sexta-feira, 24 de abril de 2009

Meton Maia e Silva, homenagem e reconhecimento

No último dia 22 de abril, aniversariava o Sr. Meton Maia e Silva. Possuidor de um rico acervo, retrata e relata em detalhes a história cultural, política, social, religiosa e esportiva de Limoeiro do Norte.
Jornalista, pesquisador, historiador, desportista, poeta, escritor, tem o sincero reconhecimento deste blog e do povo limoeirense, por resguardar a história desta cidade, divulgando e contribuindo para o engrandecimento de Limoeiro do Norte, e pelo assíduo trabalho como verdadeiro defensor da cultura cearense.
Meton Maia e Silva (22 de abril de 1920) é natural de Pereiro (CE), cidadão limoeirense, funcionário federal aposentado (IBGE), integrante de entidades de classe limoeirense, como Rotary Club e outras, um dos fundadores da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI).
Tornou-se membro da Academia de Letras Municipais do Estado do Ceará (ALMACE).
Durante 35 anos foi correspondente, em Limoeiro do Norte, dos Diários Associados e jornalista da Rádio Vale do Jaguaribe, durante décadas.
Foi um dos primeiros correspondentes do Diário do Nordeste e, ainda hoje, participa das edições através do setor ‘Opiniões’. Participou de vários Congressos de Jornalistas do Interior, sendo agraciado, na oportunidade, como um dos melhores jornalistas do Interior.
É considerado uma das expressões de projeção de Limoeiro do Norte, através da imprensa falada e escrita do Estado.
Amigo da cidade, de seu progresso, é hoje credor do carinho dos limoeirenses pela sua obstinação em difundir de forma sincera, sem partidarismo, tudo que lhe diz respeito.
Vindo de outra terra, bem cedo soube eleger Limoeiro como a segunda terra do seu coração, porém sem ser ingrato para o rincão de origem, a cidade de Pereiro, lembrada sempre por ele, através de sua incansável pena.
Notabilizou-se como um homem que herdando a terra de outrem para seu berço, a ela se haja dedicado com tanto sentimento e tanta dignidade.
Atualmente, dedica-se às entidades as quais é filiado, aos arquivos pessoais, e a contínua divulgação de Limoeiro do Norte, já que sua preocupação maior é manter a cidade sob os holofotes da informação.
O seu esforço há gerado esta auréola de simpatia que os olhos de fora foram a vida de Limoeiro.
Informações: Reminiscências de Limoeiro do Norte (Meton Maia e Silva)
Foto: Alex Chaves Monteiro
Homenagens na rede
XXXXEm suas crônicas se ouve os gritos da torcida inflamada com a beleza dos jogos jaguaribanos. O Esporte Limoeiro, o Jaguar, os jogos intermunicipais, as olimpíadas. Muitos dos que ali estavam são nomes de rua. Ninguém sabe tão bem retratar os fatos e as pessoas que fizeram e fazem a vida do Vale Jaguaribano. Quantos não buscam as revelações do passado. É a fonte de pesquisa dos que hoje estão ávidos de saber o que aconteceu em tempos idos. Benditos são aqueles que privam do manancial dos seus conhecimentos. É sem dúvida o Heródoto Jaguaribano; sua privilegiada memória nos traz sempre em dia fatos atuais que se passaram na estação passada do tempo. Meton Maia e Silva. Poucas são as homenagens e o reconhecimento que o ele merece. Cresceu junto a esta terra sem favor chamada Princesa do Vale e ajudou a escrever seus dias de glória.
Marcelino de Castro Queiroz Serra, Limoeiro do Norte-CE.
XXXXHouve tempo em que havia uma Imprensa ativa no Interior com gente forte enviando notícias de suas cidades para os jornais da Capital: “Correio do Ceará”, “Unitário” (dos “Diários Associados"), “O Povo”, “O Democrata” e outros. Muitas cidades tinham os seus correspondentes, entre elas Limoeiro do Norte, com o companheiro Meton Maia e Silva, que sempre teve redação forte e segura, na apresentação dos fatos, representando, muito bem, a cidade líder do Baixo Jaguaribe. Muitos dos nossos confrades calaram-se, mas Meton Maia, que é um baluarte, não parou. A sua voz continua ecoando, porque ele - plagiando diríamos - “além de tudo é um forte”.
Miguel Porfírio de Lima, Icó-CE.

3 comentários:

Jorge Henriques disse...

Salve, Alex
O Sr. Meton Maia e Silva deve ter muitas coisas a contar sôbre a cidade de Limoeiro do Norte e seu povo. Você sabe dizer se ele escreveu algum livro sobre a sua trajetória de vida ou de Limoeiro do Norte?
Obrigado pela dica do glorioso E.C. limoeiro e já publiquei lá no blog. Se tiver mais alguma coisa de equipes de Limoeiro ou de outras cidades do Ceará é só mandar que poublicarei.
Um grande abraço do amigo

Renato Guimarães disse...

Meton Maia, sem dúvida é uma das pessoas que mais se preocupa com a história do nosso município Limoeiro do Norte. As suas obras serão de fundamental importância para as futuras gerações que terão a oportunidade de conhecer mais a sua terrinha, as histórias bonitas e tristes pela qual já passou a nossa Limoeiro. Pessoas como Meton Maia, Társio Pinheiro, Luis Gonzaga, Antônio Nunes Malveira e muitos outros, devem ser lembrados sempre. Esses contribuem para manter viva a história de Limoeiro do Norte!!!Parabéns Meton, e muito mais anos de vida.

Zeudir Queiroz disse...

Fiquei muito contente lendo neste precioso espaço a justa homenagem ao ao confrade Meton Maia e Silva, nosso estimado Acejiano.