoeiro do Norte, fato que tem servido de exemplo para os demais sindicatos da região, evidenciando mais a cada dia que: “Só a luta muda a vida!”.
*com informações da FETAMCE e TV Jaguar

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Fórum disciplinará uso de agrotóxicos

Ampliar a discussão sobre o uso de defensivos químicos é meta de novo fórum que tem instalação em Limoeiro do Norte.
Será instalado nesta terça-feira (07/12), no município de Limoeiro do Norte, o Fórum de Combate aos Efeitos dos Agrotóxicos na Região Jaguaribana. O primeiro fórum desse gênero no Estado tem a iniciativa do Ministério Público do Trabalho (MPT). A intenção é que a legislação seja cumprida em proteção à saúde dos trabalhadores e da população.
O movimento jurídico também respalda pesquisa que já dura três anos, realizada pela Universidade Federal do Ceará (UFC). O Fórum será instalado a partir das 14:30 horas, no auditório do Ministério Público do Trabalho do município.
O trabalho será coordenado pela procuradora do Trabalho, Geórgia Maria da Silveira Aragão, titular do MPT em Limoeiro do Norte, e da promotora de Justiça, Bianca Leal Mello da Silva Sampaio. Conta ainda com apoio do Ministério Público Federal e dos demais membros do MP estadual na região, além de entidades como a Cáritas Diocesana.
A criação do Fórum objetiva, conforme a procuradora, proporcionar um espaço para reunir entidades governamentais e não governamentais, além de sindicatos, estudiosos e especialistas, num debate permanente e sistemático de questões relativas aos efeitos nocivos dos agrotóxicos no meio ambiente, na saúde do trabalhador e do cidadão em geral.
Uso abusivo de produtos químicos na agricultura foi constatado em comunidade da Chapada do Apodi.
"A ideia do Fórum é contribuir na cobrança do cumprimento da legislação por parte dos órgãos competentes e na sugestão de normas locais que aperfeiçoem as já existentes nos níveis Federal, Estadual e Municipal", acrescenta Geórgia Aragão. Ela frisa, ainda, que o Fórum será um espaço importante para a socialização de estudos científicos realizados em torno do tema, de modo a subsidiar as ações das entidades engajadas, além do oferecimento de denúncias relacionadas.
Contaminação
Em agosto último, no seminário feito no Vale do Jaguaribe, Geórgia Aragão e Bianca Leal receberam estudo da professora da UFC e médica do Trabalho, Raquel Rigotto (foto), que aponta a contaminação por agrotóxicos da água em comunidades da Chapada do Apodi.
As 67 páginas do estudo confirmam a constatação de princípios ativos de agrotóxicos em amostras de águas que abastecem algumas comunidades.
Informações: Diário do Nordeste
Veja também:
"Riqueza sim, mas para alguns...”
Chapada do Apodi: O polígono da exclusão (por Luiz Antonio Cintra)
CartaCapital destaca os problemas que atingem a Chapada do Apodi
Incidência de leucemia entre agricultores da Chapada do Apodi
Entrega de dossiê sobre os agrotóxicos na Chapada do Apodi
MPT recebe dossiê sobre uso de agrotóxicos na Chapada do Apodi
Vereadores autorizam pulverização aérea
Questão do uso de agrotóxicos é tratado como coisa pequena
Audiência Pública discutirá pulverização aérea em Limoeiro do Norte
Agrotóxicos, o veneno nosso de cada dia (por Dr. Reuber)
Envenenamento sutil (Editorial do Jornal OPOVO)
Agrotóxicos: Água em áreas da Chapada do Apodi está contaminada
Estudos mostram preocupação com a qualidade da água
Questão do uso de agrotóxicos é tratado como coisa pequena
Agrotóxicos estariam contaminando as águas
Trabalhadores preocupados com uso de agrotóxico
Abuso no uso de agrotóxicos na Chapada do Apodi

Selo de ‘Responsabilidade Cultural 2010’ certifica Limoeiro do Norte pelas ações na área cultural

A iniciativa é da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, estímulando instituições para dar alternativas de acesso à Cultura.
O Secretário Municipal da Cultura e do Turismo de Limoeiro do Norte, Renato Remígio, recebeu na última quarta-feira (01/12), o Selo de Responsabilidade Cultural 2010, em nome da Prefeitura Municipal de Limoeiro do Norte.
O Selo de Responsabilidade Cultural foi instituído pelo Governo do Estado em 2004, sendo pioneiro em todo o Brasil com a finalidade de promover o reconhecimento público às organizações que comprovadamente apoiam o desenvolvimento da cultura no Ceará.
Ao total 73 empresas/orgãos públicos e privados foram analisados quanto à política de responsabilidade cultural desenvolvida, tendo como foco os aspectos relativos aos investimentos financeiros realizados ao público atendido, ao impacto do projeto e as parcerias constituídas.
Durante a solenidade de premiação, que ocorreu no Teatro José de Alencar, em Fortaleza, o secretário Renato Remígio, recebeu o prêmio das mãos do Sr. BC Neto, que na oportunidade representava o Secretario de Cultura do Estado do Ceará Sr. Auto Filho.

Rosálio Daniel recebe prêmio 'Radialista do Interior'

A ABERTE (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) e a ACERT (Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão) com o apoio de várias outras instituições da comunicação e órgãos governamentais, realizaram de 01 a 03 de Dezembro no Hotel Seara em Fortaleza/Ce, o Fala Nordeste! – VI Congresso de Radiodifusão do Nordeste.
Na ocasião foi entregue o troféu ACERT a várias autoridades e profissionais do rádio e da televisão. Algumas emissoras do interior foram homenageadas pelos longos anos que estão no ar, colaborando para o desenvolvimento de cada região. A novidade este ano foi a entrega, pela primeira vez, do troféu, ao radialista do interior. Antes somente radialistas da capital eram lembrados.
O radialista Rosálio Daniel, da Rádio Educadora Jaguaribana de Limoeiro do Norte, foi escolhido para representar os comunicadores de todo o interior Cearense. Paulo Oliveira, apresentador da TV Diário, ficou com o prêmio de radialista da capital. O Fala Nordeste também ofereceu três dias de palestras, oficinas, cursos e ainda uma exposição de equipamentos e serviços do mundo radiofônico e televisivo.