quinta-feira, 30 de abril de 2009

Prefeitura atende atingidos pelas chuvas

Município deverá decretar Estado de Emergência caso as chuvas não dêem trégua. O núcleo de apoio às vítimas das chuvas pode ser acionado, a qualquer momento, pelo telefone: (88) 3423-1340.
A Prefeitura Municipal de Limoeiro do Norte não está medindo esforços para ajudar as vítimas das últimas chuvas no município. Moradores do bairro mais populoso da cidade estão preocupados com a sangria do açude Paulo do Monte, que só aumenta e cuja barreira está sofrendo desgastes.
Equipes de todas as secretarias da prefeitura municipal estão trabalhando no atendimento aos atingidos e um núcleo de apoio 24 horas foi montado. Nos bairros mais críticos, as aulas foram suspensas. A prefeitura municipal está contabilizando as famílias atingidas pelas chuvas para decretar Situação de Emergência e fazer o pedido de reconhecimento à Defesa Civil do Estado.
Parte da casa de dona Nila Nunes desabou com a família dentro.
O problema maior é nas localidades de Ilha de Santa Terezinha, Setor NH5 e Setor NH3, onde centenas de famílias ficaram desabrigadas pelo forte alagamento. A região está na fronteira com Morada Nova, onde choveu na localidade de setor CH2, 160 milímetros. Dez carros estão fazendo a remoção das famílias para o bairro Antônio Holanda, conhecido como Cidade Alta.
Conforme o Secretario de Infra-Estrutura e Desenvolvimento Urbano, José Lins Guerra, além dos carros fazendo o transporte das famílias, máquinas retro-escavadeiras estão atuando nos pontos de barramento das águas. Um núcleo de apoio aos atingidos pela chuva está funcionando 24 horas na Secretaria do Desenvolvimento Social e Cidadania, providenciando colchões, lençóis e comida aos desabrigados.
Durante a tarde desta quarta-feira (29/04) foi realizado o levantamento das famílias em situação de risco. O coordenador municipal da Defesa Civil, Capitão Osmar Nogueira de Oliveira, diz que um dos problemas enfrentados no desagravo às chuvas é à resistência de algumas famílias permanecerem em suas casas.
O prefeito João Dilmar visitou as áreas afetadas durante esta quinta-feira, 30 de abril, para verificar a necessidade de decretar Situação de Emergência e enviar para avaliação da Defesa Civil do Estado. "Estamos preocupados em atender quem foi vítima dessa chuva de 140 milímetros que pegou de surpresa até quem normalmente está preparado para a água. Não estamos medindo esforços para atenuar os problemas principalmente nas áreas de risco", afirma o Prefeito, que tem mantido contato com o Governo do Estado e a Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), para garantir que não sejam abertas outras comportas do Castanhão até que baixem as águas no Rio Jaguaribe.
Dilmar ainda alerta que quem precisar de ajuda pode entrar em contato a qualquer momento com núcleo de apoio às vítimas das chuvas, montado na Secretaria do Desenvolvimento Social e Cidadania, pelo telefone: (88) 3423-1340.
Fonte: www.limoeirodonorte.ce.gov.br

6 comentários:

Renato Guimarães disse...

Em Morada Nova, no bairro 2 de Agosto, os moradores estão enfrentando esse mesmo problema. Várias casas ficaram alagadas, e muitas famílias foram levadas para local seguro. A prefeitura de Morada Nova também está prestando total apoio a aquela população.

Anônimo disse...

Ei Alex a Casa que caiu aqui em limoero é a minha [Getúlio] a dona da casa é minha avó Nila Nunes e não meu padastro Francisco! Se poder fazer essa correção e relatar que a Prefeitura Municipal deu todo o apoio preciso a minha Familia! Obrigado aew Alex!
[Getulio Nogueira]

Anônimo disse...

Que notícia mentirosa!!
não tem ninguém desabrigado no setor NH-3 não!

Alex Chaves Monteiro disse...

Ok, Getúlio... Obrigado pela correção, e espero que esteja tudo bem com vocês.

Abraço.

Alex Chaves Monteiro disse...

As informações postadas foram retiradas do site do Governo Municipal (www.limoeirodonorte.ce.gov.br), e são de responsabilidade dos responsáveis pelo site.

Obrigado.

Anônimo disse...

Olá, Alex, parabéns pelo trabalho!

Maria de Fátima Maia